Balão no Estômago para Emagrecer

Balão Intragástrico – Artigo (Obesidade / Emagrecimento)

Um balão colocado no estômago para emagrecer. Este é um procedimento que cai cada vez mais no gosto dos obesos e pessoas com sobrepeso, já que não se trata de cirurgia e ajuda a fazer reeducação alimentar. Mas, essa nova ferramenta contra a obesidade levanta polêmica entre os médicos.

fotos do balão intragástrico antes e depois - climedt endos

O médico cirurgião Geral, Pos-Graduado em Gastroenterologia Clinica e Endoscopia, Dr. Bruno Sander, explica que o balão intragástrico é um procedimento endoscópico, sem intervenção cirúrgica, e que é necessário a pessoa a mudar de vida.

“Não é uma cirurgia; a pessoa pode ficar com o balão por seis meses e, neste período, com apoio nutricional, deve mudar seus hábitos de vida, com uma reeducação alimentar. Se isso não acontecer, nada pode mudar sua condição, nem mesmo uma cirurgia”, esclarece.

>> Recomendamos para Você:

Testemunho de Ricardo Sousa: O Balão gástrico não resultou para mim

Testemunho de Luciana Araújo: Coloquem o Balão gástrico e sejam felizes

Balão Intragástrico Allergan – Antes e depois e Como funciona

Dieta pós colocação do balão

O Balão é válido mas tem consequências negativas

 

O balão faz com que a pessoa tenha a sensação de saciedade mais rapidamente. “O estômago tem a capacidade media de 1,3 litros e o balão ocupa cerca de 700ml. O seu tamanho faz com que ele fique em contato com o fundo do estômago, onde estão glândulas que estimulam a fome. Este contato inibe a vontade de comer”, explica Dr. Bruno. E foi o que aconteceu com a estudante Marina, que colocou o balão no início de Abril de 2011 e perdeu 28 quilos em seis meses usando o Balão.

“Nao me submeteria á cirurgia pelos riscos e complicações e a técnica do Balão não é invasiva. Por isto considero este método uma ajuda para uma reeducação alimentar, que é associada com dieta e exercício. Se eu não encontrasse algo que me trouxesse resultado, eu não seria capaz de perder peso somente com uma dieta ou com remédios (anorexigenos).” conta ela.

O que Procura?
Olheiras: o que fazer para acabar com elas!

Os primeiros dias após a colocação do balão intragástrico são incômodos para o paciente. “A pessoa geralmente sente náuseas e vômitos, mas depois disso passa a ter uma vida normal, perdendo peso gradativamente, se fizer a reeducação corretamente”, explica o médico Bruno Sander. Mesmo com o benefício de não ser uma cirurgia, Dr. Bruno alerta que o balão possui uma desvantagem.

“Existem alguns poucos pacientes que NÃO se adaptam bem, relatando vômitos e desconforto abdominal por um período mais prolongado. Mas, e importante lembrar que nenhum tratamento para a obesidade e perfeito ou infalível.” conta. A maioria dos cirurgiões bariátricos (que realizam a cirurgia de “redução do estômago”), ainda são conservadores em relação ao Balão Intragástrico – que vem ganhando cada vez mais adeptos.

“Tenho conhecimento de pessoas que tiveram complicações decorrentes do balão intragástrico e que necessitaram ser submetidas a cirurgia. Estes casos são minoria, mas mostram que nenhum método é 100% seguro e é importante que o paciente esteja sempre ciente disto.” alerta o médico.

Para ele, a ideia de que o procedimento faz com que a pessoa perca peso não deve ser o único argumento, já que sem o acompanhamento nutricional correto e comprometimento do paciente, o Balão, sozinho, não faz nenhum milagre! Por isto dieta e exercício físico são tão importantes.

O Conselho Federal de Medicina, no Brasil, aprovou o procedimento, que veio difundido dos Estados Unidos. Em uma reportagem, o atendente de call Center, Walcir Soares, que fez a cirurgia de redução do estômago em 2002, quando pesava 190kg, diz que não conhecia o balão intragástrico e conta que tudo depende da pessoa e não somente do procedimento ao qual e submetida.

“Depois da cirurgia eu comia pouco, mas só besteira, e acabei engordando tudo de novo. Mesmo com todo o acompanhamento médico e psicológico, não me explicaram que não é mágica e eu saí encantado. Hoje estou com 130kg, faço atividade física e não como mais besteiras. Mas só entendi isso depois que sofri”, lamenta.

Tanto o balão intragástrico como a cirurgia do estômago dependem de como a pessoa está disposta a lidar com o seu problema e ter uma mudança de vida. Por isso, o médico Bruno Sander chama a atenção: “O profissional é responsável pelo doente. Ele não pode dar uma expectativa que vai dar certo. Neste caso o resultado depende muito mais do paciente (e seu comprometimento) do que do Medico ou do método. Tenho pacientes que já perderam 58,5kg com o Balão, assim como pacientes que perderam apenas 08kg.”

O que Procura?
Peeling Suave, indicado para remover cicatrizes da acne e manchas

O próprio Dr. Bruno Sander usou o Balão intragastrico (entre Novembro de 2011 e Maio de 2012) e perdeu 28,5kg. Após a retirada do balão não só manteve a perda de peso, mas continuou o emagrecimento (mais 04kg). A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) ainda não contemplou o método do Balão Intragástrico para que os convênios possam cobrir o procedimento”, finaliza.

Fotos antes e depois

 

loading...

23. Setembro 2012 by admin

One Comment

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. estou precisando de perder peso já tentei fazer dietas não consegui, preciso saber se o plano da geap cobre as despesas da colocação do balão intragástrico em Cuiabá.grata

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *