Geoterapia (Argiloterapia) - Fotos Antes e Depois

Geoterapia (Argiloterapia)

A geoterapia, também conhecida como argiloterapia, é uma técnica que consiste na utilização da argila como ingrediente chave em vários cuidados de saúde.

argiloterapia e os beneficios da argila verde

É no fundo a cura pela terra, utilizando este material terrestre para fins terapêuticos. Daí o nome de geoterapia. “Geo” é uma palavra grega que significa “terra”, enquanto que terapia vem do grego therapeía e do latim therapia, significando tratamento ou cura.

Geoterapia – a história

A terra foi talvez uma das primeiras substâncias a ser utilizada com fins medicinais pelo Homem. Apesar de hoje em dia muitas pessoas ainda mal conhecerem esta terapia, na realidade, a terra já é usada para efeitos curativos há milhares de anos.

Historicamente, os conhecimentos das propriedades e benefícios da terra foram obtidos pelos primeiros humanos através da observação do comportamento de animais feridos, que ao mergulharem as regiões afetadas na lama, produziam melhorias.

Se olhar com atenção para certos animais, este comportamento pode ainda ser observado.

Desde os primórdios da civilização humana que os seres humanos beneficiam das propriedades e qualidades da argila, destacando-se os árabes, chineses, assírios, babilônios, egípcios, índios do continente americano e hindis.

Um dos mais conhecidos figuras da antiga Grécia, Hipócrates, considerado o “Pai da Medicina” e que dá o nome ao famoso juramento de Hipócrates, que os médicos fazem no final da sua formação, utilizava muitas vezes a argila nos seus trabalhos medicinais, ensinando ainda os seus discípulos a utilizar este material de uma forma terapêutica.

Mais tarde, mesmo Jesus Cristo utilizou a argila como terapia num dos seus milagres: a cura do cego. Pode-se ler na Bíblia, João 9, versículo 1: “…Jesus cuspiu no chão, fez lama com a saliva e colocou-a sobre os olhos do cego…”.

Ao longo da história foram muitas as figuras relacionadas com a medicina que descreveram e identificaram a argila como um material de propriedades e qualidades importantes para os cuidados de saúde, com efeitos terapêuticos importantes. Nomes como Galeano, Paracelso, Plínio e Aristóteles, são apenas alguns desses nomes.

Contudo, os registos mais importantes sobre o tratamento com argila surgiram no século XX, deixados por Gandhi e alguns naturopatas. Hoje em dia a geoterapia está novamente a ser redescoberta, sendo cada vez mais utilizada tanto para ajudar a prevenir algumas doenças, como também para auxiliar o seu tratamento.

Argila – o que é?

Na natureza, devido a fatores como a água, o vento, a temperatura, seres vivos e a ação dos animais, as rochas são erodidas, transformando-se em partículas mais pequenas.

Quando estas partículas se juntam, formam uma rocha sedimentar. A argila é assim uma rocha sedimentar desagregada, composta por grãos muito finos de silicatos de alumínios e óxidos.

O que Procura?
4 erros de maquiagem que envelhecem a pele

São as diferentes variedades de óxidos que conferem à argila a sua cor, havendo diversos tipos de argila, com cores várias. A argila costuma ser encontrada próxima dos rios, já que os grãos que a constituem são transportados pelas suas águas, acabando por acumular-se em determinadas zonas nas margens.

Composição da argila

Sendo uma rocha sedimentar, originada pela acumulação de partículas muito finas de outras rochas, a sua composição é rica em sais minerais. Entre os vários minerais que compõem a argila, podem ser encontrados mica, quartzo, ferro, magnésio, potássio, cálcio, sódio, feldspato, cobre, alumínio, manganês, níquel, lítio, zinco, titânio, etc.

Como atua a argila

Os minerais que compõem a argila, depois de aplicada sobre a pele da região que se pretende curar ou ter um efeito terapêutico, irão ser absorvidos, atuando de seguida de várias formas: agindo como um anti inflamatório, fomentando a regeneração das células e estimulando a drenagem linfática. Além disso, a argila atua como um desintoxicante, promovendo ainda o fortalecimento das defesas do organismo.

Indicações da argila

Tendo em conta a ação que a argila possui sobre a região intervencionada, as suas indicações são várias, desde terapêuticas ou estética.

Assim, o uso da argila é útil no tratamento de inflamações, infeções e no auxílio do tratamento de tumores, devido à sua ação eletromagnética e radioativa. Além disso, é também utilizada em cosméticos e tratamentos estéticos.

Como é utilizada a argila

A argila pode ser aplicada de duas formas: através da sua ingestão ou aplicada na região afetada. Confira de seguida como é utilizada a argila.

– Uso interno

Ela pode ser ingerida sob a forma de pó dissolvido na água, em comprimidos ou pílulas. Quando dissolvida, é essencial cumprir todas as indicações do produto, nomeadamente as quantidades e a necessidade ou não da realização de decantação.

O uso interno da argila está indicada para infeções na garganta e na boca, reumatismo, alergias, doenças do sistema digestivo, e até, para casos de envenenamento.

– Uso externo

Para aplicação externa da argila, esta é misturada com água, podendo também ser acrescentados óleos essenciais, ervas e chás. Daqui resulta uma pasta, que depois é aplicada diretamente na pele da região que se pretende intervencionar.

Esta aplicação pode ser feita sob a forma de banhos com argila quente ou fria, compressas, cataplasma ou emplastros, dependendo de cada caso e das necessidades de cada paciente.

Entre as várias propriedades da aplicação externa da argila, podem destacar-se as seguintes: anti-inflamatório, vitalizante, absorvente, anti-infeccioso, anti traumático, antissético, anti tumoral, refrescante, antitóxico, emoliente, tonificador e cicatrizante.

Duração e número médio de sessões

O número de sessões necessárias varia muito de pessoa para pessoa, dependendo do problema que necessita tratamento. Assim, geralmente é recomendado que se realizem sessões de 7 em 7 dias, ou de 10 em 10 dias.

Contudo, em situações como o esporão calcâneo, dores intensas da coluna, entre outras, pode ser necessário realizar sessões diárias ou bidiárias, durante uma semana.

O tempo de duração de cada sessão também depende, podendo ir desde os 15 minutos, até mesmo 2 a 3 horas. No caso de o paciente for uma criança, então o tempo deve ser menor, reduzindo-se a sessões entre os 5 a 10 minutos.

O que Procura?
Máscara hidratante para uma pele invejável

Uma das vantagens das sessões de geoterapia é o facto de a solução aplicada continuar a agir no organismo após a retirada da argila, prolongando-se esse efeito durante 2 a 3 dias.

Para que estas sessões tenham a eficácia desejada, é essencial beber uma quantidade bastante grande água (no mínimo oito copos por dia), nos 3 a 4 dias após a sessão de geoterapia. A água é um elemento fundamental em todo o processo, já que irá facilitar a drenagem e eliminação das toxinas.

Contraindicações da geoterapia

As contraindicações do uso da argila incluem:

– Indivíduos que possuam um marca-passo ou que tenham sido submetidos a algum tipo de operação cardíaca. Contudo, o uso da argila nestes casos apenas é contraindicada na região do coração, podendo ser aplicada no restante corpo.

– Indivíduos que estejam a tomar algum tipo de antibióticos.

– Aplicação de argila em feridas abertas na pele.

– Aplicação de argila em gestantes ou durante o período de menstruação.

– Aplicação de argila em pacientes que estejam muito debilitados.

Cuidados a ter no uso da argila

Há alguns cuidados essenciais a ter com o uso de geoterapia, de modo a tornar este método mais eficaz e seguro. Confira:

– se a argila for aplicada na região do ventre, a sessão de geoterapia deve ser realizada 1h30 a 2h antes ou depois de uma refeição;

– a argila utilizada nas sessões de tratamento deve ser virgem e estéril, sem conter quaisquer aditivos industriais;

– não deve mexer na argila com objetos de metal (à exceção do aço-inox);

– não se deve aquecer a argila no micro-ondas;

– a argila usada num tratamento nunca deve ser reaproveitada (caso o tratamento seja direcionado para uma doença do foro contagioso, no final da sessão a argila deve ser enterrada a uma profundidade segura, e longe de habitações).

Tipos de argila

tipos de argila

As características, propriedades, e até cor, de cada tipo de argila resultam da sua composição mineral. Dessa forma, existem vários tipos diferentes de argilas, com aplicações várias. Confira de seguida os vários tipos de argila.

Argila branca ou Caulim

Este é um tipo de argila muito abundante na zona superficial da crosta terrestre, que vai até aos 10 metros de profundidade. Esta argila é constituída basicamente por silicato de alumínio hidratado, resultante da erosão das rochas pela chuva, sendo por isso rica em alumínio e silício.

A argila vermelha tem um pH muito idêntico ao da pele, tendo como principais efeitos aumentar a oxigenação de áreas congestionadas, revitalizar o corpo e regular a queratina.

Argila vermelha

Esta argila é rica em ferro e silício, sendo um tensor e um regulador. De acordo com a medicina chinesa, a argila vermelha tem as seguintes propriedades;

– quente;

– indicada para casos agudos (devido a ser mais rapidamente absorvida);

– indicada para debilidades e depressões;

– ativa a circulação;

– aumenta a vitalidade do corpo;

– melhora os níveis de energia.

Argila rosa

Este tipo de argila, uma mistura entre a argila vermelha e branca, é a mais suave entre todas as argilas. Dessa forma, a argila rosa consegue juntar as propriedades mais importantes das argilas branca e vermelha, possuindo assim vários efeitos, tais como suavizante, desinfetante, emoliente, hidratante da pele, vitalizador e ativador da circulação.

O que Procura?
Como tirar unhas de gel

Além disso, a argila rosa devolve a luminosidade natural e ajuda a absorver toxinas. Este tipo de argila é especialmente indicada para peles mais delicadas e sensíveis.

Argila verde ou Montemolinorita

A argila verde é um tipo de argila rica em silício e vários oligoelementos, tendo um pH neutro. O seu nome tem origem em Montmorillon, na França, onde foi identificado pela primeira vez.

Este tipo de argila tem propriedades desintoxicantes, adstringentes, funcionando ainda como um esfoliante suave. De acordo com a medicina chinesa, esta argila tem as seguintes propriedades:

– fria;

– indicada para situações crônicas;

– age de uma forma lenta e profunda;

– atua nas zonas mais profundas, ajudando a sair alguns processos internos;

– dissipa energias.

Argila violeta / roxa

Este tipo de argila tem uma ação rejuvenescedora, calmante, analgésica e equilibrante. Esta argila, de efeito refrescante, é utilizando especialmente na zona da cabeça (fronte e nuca) e pescoço, ajudando a ultrapassar problemas emocionais.

O seu efeito calmante e equilibrante é especialmente útil em alturas mais stressantes ou geradoras de medos e receios.

Argila amarela

A argila amarela tem um teor alto de potássio, alumínio, silício e ferro, tendo como principais propriedades ser desintoxicante, adstringente, desinfiltrante, tenso e anti-inflamatório.

Este tipo de argila possui bastantes aplicações, devido aos efeitos benéficos que provoca no organismo. Estes incluem:

– ativação da circulação;

– combate ao envelhecimento da pele;

– promoção do equilíbrio iônico e hidratante da célula;

– aumento da elasticidade da pele e redução de inflamações, sendo por isso adequado para peles frágeis e secas

Argila laranja

Esta é uma argila com uma cor quente, que irá produzir um conjunto de vários efeitos benéficos no organismo. A cor laranja simboliza vitalidade, movimento e felicidade, tendo por isso esta argila um efeito desintoxicante fisiológico e emocional.

Dessa forma, a argila laranja tem um efeito tônico, que estimula a circulação periférica, estimula a digestão, ajuda a tratar distúrbios intestinais, e ainda, promove a eliminação de medos, repressões e mágoas.

Argila cinza ou Wilkinita

Esta argila possui na sua constituição alumínio e silício. No entanto, a maior parte da sua composição é silício (cerca de 60%), dando a esta argila uma grande afinidade com a água. A argila cinza tem um pH alcalino, oferecendo propriedades cicatrizantes e anti-inflamatórias. Esse tipo de argila é especialmente eficaz em casos de edemas e inchaços.

Argila preta

Este tipo de argila é mais raro, sendo rica em alumínio, silício e titânio. A argila preta tem as seguintes propriedades: é desintoxicante, anti-inflamatório, cicatrizante, renovador celular e tensor.

Argila castanha ou marron

Este é outro tipo de argila rara, sendo rica em alumínio, titânio e silício. As propriedades desta argila incluem: adstringente, desinfiltrante, desintoxicante, revitalizador e equilibrador.

Argila beje

Este tipo de argila resulta da mistura entre a argila branca e marron, incorporando dessa forma as propriedades de ambos os tipos, conferindo-lhe uma natureza mais suave.

loading...

04. Novembro 2014 by Filipe

2 Comentários no Fórum

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. Gostaria de receber dicas, workshop, tudo sobre area da beleza, inclusive cursos de bambuterapia e argilas

  2. Amei essa publicação, me ajudou muito.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *