Causas da pele seca ou ressecada

Para que a pele se mantenha saudável, ela não deve apresentar excesso de oleosidade, tampouco permanecer ressecada. O segredo para possuir uma pele com bom aspecto, suave, e sem excesso de brilho está, exatamente, na busca do equilíbrio do índice de hidratação proporcionado à ela.

pele seca

Os fatores que podem estimular a manutenção de uma pele seca são diversos, sendo que os mais comuns derivam de banhos longos e com água em temperaturas elevadas, e de efeitos colaterais provocados por determinados medicamentos.

Na sequência, conheça as oito causas mais frequentemente associadas ao ressecamento da pele, segundo o parecer de vários dermatologistas.

Hidratante usado de maneira incorreta

Muitas pessoas hidratam a pele a todo o momento. Porém, de acordo com os dermatologistas, essa não é a melhor estratégia para tornar a pele menos áspera. Não basta usar, é preciso otimizar a ação desses produtos. E uma das melhores maneiras de se fazer isso é adotando o hábito de aplicar hidratantes sobre a pele logo após o banho, fase na qual os chamados queratinoides, substâncias que dificultam a entrada de substâncias através da pele, ficam relaxados, possibilitando que os compostos contidos nos produtos transponham a epiderme com mais facilidade.

Qualidade do sabonete

Um dos primeiros cuidados que as pessoas que têm pele seca devem ter é com relação ao tipo de sabonete utilizado. Os dermatologistas ressaltam que os sabonetes têm por princípio retirar a gordura da pele, característica típica até dos sabonetes classificados como neutros.

Leia Também:  Suplemento para pele, cabelo e unhas: Colágeno Hidrolisado

Dessa forma, à medida em que esses sabonetes excluem os revestimentos de gordura, que por sinal existem para fornecer proteção à epiderme, a pele perde grande parte da sua hidratação. Em virtude disso, os dermatologistas aconselham que pessoas que apresentem pele ressecada utilizem sabonete apenas na região que envolve os órgãos genitais, nos glúteos, e nas axilas.

No entanto, quem insistir em usar sabonete em todas as partes do corpo ainda tem duas possibilidades à sua escolha. A primeira delas se refere à priorização das versões líquidas, as quais detêm um índice de pH balanceado. A segunda diz respeito à utilização de linhas específicas de sabonetes, ou seja, aqueles que indicam ter função hidratante. Segundos os profissionais da área dermatológica, essas linhas de sabonetes possuem baixo custo e são comercializadas por diversos estabelecimentos.

Um último recurso é a adoção de sabonetes desenvolvidos especificamente para peles sensíveis. A ação desses produtos é totalmente hidratante, em vez de simplesmente agir como elemento desengordurante.

Qualquer dúvida, basta conferir as informações contidas no rótulo de cada produto.

Banhos longos e com a temperatura da água elevada

Banhos com água quente podem ser reconfortantes e causar uma sensação de bem estar para muita gente. Entretanto, aliado ao tempo estendido sob o chuveiro, esse hábito é uma das principais causas da pele ressecada.

Em resumo, a mistura de água muito quente (com temperaturas superiores a 37º C) com sabonetes inadequados à pele seca se configura como a receita fatal para excluir uma grande parcela da camada de gordura que reveste a epiderme. O resultado é uma pele muito mais ressecada. Para minimizar esses efeitos nocivos, recomenda-se manter a temperatura máxima da água por volta dos 35º C.

Leia Também:  Depilação Definitiva - Eliminar os Pelos Definitivamente

Contato com a umidade do ar

As intempéries são outro fator importante que acarretam a pele seca. Assim, existem certos comportamentos que precisam ser adotados diante das alterações do tempo. Em dias muito secos, por exemplo, o ideal é expor o corpo a banhos mornos, razoavelmente rápidos, e com redução da utilização de sabonetes. Além disso, a pele deve ser profundamente hidratada imediatamente após tirar o corpo do chuveiro. Quanto ao ambiente, também é válido usar um aparelho que umidifique o ar.

Usar roupas que provocam reações alérgicas

Peles ressecadas também podem ter sua origem em determinados tecidos, que ao entrarem em contato com a pele provocam reações alérgicas. Esse efeito é mais comum em tecidos sintéticos, que têm a característica de reter o suor sobre a pele, uma vez que esse material não o absorve. Esse processo leva a epiderme a perder sua barreira de proteção natural, deixando-a vulnerável a ocorrências alérgicas.

Por esses motivos, é altamente recomendado o uso de roupas constituídas por tecidos que sejam capazes de absorver o suor.

Os principais sintomas de uma pele alérgica são a tonalidade avermelhada, o aumento da sensibilidade, e o aspecto ressecado.

Doenças que prejudicam a saúde da pele

Algumas doenças, como o hipotireoidismo, a psoríase, e o diabetes, além de deficiências nutricionais, tendem a comprometer a boa saúde epidérmica.

O indivíduo deve realizar consultas especializadas para constatar quais dessas enfermidades possui. Uma vez constatado o problema, deve-se providenciar o tratamento e controle adequados.

Entretanto, o hipotireoidismo é um caso à parte, pois, segundo os dermatologistas, o controle da doença não converge, necessariamente, a uma pele curada. Nestes casos, é possível que somente a aplicação de produtos hidratantes com ação e emoliência profundas resultem em alguma melhora. Dentre os produtos recomendados, deve-se priorizar aqueles que sejam ricos em lactato de amônia.

Leia Também:  Pele bonita - Como ter uma pele bonita

Como o ressecamento causado pela psoríase está diretamente associado a modificações das ações do sistema imunológico sobre a epiderme, esta precisa receber um tratamento específico. Uma das alternativas para suavizar o problema é a mescla entre remédios comprimidos e cremes hidratantes.

Reações medicamentosas

Há determinados grupos de remédios que deixam a pele extremamente seca. Embora não apresente esse tipo de reação adversa frequentemente, um bom exemplo é o consumo de estatinas, muito utilizadas para controlar as taxas de colesterol.

Outras medicações que devem entrar na lista são aquelas que possuem efeito diurético. Normalmente ingeridas por pessoas hipertensas, esses remédios colaboram significativamente para a redução do índice de oleosidade da pele. Uma solução simples é adotar o uso constante de substâncias com poder hidratante.

Enquanto isso, é comum que muitos indivíduos que sofram com a acne inflamatória, ou papulopustular, recebam receitas para consumir remédios categorizados como retinoides, assim como a isotretinoína. O objetivo é tratar as peles excessivamente oleosas, inibindo a ação das glândulas sebáceas. Mas, em alguns casos a pele tende a ficar muito ressecada. Nessas circunstâncias, convém realizar nova consulta médica para verificar a possibilidade de substituição do medicamento.

Envelhecimento natural da pele

Conforme o indivíduo envelhece, o organismo diminui gradualmente a síntese de sebo, que é produzido pelas glândulas sebáceas. Consequentemente, a pele acaba ficando muito ressecada. Por isso, a utilização de cremes hidratantes deve ser proporcional à idade, essencialmente nos casos de pessoas que já apresentam um histórico atrelado à pele excessivamente seca.

Continuação » 8 Remédios Caseiros para Pele Seca

loading...

09. Fevereiro 2015 by Fabricio

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *