16 Impressionantes Benefícios dos Morangos para a Saúde

Frescos ou congelados, não há como negar que os morangos são uma fruta bem popular, e uma inspiração para a nossa saúde. Leia mais para conhecer os 10 benefícios surpreendentes do morango.

Chamado de “A Rainha das Frutas” nos países asiáticos, estas pequenas delícias suculentas em forma de coração têm muito mais para oferecer para além da sua doçura e sabor. Eu considero-o um Super Alimento.

morango

A opção mais simples e comum de apreciar a fruta é ingeri-la na sua forma natural. Mas também pode ser usado na elaboração de sorvetes, geleias, compotas, xaropes, assados, chocolates e muito mais.

A lista de benefícios é enorme. Atuam na saúde da nossa visão, no funcionamento do cérebro, no alívio da pressão alta, artrite, gota, e de várias doenças cardiovasculares.

O conteúdo impressionante de polifenóis e antioxidantes presente nos morangos, torna-os o fruto de eleição para melhorar o sistema imunológico, prevenir vários tipos de câncer, e reduzir os sinais prematuros do envelhecimento, garantindo desta forma o lugar na lista de frutos mais benéficos para a saúde.

Valor nutricional

Porção: 1 xícara de morangos frescos (166 gramas)

  • Calorias: 50
  • Proteína: 1 grama
  • Carboidratos: 11.65 gramas
  • Fibra alimentar: 3.81 gramas
  • Cálcio: 23,24 miligramas
  • Ferro: 0,63 miligramas
  • Magnésio: 16.60 miligramas
  • Fósforo: 31,54 miligramas
  • Potássio: 44,82 miligramas
  • Selênio: 1,16 miligramas
  • Vitamina C: 94,12 miligramas
  • Ácido Fólico: 29.38 microgramas
  • Vitamina A: 44,82 unidades internacionais

Como pode ver os morangos são uma excelente fonte de vitamina C e vitamina K, bem como de ácido fólico, magnésio, manganês, potássio, são uma boa fonte de fibra dietética e contêm boas quantidades de fitonutrientes e flavonóides, antioxidantes, antocianinas, ácido elágico, quercetina e kaempferol, que ajudam a proteger o organismo contra determinados tipos de câncer.

Com mais de 600 variedades, os morangos são uma das frutas com maior teor em antioxidantes, e baixíssimos em calorias, uma vez que contêm apenas 50 calorias por xícara.

A seguir estão listados os 16 melhores benefícios do morango para a saúde.

Regula a pressão arterial

regula-a-pressao-arterial

Os morangos são altamente recomendados para as pessoas com pressão arterial elevada. Na verdade, o consumo regular de morangos ajuda a prevenir a hipertensão, manter os níveis de oxigénio saudáveis, e manter o fluxo sanguíneo consistente por todo o corpo.

Sendo uma maravilhosa fonte natural de potássio, os morangos ajudam a controlar a pressão arterial, uma vez que os baixos níveis de potássio reduzem os efeitos do sódio. Na verdade, a baixa ingestão de potássio é um dos factores de risco para o desenvolvimento de pressão arterial alta.

Um estudo realizado em 1998, publicado no journal hypertension, destaca a importância do potássio, para a regulação da pressão arterial e relata que a suplementação de potássio tem um efeito bastante positivo na redução da pressão arterial moderada, em pessoas com baixa ingestão desse mineral.

Além disso, o teor de magnésio presente no morango contribui para a redução da pressão arterial, melhoria do fluxo sanguíneo e sua oxigenação.

Para finalizar, a vitamina C presente nos morangos, também ela ajuda a manter a pressão arterial sob controle, especialmente em casos de estresse. Um estudo realizado no Brasil em 2011, mostrou que vitamina C ajuda na redução dos níveis de pressão arterial média e na restauração da resposta vasodilatadora periférica, durante o estresse mental em crianças obesas.

Reduz o colesterol e o risco de doenças cardiovasculares

reduz-colesterol-e-doencas-cardiovasculares

A enorme quantidade de fibras, antioxidantes, fitoquímicos e vitaminas presentes nos morangos, ajudam a equilibrar os níveis de colesterol no sangue e, simultaneamente, a reforçar o músculo cardíaco.

Um estudo realizado em 2004, publicado no Critical Reviews in Food Science and Nutrition, relata que os antioxidantes presentes no morango ajudam a reduzir o risco de eventos cardiovasculares através da inibição da lipoproteína de baixa densidade (LDL), o conhecido colesterol ruim. Promove a estabilidade das placas, melhora a função do endotélio vascular e diminui a tendência para trombose.

Outro estudo publicado no Metabolism em 2008, descobriu que a suplementação com morangos reduziu o danos oxidativos causados pelo Colesterol LDL, reduzir os lipídios no sangue e melhora a palatabilidade na alimentação.

Leia Também:  Arando Vermelho (vaccinium macrocarpon)

Um estudo realizado em 2009, publicado no Nutrition Journal, descobriu que a suplementação de morangos liofilizados a curto prazo parece exercer efeitos hipocolesterolêmicos e diminuir a peroxidação lipídica em mulheres com síndrome metabólica.

Um estudo recente, realizado em 2014, publicado no The Journal of Nutritional Biochemistry, também confirma que o consumo de morango melhora o perfil lipídico do plasma, os biomarcadores de estado antioxidante, as defesas anti-hemolíticas e a função plaquetária, em indivíduos saudáveis.

Ao reduzir o mau colesterol no sangue, um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento de placas ateroscleróticas nas artérias, os morangos desempenham um papel chave na redução de doenças cardiovasculares, bem como de acidentes vasculares cerebrais.

Um estudo realizado em 2013, descobriu que as mulheres que comem três ou mais porções de morangos por semana, têm o risco de ataque cardíaco reduzido em cerca 32 por cento.

Além disso, estas bagas vermelhas extraordinárias, diminuem a resposta inflamatória dentro do organismo, uma das principais causas de doença cardíaca.

Ajuda a queimar a gordura acumulada

gordura-acumulada

A coloração vermelha do morango contém antocianinas, substâncias que estimulam a queima de gordura armazenada.

Foi realizado um estudo onde um grupo de animais foi alimentado com uma dieta rica em gorduras, juntamente com antocianinas. No resultado do estudo, estes animais ganharam menos 24% de peso em comparação com o outro grupo de animais onde apenas seguiram uma dieta rica em gorduras, sem adição de antocianinas.

Perda de peso

perda-de-peso-com-a-dieta-do-morango

O composto nitrato encontrado na baga promove o fluxo de sangue e oxigênio no nosso corpo, excelente para a perda de peso.

Acidente Vascular Cerebral

acidente-vascular-cerebral

Os antioxidantes quercetina, kaempferol e antocianinas presentes no fruto mostraram reduzir a formação de coágulos sanguíneos prejudiciais, associados a acidentes vasculares cerebrais. O consumo elevado de potássio também está associado à redução do risco de acidente vascular cerebral.

Constipação intestinal (Prisão de ventre)

constipacao-intestinal-prisao-de-ventre-em-bebe

Ingerir alimentos ricos em fibras e água, como os morangos, uvas, melancia, e o melão, ajuda a manter o sistema digestivo hidratado, melhorando os movimentos intestinais. A fibra é essencial para minimizar a prisão de ventre, adicionando volume às fezes.

Alergias e Asma

alergias

Devido aos efeitos anti-inflamatórios da quercetina, consumir morangos pode ajudar a aliviar alguns sintomas de alergias, incluindo o corrimento nasal, olhos lacrimejantes e urticária. No entanto, até à data, não foram realizados estudos em humanos para provar esta teoria.

Vários estudos têm mostrado que a incidência de asma é mais baixa com o consumo elevado de determinados nutrientes, onde a vitamina C está no topo da lista.

Depressão

depressão

O fósforo presente no morango pode ajudar no tratamento dos sintomas de depressão, evitando a formação excessiva de homocisteína no corpo, o que pode impedir que o sangue e outros nutrientes cheguem ao cérebro.

O excesso de homocisteína interfere com a produção dos “hormônios da felicidade”, a serotonina, dopamina e norepinefrina, que regulam não só humor, como também o sono e o apetite.

Benefícios para uma pele Saudável

mascara-facial-de-morango

Os vários antioxidantes presentes no morango, incluindo a vitamina C, ajudam a evitar danos na pele e corpo causados pelos radicais livres. A vitamina C contribui para a produção de colagénio (colágeno) na pele, a proteína necessária para manter a capacidade regeneradora e elasticidade da pele.

Um estudo realizado em 2005, publicado no Dermatological Surgery, realça a importância da aplicação tópica de vitamina C como um agente útil para o tratamento do fotoenvelhecimento e outras condições dermatológicas.

Ele pode fornecer benefícios cutâneos através da promoção da síntese de colagénio, proteção contra a radiação ultravioleta (UV), A (UVA) e B (UVB), redução da hiperpigmentação e melhoria de uma grande variedade de feridas inflamadas.

Além disso, os morangos são capazes de proteger a pele contra os danos provocados pelos raios UV-B. A antocianina, um poderoso antioxidante presente nos morangos, protege a pele contra os efeitos nocivos do ambiente, especialmente o sol. A potência antioxidante da antocianina dura até 24 horas após o seu consumo.

Além disso, o licopeno, uma substância carotenóide existente no morango, ajuda a combater os sinais de envelhecimento da pele.

O consumo regular de morangos dá uma aparência mais jovem e saudável à pele, sem sinais de envelhecimento, como as rugas e as manchas da idade. Pode até mesmo ser usado para fazer máscaras esfoliantes e hidratantes.

  • Combine ½ xícara de purê de morango, 1 colher de chá de mel e 2 colheres de chá de creme de leite.
  • Misture os ingredientes cuidadosamente.
  • Aplique a pasta em todo o rosto e pescoço.
  • Deixe a máscara atuar por 20 a 25 minutos, e depois lave com água fria e seque.
  • Utilize esta receita para o rosto uma vez por semana.
Leia Também:  Arando

Ajuda a combater o Câncer

combate-o-cancer

O consumo de morangos está também associado a um menor risco de câncer no esófago, mama, cólon, próstata e câncer de pele.

O alto teor de vitamina C (antioxidante) presente nos morangos, pode ajudar na prevenção do câncer, uma vez que um sistema imunológico saudável é a melhor defesa do nosso corpo. Os antioxidantes são autênticos varredores de radicais livres, neutralizando o efeito potencialmente negativo que estes ter sobre as células do nosso corpo.

Além disso, os fitoquímicos, tais como a quercetina e o ácido elágico, encontrados nos morangos, produzem propriedades anticancerígenas que suprimem o crescimento de células cancerígenas.

De acordo com um estudo realizado em 2006, publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry, os morangos cultivados organicamente têm uma elevada atividade antiproliferativa e anticancerígenas.

Um estudo realizado em 2012, publicado na Cancer Prevention Research, destaca o grande potencial do pó de morango liofilizado (desidratado) para a prevenção do câncer de esôfago, destacando ainda outros testes clínicos deste agente natural.

Aumenta a imunidade

aumenta a imunidade

Os morangos como já referido, contêm vitamina C, uma molécula que desempenha um papel importantíssimo na promoção do sua imunidade.

Apenas uma porção de morangos contém 51,5 mg de vitamina C, cerca de metade das suas necessidades diárias.

A vitamina C ou ácido ascórbico, um poderoso antioxidante, ajuda no correto funcionamento dos glóbulos brancos (leucócitos), permitindo que estes respondam rapidamente a possíveis infecções, ajudando o corpo a combater toxinas e corpos estranhos presentes no organismo.

Para além disso, a vitamina C ajuda a combater os radicais livres, causadores de danos no DNA e células saudáveis, prevenindo inúmeras patologias, tais como, doenças cardíacas e câncer.

Um estudo realizado em 2011, publicado no Central European Journal of Medicine, salienta o papel importante da vitamina C nas células selecionadas do sistema imune e de todos os potenciais mecanismos moleculares envolvidos. O estudo mostra que a vitamina C tem realmente um impacto bastante positivo no nosso sistema imunitário.

O consumo regular de morangos pode ajudar em problemas bastante comuns como a tosse, resfriados e outras infecções virais.

Combate a artrite e gota

artrite-e-gota

Os tão prejudiciais radicais livres existentes no corpo, levam à acumulação de toxinas e ácidos, que são a causa subjacente da degeneração dos músculos e tecidos, bem como na desidratação do corpo, uma vez que secam os fluidos existentes. Esta situação pode aumentar o risco de artrite e gota.

Uma vez que são ricos em antioxidantes, os morangos ajudam o corpo a expulsar todos os resíduos e toxinas prejudiciais, ajudando no combate da artrite e gota.

Além disso, a natureza anti-inflamatória dos morangos ajuda a reduzir a inflamação das articulações, o que pode ajudar a reduzir a dor e o inchaço, dois sintomas comuns de artrite.

Na verdade, a ingestão de morangos impede o aumento dos níveis da Proteína c-reactiva (CRP), um indicador de inflamação no corpo. Além disso, os morangos ajudam a proteger o corpo de moléculas pró-inflamatórias, chamadas citocinas.

Para terminar, os morangos são uma óptima fonte de ácido fólico. As pessoas que sofrem de artrite podem ter carência de ácido fólico.

Melhora a função cognitiva

melhora-a-memoria

Os morangos contêm níveis elevados de antioxidantes que protegem as células contra os danos provocados pelos radicais livres.

Além disso, existem determinados compostos neste fruto que alteram a forma como os neurónios comunicam no cérebro. Estas alterações previnem a inflamação no cérebro que contribui para as lesões neuronais e melhora tanto o controlo motor como a cognição.

Devido à sua capacidade de defesa contra o estresse oxidativo e inflamações no cérebro, os morangos pode ajudar a prevenir a perda de memória e doenças como a demência e Alzheimer.

Um estudo realizado em 2004, publicado no Critical Reviews in Food Science and Nutrition, mostrou através de um estudo preliminar realizado em animais, que as dietas ricas em morangos podem ter o potencial de fornecer benefícios no envelhecimento cerebral.

Leia Também:  Coco

Um estudo realizado em 2012, publicado no jornal Annals of Neurology, conclui que a ingestão de flavonoides, especialmente a partir de frutos, parece reduzir as taxas de declínio cognitivo em adultos mais velhos.

Outro estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry em 2012, relata que comer mirtilos, amoras, morangos e outros frutos de baga, tem efeitos benéficos sobre o cérebro e podem ajudar a prevenir a perda de memória relacionada com a idade.

Auxilia na Gestão da Diabetes

xicara-de-morangos

Os morangos são uma excelente escolha para todas as pessoas que convivem diariamente com a diabetes. Sendo um alimento de baixo índice glicêmico e rico em fibras, os morangos ajudam a regular o açúcar no sangue e mantêm-no estável, evitando oscilações bruscas nos níveis de açucar no sangue.

Além disso, a fibra presente ajuda também a retardar a absorção dos açúcares no sangue.

Um estudo realizado em 2010, publicado no Journal of Medicinal Food, sugere que os elagitaninos e o ácido elágico presente nos morangos têm um grande potencial no manejo da hiperglicemia e hipertensão associada a diabetes tipo 2. No entanto, são necessários mais estudos em animais e humanos para uma melhor conclusão.

Um estudo realizado em 2011, publicado no PLOS ONE, relata que ingerir cerca de 37 morangos por dia pode reduzir de forma significativa as complicações diabéticas, tais como a doença renal e neuropatia. O estudo mostrou que a fisetina, um flavonóide presente no morango, contribuiu para a prevenção de ambas as complicações, renais e cerebrais, em ratos diabéticos.

Além disso, os morangos ajudam a manter um peso saudável, uma das melhores defesas contra a diabetes tipo 2.

Para as pessoas com a diabetes, o tamanho da dose sugerida é de ¾ xícara de morangos por dia.

Promove a Saúde dos Olhos

melhora-a-visao

Os morangos são bons para a sua saúde ocular, principalmente devido ao seu elevado teor de vitamina C.

De acordo com a Associação Americana de Optometria, a ingestão de vitamina C é muito importante para a saúde dos nossos olhos. Este maravilhoso antioxidante reduz o risco de desenvolvimento de cataratas, ajudando o corpo a combater os danos provocados pelos radicais livres. A fruta proporciona também protecção contra doenças oculares tais como o glaucoma.

A vitamina C é uma vitamina muito importante para o fortalecimento da córnea e retina do olho.

Quando tomada em conjunto com outros nutrientes essenciais, a vitamina C, diminui a progressão da degeneração macular relacionada com a idade (DMRI), e a perda de acuidade visual. A DMRI é a principal causa de cegueira em idosos.

Outro nutriente importante, presente no morango, e considerado benéfico para a nossa visão, é o potássio. Sem potássio, os níveis de água no corpo pode ficar desequilibrados e causar secura nos olhos. Além disso, o potássio ajuda a equilibrar os níveis de pressão ocular nos olhos. Qualquer distúrbio que prejudique a pressão normal dos olhos pode ser muito prejudicial e levar ao desenvolvimento de problemas como o glaucoma.

Auxilia a uma gravidez saudável

morangos-bons-para-a-gravidez

Para as mulheres que estão grávidas ou a tentar engravidar, incluir morangos na sua dieta é uma escolha muito benéfica. Principalmente devido ao conteúdo rico de ácido fólico presente nos morangos, essencial para a formação e desenvolvimento do cérebro do bebê nos primeiros estágios da gravidez.

Além disso, a ingestão de quantidades adequadas de ácido fólico durante a gravidez ajudam a reduzir o risco de defeitos no nascimento.

Um estudo realizado em 1999, publicado na revista Pediatrics, relata que, a ingestão de quantidades adequadas de ácido fólico pelas gestantes é essencial para a prevenção primária de defeitos congênitos, como a espinha bífida.

Outro estudo realizado em 2007, publicado no American Journal of Clinical Nutrition, relata que a deficiência de ácido fólico está ligada a defeitos do tubo neural.

Juntamente com o ácido fólico, os morangos são também uma boa fonte de iodo, um elemento químico que desempenha um papel fundamental no desenvolvimento do cérebro, que mesmo em pequenas carências durante o período da gravidez pode prejudicar o desenvolvimento do cérebro do bebê.

Para finalizar, os morangos também abastecem o nosso organismo de cálcio, magnésio, vitamina C e outros nutrientes essenciais, bastante importantes para a saúde das gestantes, bem como dos fetos.

Recursos:

http://hyper.ahajournals.org/content/31/1/131
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24406274
http://circ.ahajournals.org/content/127/2/188.full
http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/jf0524776
http://ajcn.nutrition.org/content/85/1/285S.long

loading...

29. Setembro 2016 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *