Cremes é base de Alfa Hidroxiácidos

Os cremes e outros produtos de beleza à base de ácidos de frutos (alfa-hidroxiácidos (AHA)) têm provado ser uma das melhores formas de rejuvenescer a pele do rosto.

O que são alfa-hidroxiácidos?

Os alfa hidroxiácidos (AHA) são substâncias que se extraem de elementos existentes na natureza e que são introduzidas em alguns produtos cosméticos para o tratamento da pele. Dentro destes produtos, podemos distinguir os que contêm ácido láctico (que se encontra no leite azedo), ácido tartárico (proveniente das uvas), ácido málico (extraído das maçãs, ácidos cítrico e pirúvico (cuja fonte são os citrinos como a laranja e o limão) e o ácido glicólico (que deriva da cana do açúcar). Apesar de os seus totais benefícios só terem sido reconhecidos recentemente, já na época de Cleópatra as mulheres reconheciam a benéfica acção do ácido láctico ao banharem-se em leite azedo. Foi partindo desse conhecimento que os investigadores se debruçaram sobre o efeito dos ácidos sobre a pele.

Para que servem os alfa-hidroxiácidos?

De um modo geral, todos os AHA são regeneradores, ou seja, activam o processo de exfoliação cutânea, afiando a epiderme e estimulando todos os processos metabólicos internos, mesmo ao nível da derme. Gradual e progressivamente, as células mortas do extracto córneo, desprender-se-ão como se se tratasse de um peeling muito suave e contínuo conferindo à epiderme:

  1. uma textura mais suave
  2. uma aparência hidratada e luminosa
  3. uma maior flexibilidade do extracto córneo
  4. uma maior produção de colagénio, elastina e glicosaminoglicanos responsáveis por uma pele sã, elástica e forme
  5. uma redução das rídulas e rugas
  6. um alisamento de toda a trama da pele
  7. uma redução das manchas hiperpigmentadas

Como se usam?

Estas substâncias fazem parte da composição de cosméticos, quer se trate de leites de limpeza, seja de cremes, ampolas ou séruns. Por isso podem encontrar-se gamas completas à base de ácidos de frutos, que se podem adaptar perfeitamente a cada tipo de pele, desde as mais oleosas às mais secas, devendo fazer-se a sua aplicação como qualquer outro produto.

Em: Cirurgias Plásticas e Estética, Dermatologia | Comentar

Deixe o Seu Comentário no Fórum

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *