Feridas Infectadas

Uma ferida infectada resulta da penetração de bactérias – germes – na mesma. Quando uma ferida infecta, não cicatriza. As feridas que, normalmente, infectam são as lesões abertas como, por exemplo, os cortes, as picadas, as mordidas de animais, as farpas ou as queimaduras. As feridas crónicas (de longa duração) cicatrizam muito lentamente e correm, frequentemente, o risco de uma infecção. Uma ferida infectada não tratada pode alastrar e provocar lesões nas células saudáveis, originando problemas graves.

Causas:

Apresentam-se, de seguida, algumas das razões pelas quais as feridas não cicatrizam e ficam infectadas.

Um sistema imunitário debilitado. O sistema imunitário é o sistema que protege o seu organismo contra as infecções e outras doenças; Doenças, como a diabetes, que fazem com que o organismo não funcione normalmente; Medicamentos que afectam o sistema imunitário, tais como os esteróides e medicamentos usados para tratar os tumores malignos (cancro); Idade; Excesso de peso; Pressão constante nas feridas ou em determinadas zonas do corpo; Falta de cuidados e limpeza da ferida; Alimentação desequilibrada e Circulação sanguínea deficiente na zona da ferida.

 

Sinais e sintomas:

Uma ferida infectada em geral fica muito dolorosa e a pele circundante fica quente, vermelha e inchada. Nas fazes mais avançadas pode aparecer pus, que se pode exteriorizar ou ficar colectado numa bolsa abcesso.

Dianóstico – Como se Diagnostica:

Poderá ter de fazer análises ao sangue ou uma colheita de amostras para cultura. Tal ajudará o médico a determinar o seu tipo de infecção, bem como o respectivo tratamento.

Prevenção – Cuidados a ter:

O tratamento visa o controlo dos sintomas e o fim da infecção. Apresentam-se, de seguida, alguns dos tratamentos que o médico lhe poderá sugerir para eliminar a infecção da ferida. Melhor controlo dos sintomas relativos a outras doenças como, por exemplo, manter um baixo nível de açúcar no sangue, no caso da diabetes.

O médico poderá sugerir-lhe o uso de compressas de água morna ou de uma fonte de calor. O calor poderá ajudar a diminuir as dores ou o inchaço, após as primeiras 24 a 48 horas, visto que atrai sangue para a zona da ferida e ajuda a acelerar a cicatrização. Use uma envolvente de aquecimento (ligada no mínimo) ou uma botija de água quente. Faça-o durante 15 a 20 minutos por hora enquanto necessitar. Não adormeça sobre a envolvente de aquecimento ou a botija de água quente. Tal poderá causar uma queimadura grave.

Mudanças na alimentação. Mantenha uma alimentação saudável incluindo alimentos dos cinco grupos alimentares: fruta, legumes, pão, lacticínios, carne e peixe. Manter uma alimentação saudável poderá ajudá-lo(a) a sentir-se melhor e a ter mais energia. Faça refeições mais ligeiras com mais frequência. Cortar os alimentos em pedaços pequenos pode ajudar a solucionar problemas ao nível da deglutição. Usar uma palhinha para beber também poderá ser muito útil.

O seu médico também lhe poderá sugerir que tome vitaminas e minerais (ex: vitamina A, vitamina B, vitamina C, vitamina K e Zinco), as quais também podem ser aplicadas localmente na ferida, para ajudar a acelerar a cura.

Diminuição da pressão exercida sobre a ferida. O médico poderá querer que mova a zona onde se encontra a ferida de 2 em 2 horas.

Deixe de fumar. Fumar diminui a circulação sanguínea no organismo. Uma boa circulação sanguínea é importante para curar qualquer ferida. Se tiver dificuldades em deixar de fumar, solicite ao médico a Nota de Tratamento relativa a como deixar de o fazer.

Contacte o seu médico se:

A hemorragia na zona da ferida se intensificar.
Tiver febre acima dos 38 ºC por um período superior a 24h.
Apresentar quaisquer sinais de agravamento ou recorrência da infecção.
Tiver mais dores, inchaço ou vermelhidão.
Pus ou odor desagradável na ferida ou por baixo do penso.
Manchas vermelhas à volta da ferida.
Sentir entorpecimento ou inchaço nas zonas subjacentes à ferida.
Não conseguir mover a articulação subjacente à ferida.

Procure imediatamente ajuda se:

Tiver tremores ou febre acima 39ºC.
Os seus sintomas (vermelhidão, dores, febre) se agravarem rapidamente.
Sentir-se muito fraco ou com a sensação que vai desmaiar.

Riscos e Complicações de feridas infectadas:

Atingimento do osso pela infecção (osteomielite) e disseminação da infecção (sépsis).

Feridas infectadas – Tratamento:

Uma ferida infectada pode ser tratada e curada, na maior parte dos casos. O médico poderá receitar-lhe antibióticos e dar-lhe instruções específicas para o tratamento da ferida. Por vezes, nos casos em que a ferida está muito infectada, torna-se necessária uma cirurgia.

Quais os cuidados a ter com a ferida?

Curativos:

Limpe a ferida uma ou duas vezes ao dia. Se não a conseguir alcançar, peça ajuda; Lave as mãos antes e depois de efectuar a limpeza da ferida, a fim de evitar que a infecção alastre; Mantenha todos os materiais utilizados no procedimento de limpeza da ferida num local limpo, seco e afastado do sol, por forma a diminuir as possibilidades de uma infecção; Utilize pensos de gaze e cotonetes de algodão ainda não utilizados; Solução desinfectante para limpar a ferida, tal como prescrito pelo médico; Adesivo e tesoura; Película de plástico, toalha ou resguardo para proteger a cama ou a mobília; Saco de plástico para eliminar os pensos e os materiais de limpeza usados.

Descole o adesivo e retire, delicadamente, o penso usado. Use água para descolar o penso, se este tender a colar-se à ferida. Coloque o penso no lixo. Use gaze para limpar delicadamente a ferida. Limpe a ferida descrevendo movimentos circulares, de dentro para fora; Repita a operação, usando um novo pedaço de gaze. Humedeça um cotonete de algodão na mesma solução desinfectante para remover, se necessário, quaisquer vestígios de pus e de exsudado excedente; No caso de pensos que mantenham um ambiente seco no interface ferida/penso, coloque o penso de gaze seco sobre a ferida, devidamente limpa e seca, e fixe-o com adesivo; No caso de pensos que mantenham um ambiente húmido-a-seco no interface ferida/penso, humedeça o penso de gaze numa solução salina estéril (água salgada) ou num anti-séptico. Os anti-sépticos podem ajudar a evitar uma infecção. Coloque o penso húmido sobre a ferida. Se o médico desejar que envolva a ferida em compressas, coloque delicadamente a gaze húmida sobre a ferida usando os cotonetes de algodão. Depois, cubra o penso húmido com um penso seco e fixe-os com adesivo.

No caso de pensos que mantenham um ambiente húmido no interface ferida/penso, humedeça o penso de gaze numa solução salina estéril (água salgada) ou num anti-séptico. Coloque o penso húmido sobre a ferida e aplique mais solução salina ou anti-séptico sempre que necessário, a fim de evitar que o penso seque; No caso de uma ferida na boca ou no lábio, enxagúe a boca após as refeições e à hora de deitar com um anti-séptico oral (Tantum Verde ou semelhante). Não engula a solução líquida; Questione o médico relativamente à possibilidade de molhar a ferida. Se não o puder fazer, não nade nem lave a louça, se a ferida se situar na parte inferior do braço ou na mão; Um dreno poderá ter de ser colocado na ferida para drenar o líquido da zona que circunda a ferida. O dreno será retirado quando a ferida deixar de libertar líquido. O dreno poderá estar unido a um recipiente de sucção destinado à recolha do líquido. Esvazie o recipiente de sucção na sanita. Poderá ter de mudar o penso com mais frequência se o dreno não estiver equipado com o recipiente.

Mantenha a parte do corpo que tem a ferida acima do nível do coração durante um a dois dias, se possível. Tal ajudará a diminuir as dores e o inchaço e a acelerar a cicatrização; Volte ao consultório do médico para examinar a ferida no espaço de no máximo sete dias. Anote quaisquer questões que tenha relativamente à sua ferida e à forma como está a ser tratada. Lembrar-se-á, assim, de as colocar durante a sua próxima consulta.

Oxigenoterapia hiperbárica - Procedimento que implica a sua entrada numa câmara semelhante a um tubo, após o que lhe é administrada uma grande quantidade de oxigénio. Também é possível que o(a) conduzam a uma sala especial para receber mais oxigénio. A terapêutica hiperbárica permite que o seu organismo receba o oxigénio rapidamente, o que possibilita, nomeadamente, uma cicatrização mais rápida das infecções ósseas. Pode recorrer-se a um método de desbridamento para remover o tecido desvitalizado e eliminar a infecção da zona da ferida, o que poderá ajudar a acelerar a cicatrização.

Cirurgia - Pode utilizar-se na ferida um pedaço de tecido de uma outra zona do corpo para ajudar a acelerar o crescimento e a cicatrização. Por vezes, recorre-se à cirurgia para aumentar a circulação sanguínea nas zonas em que esta se processa de forma deficiente.

 
Em: Dermatologia, Saúde | 6 comentários

6 Comentários no Fórum

  1. minha cachorrinha esta com uma ferida aberta q cada q passa esta crescendo já utilizei remédio até mata bicheira e agora pra completa esta com mal cheiro

  2. Fiz curcuncisao masculina ja tenho um mes, mas a ferida nao esta a sarar, na minha cicuncisao nao levei pontos, peco dicas para o tratamento da minha ferida.

  3. Meu sogro, de 71 anos, tem uma ferida próximo do tornozelo direito, medindo aproximadamente 3 a 4 cm de diâmetro e, apesar de fazer curativo duas vezes por dia, com diversos medicamentos receitados por médicos, o tratamento vem se arrastando por mais de dois anos sem sucesso…Gostaria de saber algo mais sobre o tratamento hiperbárico e onde é encontrado o aparelho ou u
    ma clínica especializada…

  4. O Meu poodle está com uma feridinha na boca avermelhada é uma ferida fofa sem sangramento, que não sara e não está cicatrizando subindo algumas manchas até o seu focinho (como se vê na foto) o que é isso? e qual é o tratamento ? grato.(obs) Ele se encontra saudável, comendo normalmente e defecando também.

  5. Li vários depoimentos aqui e me pergunto, existe no Brasil um aparelho desenvolvido pelo cientista Brasileiro que faz o fechamento de ferida diabética e de úlcera varicosa há anos.
    E vcs estão procurando nos Usa, Jerusalém, Japão sendo que aqui é feito isso.
    O Brasil não acredita em seus cientistas.
    Veja o vídeo http://www.videolog.tv/ledterapia
    48 88059746
    Posso enviar vários laudos científicos.
    Mando arquivo pelo email.

  6. Meu cachorro ta com uma ferida,não ta sicratizando…..
    gostaria de saber se é perigosa

Deixe o Seu Comentário no Fórum

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *