Coceira Vaginal

Publicidade

A coceira vaginal ou comichão é uma irritação na pele da vagina e na área circundante (vulva). Esta coceira pode provocar ardência e um desejo muito forte de coçar na área afetada, tanto na parte externa, como interna, nos grandes lábios vaginais por exemplo, várias vezes por dia.

coceira na vagina nos grandes labios vaginais

Causas da coceira na vagina

As causas mais comuns de coceira vaginal incluem:

Alergias a produtos químicos irritantes, como detergentes e amaciadores, sprays femininos, pomadas, cremes, espumas anticoncepcionais ou geléias (geis).

Uma das possíveis causas pode ser devido á menopausa, isto porque durante a menopausa a diminuição do estrogênio provoca um afinamento da parede vaginal e uma menor lubrificação.

O estresse é também uma das causas que pode originar e aumentar a coceira vaginal e torná-la ainda mais suscetível a infecções.

A Candidíase vaginal, que muitas vezes inclui um corrimento vaginal branco. Estas infecções podem ser causadas por antibióticos, pílulas anticoncepcionais, gravidez, menstruação, uso de preservativos, sexo, diabetes e um sistema imunitário enfraquecido (debilitado).

Vaginite: Inchaço, coceira, secreção e mau odor causado por outras infecções (incluindo as doenças transmissíveis sexualmente). A Vaginite é muito comum nas jovens antes da puberdade. No entanto, se uma menina tiver uma infecção de transmissão sexual vaginal, estas devem ser consideradas e tratadas imediatamente.

Outras causas possíveis, mas menos comuns da coceira na vagina ou vulva incluem: doenças da pele que afetam a pele perto da vagina, algumas das quais podem ser pré-cancerosas como a Enterobíase/Enterobiose/Oxiurose/Oxiuríase ou Oxiúrus (uma infecção parasitária, desenvolvida especialmente em crianças).

Tratamento para coceira na vagina

Para prevenir, tratar e eliminar totalmente a coceira vaginal:

Evite o papel higiênico perfumado ou colorido e banhos de espuma. Evite sprays de higiene feminina. Mude de roupa se esta estiver molhada, ternos de exercicio ou roupas de banho, logo que possível. Limpe ou lave a área da frente para trás (da vagina até o ânus) após urinar ou defecar, e nunca de trás para a frente.

Coma iogurtes com acidophilos ou tome comprimidos Lactobacillus acidophilus quando tomar antibióticos. Ler também: Lactobacilos para infecção vaginal. Além disso, e o mais sensato a fazer é consultar o seu médico de família, dermatologista ou ginecologista.

Mantenha a área genital limpa e seca, e use sabonetes sem cheiro. Mantenha os níveis de açúcar no sangue sob controle se for diabético. Perca peso, se o tiver em excesso. Vista roupas íntimas de algodão ou meia-calça com crotches de algodão. Evite calcinhas feitas de materiais sintéticos. Nos Bebês e crianças, deve mudar as fraldas com frequência.

Leia também: Coceira na Virilha

Também é recomendado:

Evitar esforços excessivos, calor e transpiração excessiva. Evite coçar a área afetada porque só agrava o problema da coceira vaginal. Atrase a sua atividade sexual até que os seus sintomas melhores, ou use um bom lubrificante durante a relação sexual. Use preservativos para evitar a captura ou a propagação de doenças sexualmente transmissíveis. Se você estiver constantemente a ser atacada por uma infecção originada por fungos, tente usar pomadas, cremes ou supositórios vaginais com maior regularidade.

Publicidade

As Infecções fúngicas não são consideradas doenças sexualmente transmissíveis. No entanto, por vezes os homens também desenvolvem coceira e vermelhidão após a relação sexual.

Se este for o seu caso, ou se você começar a ter infecções recorrentes, por motivos desconhecidos, consulte o seu médico pois ambos podem necessitar de tratamento. Se o prurido estiver relacionado com a menopausa, o médico poderá recomendar um creme ou pomada vaginal de estrogênio ou de óvulos.

As crianças devem ser ensinadas a resistir e denunciar qualquer tentativa de contato sexual por outra pessoa. Não tente remover qualquer objeto estranho da vagina de uma menina, leve-a antes imediatamente ao médico.

Leia também: Remédio caseiro para Coceira na vagina

Marque uma consulta com seu médico imediatamente se:

  • Você tiver muita sede ou teve um grande aumento no apetite, se teve uma perda de peso inexplicável, ou se sente uma micção ou fadiga frequentes, uma vez que estes podem ser sinais de diabetes.
  • Febre, dor abdominal ou dor pélvica.

Além disso, você deve procurar o médico se:

  • Você tiver bolhas ou úlceras na vagina ou vulva;
  • Você tiver ardor ao urinar ou outros sintomas urinários que podem ser de uma infecção urinária;
  • Inchaço, sangramento vaginal ou perda abundante de sangue durante a menstruação;
  • Se o casal também tiver sintomas ou suspeitas que pode ter uma DST (doença sexualmente transmissível);
  • Se os sintomas se agravarem, passado mais de 1 semana, ou se existirem reincidências, apesar de terem seguido as medidas de cuidados.

O que esperar no consultório médico

Durante a consulta o médico examina a paciente, incluindo um exame pélvico e irá fazer algumas perguntas para ajudar a diagnosticar qual a causa da coceira vaginal. Prepare-se para responder ás seguintes perguntas ao seu médico, que podem incluir:

  • Quando apareceu a coceira?
  • Você já teve coceira na vagina antes?
  • A coceira é muito intensa?
  • O problema está a limitar as suas atividades normais?
  • Onde exatamente é a coceira? No interior da vagina ou no exterior da vagina (vulva) também?
  • Quantas vezes você toma banho por dia, chuveiro ou banheira?
  • Você usa sabonete perfumado, papel higiênico colorido, ou toma banhos de espuma?
  • Você costuma nadar em piscinas publicas e participar em esportes aquáticos? Você muda as suas roupas logo após tais atividades?
  • Você usa calcinhas de algodão ou sintéticas?
  • Você usa calças apertadas ou meia-calça apertada?
  • Você usa spray de higiene feminina?
  • Você tem uma vida sexualmente ativa? Você usa algum método contraceptivo? E qual?
  • Já tomou ou fez alguma coisa que a fize-se sentir melhor ?
  • Já tentou alguns cremes e pomadas de farmácia? Se sim, Quais?
  • Você tem também outros sintomas como sangramento vaginal, Inchaço, prurido ou micção dolorosa (dor ao urinar)?
  • Você tem história pessoal ou familiar de diabetes?
  • Quais são os medicamentos que toma?
  • Como tem os seus períodos (menstruação)? Quantos anos você tinha quando teve a sua primeira menstruação?
  • Você tem alguma alergia?

Alguns dos seguintes testes e exames de diagnóstico podem incluir:

  • Exame microscópico de corrimento vaginal
  • Teste de Papanicolau
  • Biópsias de pele da região vulvar
  • Exames da Urina e sangue (incluindo os níveis hormonais)

O Seu médico poderá prescrever medicamentos, tais como:

  • Antibióticos para infecções bacterianas vaginais, incluindo as doenças sexualmente transmissíveis
  • Antifúngicos para infecções fúngicas
  • Benzodiazepinas ou anti-histamínicos para o alívio da coceira vaginal durante a noite
  • Pomadas contendo hormônios
  • Cremes Esteroides, pomadas ou loções para reduzir a inflamação.
Publicidade

14. Dezembro 2009 by admin

157 Comentários no Fórum

  1. Estou há duas semanas com uma coceira na vagina insuportável. Já fui ao médico, usei fluconazol, candicort, água com vinagre, anti alérgico, pomada vaginal, remédio para verme, troquei sabonete, papel higiênico e nada de melhorar. Essa coceira começou após uma crise de herpes. Por favor, me ajudem. Já estou desesperada com essa coceira.
    Obrigada!

  2. Gente estava sofrendo com coceira a quase um mês aí tentei o banho de assento com o oregano e introduzi com uma seringa na vagina super que funcionou tentem também obrigado pelas dicas adoreiiiiii bjs

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *