Folhas de Eucalipto

Os benefícios das folhas de eucalipto para a nossa respiração:

É inegável que os ares do campo fazem bem a muitos problemas de saúde e é difícil resistir a um passeio pela mata sem encher os pulmões de ar e desfrutar daquele delicioso cheirinho a eucalipto. As folhas de eucalipto, árvores bastante abundantes no nosso país, funcionam como ajudantes preciosos em várias dificuldades respiratórias. Pulmões congestionados, tosse, bronquite e catarro são algumas da lista.

O eucalipto, originalmente proveniente da Austrália, tem propriedades anti-bacterianas e é tradicionalmente utilizado sob a forma de inalações de vapor. O procedimento é o seguinte: colocar algumas folhas dentro de um recipiente com água muito quente e respirar o vapor resultante dessa mistura.

É aconselhável utilizar uma toalha que cubra a cabeça e o recipiente para que o vapor não se desperdice no ar. Não esquecer que, para sintomas ou problemas mais graves, o eucalipto não é suficiente e deve sempre consultar o seu médico.

Composição química

As folhas adultas contêm 1,5-3,5% de óleo essencial, dos quais pelo menos 70% corresponde ao componente eucaliptol. Os Outros componentes ativos da folha são taninos hidrolisáveis, ácidos fenólicos, flavonóides e triterpenos.

Propriedades medicinais

– O óleo essencial de eucalipto é um excelente remédio contra a tosse, com um efeito um pouco menor do que a codeína. Trata-se de um óleo mucolítico e expectorante que aumenta o volume do fluxo de produção do trato respiratório.

– É também anti-séptico .
– O extrato aquoso da folha de propriedades hipoglicemiantes, melhora o transporte e a oxidação de glicose, gliconeogênese (síntese de glicogénio é a forma como o corpo armazena a glicose para posteriormente a utilizar como fonte de energia) e secreção de insulina.

– Ela também tem propriedades repelentes a insetos.

Indicações terapêuticas

O óleo essencial administrado internamente ou externamente, é indicado para o tratamento sintomático da gripe e congestão nasal respiratória superior, enquanto que a aplicação tópica também é usado para doenças reumáticas.

Efeitos colaterais e contra-indicações

O óleo essencial estimula o catabolismo, sendo esta possível causa de interações medicamentosas. Não pode ser utilizado em doenças que envolvam inflamações digestivas da vesícula ou ductos biliares, ou em pacientes com problemas hepáticos. O óleo essencial de eucalipto pode também causar náuseas, vómitos e diarréia, é epileptogénico (gera epilepsia) e neurotóxico, (30 ml é letal, mas 4 ou 5 ml pode ser tóxico).

O que Procura?
Piperina: conheça as propriedades benéficas da pimenta preta

Formas farmacêuticas de administração

Para uso interno deve ser dado 4-6 gramas de folhas ou preparações equivalentes, 3-9 gr de tintura ou 0,3-0,6 ml de óleo essencial. Para uso externo em Preparação do extrato hidroalcóolico são recomendados 5-20% de essência. O óleo essencial deve ser administrado por via oral em doses recomendadas de 0,05-0,2 ml / dose ou a adição de 0,3-0,6 ml por dia em cápsulas num total de 100 a 200 ml de 2 a 5 vezes (comprimidos) dia 0,2-15 mg, diluídos lentamente na boca, 12 gotas diluidas em 150 ml de água fervida com 1,3% de óleo essencial três vezes por dia, e bochechos com 0,91 mg de óleo essencial ml, com 20 ml 2 vezes ao dia.

loading...

08. Março 2011 by admin

One Comment

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. eu queria achar a foto da folha e finalmente eu consegui

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *