Abscesso Perianal

Um abscesso perianal é uma bolsa de pus nos tecidos que circundam o recto. O recto é a última parte do intestino, que acaba no ânus.

Causas de abscesso perianal

Convêm descartar outras causas específicas de infecção (como a Doença Inflamatória Intestinal, tuberculose, corpos estranhos, tumores, traumatismos, tratamentos quimio-radioterápicos (quimioterapia, radioterapia) etc.).

90 por cento das infecções estão localizados nas glândulas do canal anal

Quando descartadas as causas anteriores, atualmente atribui-se que cerca de 90 % das infecções do canal anal são originadas nas glândulas anais, chamadas criptas anais, pequenas glândulas existentes na união anorretal, localizadas no final do tubo digestivo.

abscesso perianal é provocado por germes designados por bactérias, bastante comuns no sistema digestivo, tais como o E. coli (Escherichia coli), e em alguns casos pelo Staphylococcus (estafilococos).

As bactérias podem penetrar nos tecidos através de uma simples fissura na pele. Poderá ficar com fissuras na pele em caso de obstipação (dificuldade em defecar) por ter de fazer muita força ao evacuar. Uma lesão no recto como, por exemplo, as que resultam do uso de clisteres ou do sexo anal, também podem provocar fissuras. Têm um risco mais elevado de desenvolver este problema as pessoas com diabetes e os pacientes que estão a ser medicados com corticóides.

Outros fatores de risco:

  • Síndrome do intestino irritável;
  • Colite ulcerativa;
  • Doença de Crohn;
  • Diverticulite;
  • Doença inflamatória pélvica;
  • Infecções sexualmente transmissíveis e Relações sexuais;
  • Câncer de reto;
  • Clamídia;
  • Sífilis.

Sinais e sintomas de abscesso perianal

abscesso perianal é um nódulo («papo») que se pode sentir nos tecidos que circundam o recto. O nódulo é sensível e firme, movendo-se, geralmente, quando pressionado. Também é provável que sinta dores na zona rectal e febre. Se conseguir observar o abscesso na pele, constatará que ele é, habitualmente, vermelho, inchado e muito doloroso ao toque.

Leia Também:  Receita caseira para eliminar a pele oleosa

Na fase aguda da formação do abscesso é típica a presença de uma dor pulsátil (latejante) e contínua, na região perianal, acompanha de febre, arrepios ou calafrios, principalmente na fase mais evoluída.

A presença de uma tumoração (Tumor que invade e destrói os tecidos circundantes), de aspecto inflamatório, avermelhado e quente na região em redor do ânus é praticamente o diagnóstico da patologia.

Quando o abscesso evolui, dá-se a formação de uma fístula, onde é típica a presença de um orifício por onde sai, ou por onde será drenado o pus, um líquido espesso de cor amarelada, segregado por um tecido inflamado e composto por soro, leucócitos, células mortas, colesterol e glicose.

Diagnóstico

Os abscessos perianais classificam-se segundo a sua localização anatómica.

diagnóstico é simples e baseia-se na constatação de sintomas e sinais como febre, tumoração, saida de pus, rubefação (vermelhidão da pele e membranas mucosas, por efeito de um medicamento ou devido a alguma alteração da circulação do sangue desencadeada por uma inflamação ou doença específica), etc.

Tal como já referido, a presença de uma tumoração de aspecto inflamatório, avermelhado e quente na zona anal é praticamente o diagnóstico da patologia.

Em algumas ocasiões, é necessário retirar uma amostra do material do abscesso de forma a poder realizar-se um cultivo microbiológico (cultura bacteriana) e saber qual o germe causador. A cultura bacteriana é o método fundamental para o estudo das bactérias e outros microorganismos causadores de doenças e infecções.

Através das informações desta análise é possível definir um tratamento antibiótico mais específico.

Para o diagnóstico de abscessos localizados em regiões mais profundas do canal anal, realiza-se uma Ecoendoscopia (ultrassonografia endoscópica), uma vez que as manifestações clínicas não são tão evidentes.

Saiba mais…

Leia Também:  Tratamento caseiro para pele oleosa

Exames: Poderá necessitar de efectuar um (ou mais do que um) dos seguintes exames para que o médico possa planear o seu tratamento:

Anuscopia: Este exame permite que o médico analise o interior do ânus e do recto. Coloca-se vaselina num pequeno tubo de plástico ou metal (anuscópio) que é, depois, delicadamente empurrado pelo ânus até ao recto. O médico pode, também, recolher amostras das fezes para análise laboratorial, o que poderá ajudar a descobrir a causa do problema.

Colonoscopia: Este exame endoscópico permite a análise das partes do intestino designadas por cólon e recto. Um tubo munido de uma luz na extremidade é delicadamente introduzido no ânus e pressionado para o interior do cólon. O médico pode, assim, analisar o interior do cólon para descobrir a causa do problema.

Sigmoidoscopia: Este exame analisa as partes do intestino grosso (cólon) designadas por sigmóide e recto. Ambas constituem as partes mais inferiores do intestino, mais próximas do ânus. Um tubo munido de uma luz na extremidade é delicadamente introduzido no ânus e pressionado para o intestino. O seu médico pode, assim, analisar o interior do sigmóide e do recto para descobrir a causa do problema.

Riscos e Complicações do abscesso perianal

Se não receber tratamento, poderá formar-se uma fístula (comunicação entre o recto e a pele). Além disso, sem tratamento a infecção também pode espalhar-se e afetar outras partes do corpo, particularmente a virilha e o lúmen retal e originar uma doença grave. Se não receber o devido tratamento, e não tratar a respectiva causa, pode verificar-se uma recorrência do abscesso. Consulte o médico se tiver alguma preocupação ou questão relativamente à sua medicação ou tratamento.

Tratamento do abscesso perianal

Opções de tratamento: O tratamento poderá ser alterado em caso de dificuldades na cura do abscesso perirectal. Tal é, frequentemente, decidido após a realização de exames. Poderá ter de fazer alguns dos seguintes tratamentos, isoladamente ou em conjunto:

Leia Também:  Vitaminas para a queda de cabelo  

Alimentação: Ingira alimentos com um elevado teor de fibra para evitar a obstipação. Tal facilitar-lhe-á o acto de defecar e ajudará a evitar a formação de mais fissuras no recto. Além disso, não faça clisteres nem pratique sexo anal.

Medicamentos: Poderá necessitar de um antibiótico ou de um anti-fúngico para ajudar a combater a infecção. Também lhe poderão receitar laxantes para evitar a obstipação. Os laxantes tornam as fezes mais moles, para não ter de fazer muita força ao evacuar.

Cirurgia: Poderá ter de se submeter a uma intervenção cirúrgica para lancetar o abscesso e drenar o pus, através de um processo associado à antibioticoterapia.

Regra geral, o tratamento dos abscessos perianais é sempre cirúrgico, não sendo recomendado o tratamento baseando-se apenas na toma de antibióticos ou anti-inflamatórios que pela sua demora pode por em risco a progressão e propagação da infecção.

Desta forma, antes de se seguir com um tratamento para controlar a sepse perianal (infecção generalizada de origem perianal) é recomendável a realização da drenagem e eliminação do material purulento, sob anestesia local ou geral, se o abscesso for de grandes dimensões.

Em caso de voltarem a surgir formações fístulosas, o tratamento cirúrgico pode ser mais ou menos complicado em função da localização da fístula.

O prévio estudo e localização dos trajetos fístulosos deve ser realizado de forma efetiva, para proceder-se à sua completa eliminação, com o objetivo de não lesionar estruturas musculares, que têm como risco o desenvolvimento de incontinência fecal, intestinal ou anal, causada por uma disfunção esfincteriana (disfunção do esfíncter anal), designada pela incapacidade de controlar os intestinos.

Foto de Abscesso Perianal

Clique na imagem abaixo para ver a foto completa.

foto de abscesso perianal - imagem 2

E você, já sofreu ou sofre com este problema? Partilhe suas dúvidas e experiências no fórum e ajude muitas pessoas a tratar de vez este problema!

» Saiba mais sobre o Abscesso

loading...

14. Março 2011 by admin

28 Comentários no Fórum

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. Oi gente, estou com abscesso, pus está saindo pouco, mas a dor é quase insuportável, vcs me aconselham a operar, qual valor médio, não aguento mais essa dor, estou em casa d cama há 10 dias já, por favor, alguém pode me dar algumas dicas, desde já agradeço!

  2. Fiz uma cirurgia de fístula retovaginal complexa no mês de março de 2016. Aparentemente estava indo bem. Ficou um lugar duro, e saía secreção por dentro da vagina. Retornei à médica agora neste mês de agosto. Fiz uma RM deu um caminho fistuloso. A médica fez uma fistelectomia e deixou um corte profundo e aberto, segundo ela vai sarar de dentro pra fora. Alguém já passou por isso? Cicatrizou em quanto tempo?

  3. Fiz operação da fistula faz 15 dias…
    Procedimento é simples.. fui operado ao meio dia e meia com anestesia geral e ja acordei as 2 da tarde como se nada tivesse acontecido.. sem dores nem nada..
    Somente após o 2 dia que consegui ir no banheiro e até entao tudo certo..
    la pelo 3 ou 4 dia q senti um pouco de dor após evacuar mas que tambem ja passou apos uns 4 dias ..
    Qualquer duvida se alguem precisar posso dar mais informações; meu skype Daniel3105

  4. Tive um abcesso, fui operada agora tenho Fístula. Também já fui operada mas continua por curar. Já faz um ano que ando nisto!

    Já me avisaram que pode demorar muitos anos a cicatrizar ou mesmo nunca mais cicatrizar. Alguém conhece casos destes?

  5. Olá eu fui operado esta quinta feira dia 28 Abril 2016 pelas 4:55 da manhã, as 6:30 tava no quarto do hospital e tava, bem tive alta por volta das 14 horas, correu tudo muito bem e não sinto dores, só tenho de fazer curativo todos os dias e recuperar.

    Fiz com anestesia geral e estou muito bem, fiz em um hospital público em Guimarães, não paguei a cirurgia e tenho a dizer ao pessoal com este problema, não tenham medo, não custa nada, é rápido e ficasse logo bem.

  6. Quanto custa essa cirurgia de abscesso perianal só pra ter uma base de preço.

  7. Beatriz fiz a cirurgia tem uns 7 dias e estou muito bem nao sinto mais dores e mto tranquilo o antes e o depois. Tem q fazer pq senao pode complicar.

  8. Gente Tenho 3 fístulas anal e agr apareceu esse abcesso , estou cm MT dor e nunca marcam a minha cirurgia,. Alguém pode me dizer como eh a cirurgia de algum desses problemas? Não aguento mais são fortes dores frequentemente, estou cm medo do pré e do pós .. Alguém me ajude pf

  9. galera tamo junto nessa dor chata,mais o melhor a fazer é a cirurgia,fiz e vou retornar no medico dia 8 de janeiro ,agora vai ser feito a 2 etapaa a raspagem ..

  10. fiz a cirurgia e vou voltar para fazer a raspagem,ta tudo indo bem..

  11. galera nao tenha medo da cirurgia,pois depois de feita leva uns dois meses de recuperaçao para cicatrizar..so assim para acabar com essa dor chata..

  12. Operei a duas semanas de um abscesso perianal… Demorei quase um mês para compreender oq estava acontecendo… Fiz a cirurgia com anestesia raquidiana e fiquei no hospital por dois dias….nada confortável o pós mas melhor q aguentar as dores de antes.

  13. Essa coisa apareceu em mim e o médico disse que é abscesso perianal, até agora ainda fiz nada, as vezes ele enche e fica duro depois doe um pouco pois inflama e aí tomes remédio prá dor Torsilak e aliviou a dor e amoleceu e começar drenar um liquido aquoso e viscoso sem cheiro, não sei o que fazer e estou com medo de operar pois o médico me cobrou muito caro.

  14. Estou com esse problema… na verdade tenho um fissura a muuito tempo q sangra um pouco melhora, doi melhora, um saco isso na minha vida só Deus sabe, apareceu um outro que estouro e sai pus e melhora mesma coisa, agora um ta melhor o outro sangra um pouquinho, mas tenho sentido dores insuportáveis uma bolha dentro do anus na lateral , sei seu oq fazer , doi no trabalho suo frio com isso me altera todo …. me ajudem por favor!

  15. oi pessoal…esse ano no dia 29/05 me operei de abscesso perianal,meu caso foi de extrema urgência pois houve necrose,fiquei 22 dias internada,a base de ati bióticos fortíssimos…
    até morfina foi injetado em mim por causa das dores muito forte…atualmente no mês 07 foi detectado um segundo nódulo dessa vez do lado esquerdo,minha cirurgia ainda nem se fechou e já terei que voltar ao hospital…peço a Deus que não seja necessário operar pois creio que depois do que passei…não suportaria mais!!! desejo a todos saúde e que DEUS nos abençoe!!!!

  16. eu tive dois abscessos fiz a cirurgia da fistula 7 meses em paz agora voltou um abcesso no domingo fiz a drenagem na quarta apareceu outro como pode isso???
    me ajudem socorrooooo

  17. Eu tive um abscesso anorretal em 2008 fui operada fiquei internada por 5 dias, depois q sai do hospital, 20 dias depois tive outro um perianal e foi muito grande, quase tive q usar colostomia. Agora esta semana estou com outro. Fui no médico hoje e ele me passou 2 antibióticos… agora é aguardar pra ver se vai precisar drenar.

    Gustavo Silva, fazer banho de assento com água quentinha, ajuda muito a drenar, a infecção sai toda… e este óleo de girassol q a colega falou aí tb é mto bom pra cicatrizar!!! Melhoras !!!

  18. Tb fiz essa cirurgia já tem uns dez anos,no começo sofri e fiquei com medo tb tinha todos esses sintomas citados,passei por médicos inescrupulosos que;fingiram me operar mas,gtaças a Deus encontrei um ótimo médico que me operou e até hoje está td bem.Boa sorte pra vcs

  19. fiz uma cirurgia de abscesso perianal porem meu abscesso estava duro a medica dreno porem continua duro sera que e normal alguem ja passou por este tipo de situaçao.

  20. Tive isto também, hoje faz exatos 15 dias que operei. A anestesia foi a RAQUI, suuuper tranquilo, nada de dor durante a cirurgia, afinal me cedaram…. Nos 2 primeiros dias realmente foi bem doloroso, mas nada insuportável, depois somente foi melhorando. Ontem fui novamente ao centro cirúrgico para retirar uma espécie de linha que o médico usou para dar firmeza ao esfíncter que foi cortado. Ele disse que a cordinha poderia sair naturalmente, mas não foi meu caso…. Enfim, tomei um cedativo, quando acordei tinha acabado. Dolorido no dia (ontem) e hoje eu até fui trabalhar!!!!! Minha cicatrização graças a Deus está ótima e só melhorando….

  21. Tenho abscesso nos testículos sempre saindo pus e como eu tenho a perna grossa sempre está me assando eu quase não aguento andar de assadura o que eu devo fazer

  22. Nossa eu sei como é dificil ter um abcesso e em seguida uma fistola perianal, fiz duas cirurgias uma perianal e uma perienal,sofri demais, minha cirurgia foi em agosto de 2010,foi o pior mes da minha vida ,sentia muitas dores e escoria muito pus pelo anus. Nossa eu pensei que fosse morrer,e apos a cirurgia fiquei com dois cortes enormes abertos , um perto da vagina e o outro perto do anus, mas graças a DEUS em 30 dias já estava completamente quase fechados,eu usei um oleo de girassol ,que na farmacia tem outro nome,que foi OTIMO ,eu molhava bem os gases e os colocava dentro dos cortes e com passar dos dias a cirurgia foi fechando e os gases já não entravão mais nos cortes.Hoje GRAÇAS a DEUS já não tenho mais nada, mal dá para ver as cicatrizes que ficarão, ficou bem discreto.

  23. algem q ja fez me explica asso a passo ,vou fazer essa cirurgia de fistula perianal ,to morrendo demedo. a anestesia fica acordada?meu email e lillyanlly@hotmail.com

  24. Tive esse problema no inicio do ano, fiquei sentindo dores uma semana e nao sabia o que era, fui ao medico e ele me disse, fiz a cirurgia no mesmo dia, porem nao tive retorno devido um problema de família, estou com a cirurgia aberta a 90 dias e sempre sai uma secreção, vou procurar um medico agora, pois nao sei como vou fazer, gostaria de saber se alguém ja passou por isso apos o a cirurgia e se teve que procurar o medico novamente, obrigado

  25. tive este problema por duas vezes,e notei q nas duas vezes q tive este problema foi qndo consumi pimenta em excesso,será q tem a haver com ingestão de pimenta tbm?

  26. ja operei do abcesso perianal 2 vezes.omeu medico dis que provavelmente terei que fazer uma terceira cirurcia pa a retirada de uma possivel fistula. sendo que a cirugia e grande e profunda e o pior tem que ficar aberta nao podendo assim dar pontos.pazo de recuperaçao de tres meses aproximadamente.gostaria de contactar com pessoas que ja foram operadas de fistula perinal para saber como foram as suas recuperaçoes.e possivel dicas.

  27. ja tenho este tipo de problema á alguns anos ,ja foi operado varias veses e o problema presiste . cada vez pior apareçe com mais frecoençia , se ouver alguem que tenha tido o mesmo problema e tenha encontrado uma soluçao , agradeço que enviem para o meu email . desde ja obrigado

  28. eu tive este obscesso fiz uma cirurgia em abril de 2007 ai deu fistola em agosto fiz outra cirurgia foi constatado atravez do exame retosimodoscopia .
    graças a deus estou otimo quem fez tudo isto foi deus a ao dr juliano piunte telles. um otimo medico .

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *