Boldo-do-Chile

O Boldo-do-Chile é uma planta medicinal com origem na região dos Andes do sul, sobretudo nos Andes Chilenos. Trata-se de um tipo de planta que pode atingir em adulta uma altura de 15 metros, tornando-se conhecida mundialmente após a colonização europeia da América.

Nos finais do século XIX já se utilizava esta planta como estomáquico, em casos de otites, dores reumáticas e luxações.

Como acontece com a maioria das plantas medicinais comercializadas na Europa, o Boldo-do-Chile é considerado como um suplemento alimentar. As suas folhas apresentam uma cor verde acinzentada, sendo uma planta que necessita de solos pedregosos, pouco húmidos e com uma certa altitude. Daí o seu cultivo ser bastante escasso e restrito, tendo especial predominância em Itália, Marrocos e Chile.

Para que serve

O sabor do Boldo-do-Chile é amargo e aromático (faz lembrar hortelã e melissa), sendo principalmente utilizado para disfunções hepáticas. É também indicado para problemas de fígado, (em forma de chá para desintoxicar o figado) órgão extremamente importante para o bom funcionamento do organismo, vesícula biliar, hepatite, dor de cabeça, distúrbios de sono, problemas de flatulência e é um excelente estimulante para uma digestão mais fácil.

Propriedades medicinais e benefícios que nunca mais acabam

O Boldo-do-Chile apresenta propriedades que podem ser bastantes úteis, tais como: é anestésico, antibacteriano, antifúngico, anti-inflamatório, antioxidante, depurativo (daí dizerem que a planta emagrece) e sedativo. Além de tudo isto, ajuda a clarear o cabelo, sendo indicado para problemas de fígado, cólicas, diarreias, gota, prisão de ventre, ureia e até pode ser usado em casos de ingestão de álcool em excesso.

As suas propriedades medicinais foram descobertas através de carneiros, que não encontrando outro tipo de alimentação, comeram as folhas de boldo e algum tempo depois, os animais estavam curados sobretudo das doenças de fígado e prisão de ventre. E a partir daí o Boldo-do-Chile ficou associado a uma planta curativa.

O Boldo-do-Chile surge como uma combinação com outras plantas para criação de licores e bebidas alcoólicas amargas. Para conservar as folhas desta planta deve escolher local ventilado, sem humidade e guardar em sacos de pano ou papel.

Contra indicações

Deve ter em conta algumas precauções a que é sujeito o Boldo-do-Chile, não sendo indicado na gravidez, porque tem efeitos e até pode provocar hemorragias internas.

O seu consumo em excesso pode originar problemas de sistema nervoso, diarreias e vómitos. É de salientar que poderá ter efeitos como a depressão e alucinação mas é muito raro verificarem-se tais situações.

Tenha cuidado com a planta seca, porque as folhas vão perdendo as suas substâncias, podendo ser inúteis tanto para fins medicinais e/ou curativos. Deve portanto, substituir as folhas velhas por novas e adquirir a planta apenas em lojas especializadas.

Chá de Boldo do Chile

Quando se fala do Peumus boldus (nome cientifico) apenas são considerados para fins medicinais as suas folhas. Pode fazer chá utilizando uma proporção de 20 gramas da planta por cada litro de água fervida. De seguida deixe arrefecer um pouco e procure tomar o chá durante o dia, antes e depois das refeições. Assim vai conseguir melhorar a digestão das gorduras, azia e manter o organismo equilibrado.

Pode encontrar Boldo-do-Chile em cápsulas e em extratos da planta, sobretudo em lojas que vendem produtos naturais.

 
Em: Plantas Medicinais | 1 comentário

One Comment

  1. Eu já uso o cha de Boldo do Chile já algum tempo e sinto muito bem para qualquer incomodo principalmente intestinal e estomacal. É um santo remedio, eu confio nele e recomendo as pessoas e muitos me agradece pelo resultado.

Deixe o Seu Comentário no Fórum

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *