Brasil

O Brasil mais parece um continente que um país, devido ao seu tamanho e diversidade. Que o Rio de Janeiro é uma das mais bonitas cidades do mundo, ninguém tem dúvidas. Que a sua localização entre as montanhas e o mar é um privilégio geográfico único, isso também não divide ninguém. Por isso mesmo, uns dias passados no Rio têm tudo para ser uns dias muito, muito especiais. Afinal, o Rio tem mais de 20 praias, a maior floresta urbana do mundo ” a Floresta da Tijuca “, admiráveis passeios, uma vida nocturna agitada, agenda cultural com tudo e mais alguma coisa e fabulosos restaurantes. Saindo da cidade, este estado que leva o nome de Rio de Janeiro tem inúmeras opções tentadoras : Angra dos Reis e Búzios são um exemplo.

O Estado de Minas Gerais lembra um Portugal Barroco Tropical. Ouro Preto, Mariana, Diamantina, Tiradentes…uma fabulosa viagem a um passado. Tal como os frascos de bons perfumes, o litoral do estado da Paraíba é pequeno, mas tem fragrâncias inolvidáveis , falésias coloridas, praias desertas com verdes mares, coqueirais e enseadas esquecidas.

O Estado do Rio Grande Norte recebe os favores do sol durante todo o ano. Belíssimas dunas e um mar límpido fazem das praias verdadeiros cenários idílicos. Há quem chame a Natal a capital do ?bugui?. E este é, realmente, o meio de transporte mais utilizado por aqui, feito à medida para levar os turistas até à sua principal atracção: as dunas. Cobertas de vegetação rasteira ou nuas e ondulando ao vento, as dunas garantem o fascínio de Natal.

Depois tem Pipa, praia ao sul de Natal está na moda. Antiga vila de pescadores é, sem dúvida, a praia mais badalada do Rio Grande do Norte. Exuberante com as suas falésias avermelhadas e mar azul turquesa. O estado de Pernambuco reúne algumas das mais belas praias do Nordeste brasileiro, com os seus 187 quilómetros de costa, para além de apresentar um património histórico e cultural de importância mundial, como são exemplos Olinda ou Caruaru. A praia de Porto de Galinhas é o mais importante pólo turístico do Litoral Sul de Pernambuco.

Leia Também:  Santarém Hotel

O estado da Bahia é mágico, uma mistura de culturas e raças que fazem deste lugar inesquecível,com cores vivas, vegetação tropical,pujantes mulheres negras vestidas de branco imaculado e troncos esculturais de mulatos, no ar um som ritmado de batuques, tambores e berimbaus. Tudo isto polvilhado com um cheirinho a cacau, cravo e canela. E as praias? Não bastasse a beleza colorida e tropical da Bahia, esta terra foi ainda abençoada com um belíssimo litoral recheada de praias fabulosas, de perder a respiração.

Praia do Forte, Costa do Sauípe, Porto Seguro, Ilha de Comandatuba são alguns dos destinos na Bahia que nem precisam de apresentação. O Estado de Alagoas é famoso pelas suas belas praias e piscinas naturais. Depois tem o Pantanal, no estado de Mato Grosso, uma vasta bacia sedimentar. São Paulo, o coração económico do Brasil.No Norte os imensos estados da Amazónia, Pará ou Maranhão. E no sul , Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Rio Grande do Sul

Menos exuberante mas mais arrumado, menos festivo mas mais rico. Mais europeu. Herança dos emigrantes italianos, alemães e portugueses, o Rio Grande do Sul e em especial a serra gaúcha são um tesouro para descobrir. Esqueça as praias, o samba, o sol, as palmeiras e coqueiros e todos os símbolos tradicionalmente associados ao Brasil. Na ponta sul do país, já a caminho da Argentina, muda a paisagem, mudam as pessoas, mudam as tradições. O Rio Grande do Sul é diferente. Menos exuberante, mais arrumado, menos barulhento, mais rico.

Muito orgulhoso nas suas tradições, na valentia dos seus gaúchos exaltada em romances históricos e episódios sangrentos, na beleza das suas mulheres celebrada em poemas e canções de amor. O Rio Grande do Sul foi erguido por emigrantes italianos, alemães e também portugueses, e a sua maior herança está na arquitectura única, na mesa farta e no bom vinho. É um Brasil sem samba nem forró, mas com uma cultura gaúcha de vaqueiros e resistência que o torna único.

Leia Também:  Barragem de Santa Clara (Odemira)

Que partilha com o resto país a paixão do futebol, mas que está mais perto da Europa na maneira como organiza o espectáculo, como organiza as suas comunidades. Sem praias de cortar a respiração, mas com uma serra de beleza extraordinária, cortada por desfiladeiros e quedas de água. Verde todo ano, muito frio no Inverno, com casas senhoriais e missões religiosas que só por si merecem uma visita. E com uma vida cultural que lhe permite rivalizar com a metrópole S. Paulo.

loading...

09. Julho 2010 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *