Blefarite: Tratamento Natural, Causas, Sintomas, Cura e Diagnóstico

A blefarite é uma infecção comum das pálpebras. As pálpebras, as pestanas, as glândulas sebáceas ou o branco dos olhos podem ficar afectados com esta infecção. A blefarite pode ser uma infecção a longo prazo e de difícil tratamento. Se for tratada, apresenta melhorias passados oito a 12 meses. A infecção pode surgir novamente após o tratamento.

Blefarite anterior na borda pálpebral superior (esquerda) e inferior (direita)

A pálpebra é uma estrutura composta por múltiplos elementos que incluem o epitélio, músculo, folículos, vasos e glândulas secretoras. Quando estas glândulas se obstruem pela secreção excessiva de gordura, sebo (meibomite), produz-se um aumento das bactérias que causam complicações na superfície ocular, que pode afetar os dois olhos.

A blefarite é uma inflamação das pálpebras

Causas da blefarite

A blefarite é habitualmente provocada por um germe designado como bactéria. Outra das causas da blefarite pode ser uma reacção alérgica a algo.

Sinais e sintomas de blefarite

a blefarite causa inchaço nas pálpebras

  • Poderá sentir qualquer um dos sinais ou sintomas seguintes:
  • Ardor, prurido e dor nas pálpebras.
  • Vermelhidão, lacrimejamento, irritação, coceira ou pálpebras inchadas.
  • Secreção clara, de cor amarela ou verde a sair das pálpebras. Esta secreção pode formar crostas e fazer com que as pálpebras fiquem unidas, especialmente de manhã.
  • Escamas em redor das pestanas.
  • Pestanas soltas.
  • Incapacidade dos olhos de suportar luz forte.

Estes sintomas agravam-se em caso de se produzir uma complicação como a Ceratite ou queratite, Calázio (cisto da pálpebra), conjuntivite, etc.

Calázio no olho esquerdo de uma paciente com blefarite (á esquerda) e queratite filamentosa de um paciente com olho seco e blefarite (á direita).

As blefarites podem classificar-se em anteriores, as quais afetam a zona que rodeia a base das pestanas, ou posteriores, as quais se referem à disfunção da Glândula acinotarsal, também conhecida como glândula de Ciaccio, Meibom ou meibomiana.

Os sinais que se podem observar através da Lâmpada de fenda ou biomicroscópio ocular nestes casos incluem a presença de crostas, escamas, vermelhidão e inchaço nas bordas, cílios colados, triquíase, ceratose, ceratite marginal, dilatação cística das glândulas acinotarsais e filme lagrimal oleoso.

Imagem, Paciente com blefarite anterior e posterior em ambos os olhos

Diagnóstico – Como se Diagnostica

Pela observação oftalmológica, com recurso à biomicroscopia.

Cuidados a ter e prevenção

  • As seguintes indicações poderão ajudá-lo a tratar e evitar a inflamação:
  • Lave as mãos com sabão e limpe-as em toalhas limpas. Mantenha as mãos afastadas dos olhos.
  • Não utilize maquilhagem para os olhos até que a infecção desapareça totalmente.
  • Não utilize lentes de contacto até receber permissão para isso por parte do seu médico.
  • Mantenha-se afastado de locais que contenham pó ou outras substâncias que possam incomodar os olhos.

Riscos e Complicações da blefarite

A blefarite pode causar uma inflamação crônica podendo afectar todas as estruturas anteriores do olho. Com frequência, a esta perturbação associa-se o olho seco e o chalazio.

Tratamento

O tratamento para a blefarite incluí inúmeras opções como a limpeza das pálpebras com sabonetes de pH neutro ou toalhitas, o uso de colírios antibióticos e anti-inflamatórios e geralmente são recomendados colírios lubrificantes para melhorar a hidratação das estruturas superficiais.

Cada vez mais se desenvolvem novos tratamentos como o LipiFlow® (um sistema de pulsação termal para as pálpebras) o Estila Meibopatch® (uma máscara térmica), que prometem bons resultados quando os tratamentos convencionais falham. Por outro lado, em casos graves poderá ser necessário tratamento com antibióticos por via oral ou incluir suplementos alimentares de ómega-3 na sua dieta.

Apesar de existirem várias opções de tratamento disponíveis, existe um número de pacientes em que patologia se torna crônica. O reaparecimento dos sintomas é muito comum nestes pacientes, dando por vezes origem ao desenvolvimento de olho seco (secura ocular), intolerância às lentes de contato e outras complicações.

Tratamento natural da blefarite

Poderá necessitar de fazer tratamento às pálpebras pelo menos uma vez por dia durante um período alargado de tempo. Evitará, dessa forma, a repetição da blefarite. Siga as instruções seguintes para tratar as pálpebras:

Coloque compressas limpas e tépidas em ambos os olhos durante 10 a 15 minutos, duas vezes por dia. Volte a aquecer as compressas quando arrefecerem. A água tépida amolece as crostas em redor das pestanas. A lavagem derrete ainda o fluído produzido pelas glândulas das pestanas.

Lave as pálpebras após as lavagens com água tépida. Coloque champô para bebé num pano limpo e quente. Adicione água tépida ao champô. Com os olhos fechados, lave gentilmente as pestanas. Enxagúe o champô com água tépida.

O seu médico poderá receitar-lhe uma pomada de antibiótico. Aplique-a nos olhos diariamente. Siga cuidadosamente todas as instruções do seu médico. Passe gentilmente a pomada pelas pálpebras e pestanas com um dedo limpo. A pomada poderá enevoar a visão durante um curto período de tempo.

Poderá também ser-lhe fornecido um antibiótico sob a forma de gotas para os olhos. Siga as instruções do seu médico relativas à utilização das gotas para os olhos.

CONTACTE O MÉDICO SE:

  • Tiver dores nos olhos.
  • Sentir alterações de visão.
  • Registar novos sintomas. Os medicamentos utilizados para tratar a blefarite podem provocar efeitos secundários.
  • Tiver sintomas que durem mais de duas semanas.

» Tratamento caseiro para Blefarite

loading...
loading...

16. Março 2011 by admin

28 Comentários no Fórum

  1. Sou portador de dermatite seborreica, herdada do meu pai e transmitida ao meu filho.

    Nos olhos, se manifesta sob a forma de blefarite e cura pra isso só na próxima encarnação … mas alívio há:

    – Limpar as pálpebras diariamente, duas vezes, com uma gaze encharcada de soro fisiológico, e pingar uma gota de colírio de lágrima artificial (lubrificante).

    Nas crises mais severas, use a pomada cilodex na base dos cílios. Nada agrava mais o quadro que um caprichado estresse; aliás agrava a blefarite e qualquer outro sintoma que você apresentar …

  2. Blefalite tem cura sim……
    Acredito que a maioria das doenças incuráveis, podem ter curas sim, apenas com mudanças de hábitos (alimentar, higiene e outros).
    No caso da Blefalite, recomendo:
    1- Adotar uma garrafinha de água mineral, e ingerir água de forma viciosa….
    2- Lavar as mãos frequentemente
    3- Lavar as palpebras somente com xampu para crianças recem-nascidas
    4-Usar óculos escuro (contra sol e vento intenso)
    5- Esquecer o problema……

  3. Tive blefarite o ano passado, tomei fenoxmetilpenicilina e ibuprofeno e no banho esprimia o pus no olho, por um periodo de uma semana e passou.

  4. Olá
    Tenho Blefarite desde que nasci, e convivo com este problema ha 50 anos. Somente uma pomadinha que me foi receitada tem uns 25 anos, que deu jeito, e ficava longos períodos bem controlada. O nome é isopto cetapred. Masss, como tudo que é muito bom dão um jeito de “tirar do mercado” não encontrei mais pra comprar. Se alguém souber onde encontrar, por favor me comunique. Fora isso só mesmo a limpeza com shampoo neutro para crianças, é o que ameniza, mas não cura.

  5. Infelizmente é um mal que não tem cura, tenho olho seco, o que acentua muito a blefarite, vivo em constante tratamento, mas nada resolve, apenas apresenta uma melhora, mas em poucos dias começa as crises. Antes sentia mais o desconforto de coceira, ardor, visão turva, mas agora está afetando a estética, pois as pálpebras estão inchando, com muita coceira e manchas vermelhas, sem contar que os os cílios cairam bastante. é um ritual diário muito chato, mas não tem o que fazer. Temos que conviver com isto e tentar amenizar ao máximo o sofrimento, com os asseios, compressas e medicações indicadas pelo oftalmologista.

  6. Olá…tb tenho sofrido com essa enfermidade. Descobri essa infeliz a 3 meses e assim, sofro bastante com os incomodos. O ofitamo orientou a limpeza com Frex Clean, Blephagel e uso de lubrificante ocular, que tem me ajudado bastante. Tenho observado que minha visão esta embaçada , nao é nitida…isso me deixa preocupada.
    A duvidda é , posso perder a visão?? se é bacteria nao deveria tomar um antibiotico?? ou colirio?? afff…..
    Grata.

  7. Bom dia, moro em Salvador-Ba tem blefarite alguns anos sinto muito incômodo quando esta atacada. Meu médico recomendou-me usar xampu de bebê diluído na água e usar uma pomada CYLOCORT somente quando os olhos estiverem irritados. Lavar os cílios dos olhos tem que ser todos os dias, pois se lavar a blefarite volta novamente.
    Li algumas coisas sobre a blefarite comer gordura, o estresse também contribui para aumentar os sintomas. Além da blefarite tenho outros problemas com a ptose palpebral, glaucoma, olho seco imaginem a minha situação, mas não podemos desanimar Deus esta ao nosso lado. O importante é se cuidar procurar o profissional que nos ajude a pelo menos nos orientar da maneira correta, pois a vida continua independe dos problemas que temos. Abraços a todos e boa sorte.

  8. Fui diagnosticado com Blefarite na região dos olhos há pelo menos tres anos, neste período já tive cinco crises bem agudas de infecção mas todas voltaram ao normal após tratamento e cuidados. Porém na ultima crise aquela crosta que se forma nas palpebras não se dissolveu como em outras vezes. Para retirada foi preciso fazer uma pequena cirurgia muito rapida, cerca de 30 minutos, e uma recuperação de uma semana. Indico a quem passar por problemas semelhantes uma consulta na CESMO Oftalmologia, rua Apucarana, 1645 Tatuape – tel 2671-0444

  9. È agora vejamos como é difícil encontrar um profissional no assunto, é o terror, são muito leigos que examina os olhos mas não sabe o que fazer ,já passei por isto.

  10. Oi pessoal,a um ano descobri que tenho blefarite,fiquei muito triste porque incomoda muito,olhos sempre vermelhos com secrecao ,coceiras e pior sem poder usar uma maquiagem,comecei um tratamento com colirios e antibioticos,mas sempre volta…..:(

  11. Genteeeeeee igual o André falou. …temos uma doença crônica mas nem por isso eh o fim do mundo. …sofro de blefarite há alguns meses depois de retirada de um terçol que não saia de jeito nenhum. …a pomada contém antibióticos e com o tempo faz mal….o único jeito que vi melhoras eh lavar com shampoo de bebê duas x ao dia. …se tiver com irritação o médico indica um bom colirio…e infelizmente cortar a maquiagem. …tipo tenho olhos verdes e o que mais uso eh maquiagem pra destacâ-los e hj tenho q evitar….mantendo uma boa higiene das pálpebras o quadro melhora sim…..Não tem cura mas tem tratamento. …

  12. venho sofrendo a 3 anos com sintomas de blefarite mais não sei se é isso que eu ralmente tenho .O caso e que pela manhã não sinto nada mais da tande para a noite ai o bicho pega tenho muita secreção tambem parece ter areia nas vistas e horivel ja passei por sete offetal cada um me fala uma coisa estou no desespero não sei mais o que fazer. Ja tentei fazer a limpesa com chapool de criança mais me causa muita irritação so alivia quando fecho os olhos, tambem quando estou bem atacado o vento e a claridade me encomoda muito.Se alguem tiver alguma dica por favor me ajudem.

  13. estou com blefarite a 3 meses no olho direito,estou passando soro fisiologico e a noite agua com acucar para reconstituir a pele,tem melhorado,ja acabou o inchaco,e a pele ja esta bem sequinha,so o vermelhao esta mais escuro pois cicatrizou.fica a dica

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *