Jardim dentro de casa – Flores de interior

Jardim dentro de casa

O espaço tornou-se um artigo de luxo nos apartamentos actuais. Felizmente, mesmo em imóveis com dimensões limitadas é possível cultivar um jardim. Com a enorme variedade de vasos existentes no mercado, não é díficil encontrar um conjunto que caiba num cantinho da sala ou que fique perfeito na varanda.

Pode escolher entre os diversos materiais disponíveis: concreto, fibra de vidro, argila, plástico ou fibra de coco, que é mais ecológico. Mas não se esqueça de combinar o acabamento com os demais elementos do ambiente, como mobiliário, materiais de revestimento em geral (pintura, cerâmicas), gradil e outros detalhes.

 

Escolha um vaso compatível com o tipo de planta, tendo em vista seu potencial de crescimento até atingir o porte adulto. Repare, no entanto, que uma muda muito pequena num recipiente grande produz uma sensação visual de desequilíbrio.

Neste caso, o ideal é ir trocando de tamanho conforme o desenvolvimento da planta. A cobertura da superfície do vaso também é importante. Além de reter a umidade, evita que a terra fique exposta, dando um acabamento melhor a todo o conjunto. As opções vão de plantas rasteiras a lascas de eucalipto, passando por pedrisco, seixos soltos e argila expandida.

Pense também nas dimensões das plantas, especialmente a altura, pois plantas muito altas ou volumosas poderão apresentar problemas de transporte, acarretando graves danos em sua estrutura.

Certifique-se que consegue colocar a planta no elevador ou se é viável carregá-la pela escada sem que ela sofra com isso. E para que a rotina de manutenção não se torne uma dor-de-cabeça, evite as espécies que perdem muitas folhas, o que irá exigir limpeza constante do ambiente, além de poder provocar entupimento de ralos nas varandas. Outra sábia decisão é comprar suportes com rodízios, que ajudam a deslocar os vasos mais pesados. 

Cuidados básicos

1 – Molhe as plantas três vezes por semana no Verão, à tarde e duas vezes por semana no Inverno, de manhã, sempre em quantidade moderada, sem encharcar.

O que Procura?
Tratamento para artrite

2 – Retire folhas e ramos secos.

3 – Adube duas vezes por ano, no final do Verão e no final do Inverno, utilizando preferencialmente húmus de minhoca. Use também adubo de três em três meses.

4 – Na altura de aplicar o adubo, revolva a terra de modo a arejar raízes. Mas tenha cuidado para não danificar a planta.

5 – Duas vezes por ano, pulverize as plantas com inseticida para prevenção de pragas e doenças. As mais afectadas são, geralmente, as da varanda.

Conheça algumas sugestões para cultivo dentro de um apartamento. – As espécies que preferem sombra dão-se bem dentro de casa.

ÁREA INTERNA

Antúrio

Nome Científico: Anthurium andraeanum Lind.

Originário da Colômbia, tem um tamanho variável entre 0,30 e 1 metro de altura e demora cerca de três anos para florescer. Ao contrário do que se pensa, cientificamente considera-se flor apenas a haste pontiaguda. A parte colorida pode ser vermelha, branca, cor-de-rosa e salmão e forma-se na Primavera e no Verão.

Pode ser cultivado em vasos ou canteiros e locais com alguma sombra. Multiplica-se com sementes, mudas laterais e por divisão do caule.

 

Aspargo pendente

Nome Científico: Asparagus densiflorus (Kunth.)

Boa opção para vasos suspensos. Deve ser mantido em terra húmida e rica em matéria orgânica. As flores são brancas e pequenas e estão presentes quase o ano todo. Originam frutos redondos e vermelhos.

Teve origem na África do Sul e tem de 40 a 60 centímetros de comprimento.

Lírio da paz

Nome científico: Spathiphyllum wallisii Regel

O lírio-da-paz floresce durante a Primavera e Verão. O curioso é que a a folha branca que envolve a haste torna-se verde com a idade. Chega a 20 ou 30 centímetros de altura e deve ser cultivada à meia-sombra em vasos ou canteiros sempre com terra rica em composto orgânico. Por ser de regiões tropicais como Venezuela e Colômbia, não tolera temperaturas baixas.

A sua multiplicação é efectuada por meio das mudas que se formam junto à planta original e podem ser separadas em qualquer época do ano.

O que Procura?
Categorias

NA VARANDA:

Avenca japonesa

Nome Científico: Nandina domestica Thunb.

Resistente ao sol

Este arbusto originário da China e do Japão sobrevive ao Inverno com folhas avermelhadas. Pode chegar a medir de 1 a 2 metros de altura. As flores são brancas e numerosas no período de Primavera e Verão e originam frutos pequenos e vermelhos.

O seu cultivo pode ser em vasos, como planta isolada ou em conjunto, próxima a muros e paredes. Sobrevive ao sol, mas precisa de terra rica.

Azálea

Nome científico: Rhododendron x simsii Planch

As flores de azálea são famosas pela sua variedade de cores, branca, vermelha, roxa e rósea. Surgem nas estações mais frias do ano e, embora sejam bastante comuns no Brasil, sua origem é chinesa. O arbusto, onde nascem as flores, pode chegar de um a dois metros de altura e só pode ser podado depois do florescimento.

São cultivadas em vasos ou bordas de canteiros. O melhor solo é o ácido e fértil.

 

Cacto

Nome científico: Nopalea cochenillifera (L.)Lyons

Opção para locais secos

Este cacto mexicano cresce bastante, chegando a medir de dois a quatro metros de altura. O seu tronco é curto e cilíndrico e produz palmas articuladas, ovaladas, carnosas e espessascom pequenos espinhos. Fica enfeitado quase o ano todo com flores pequenas e vermelhas.

É cultivado como planta isolada ou em série e se adapta bem a solos pobres e secos. Esta planta também pode ser utilizada para extrair corante.

Pitósporo japonês

Nome Científico: Pittosporum tobira (Thunb.)Ait.

Arbusto ornamental

Como o próprio nome mostra, este arbusto é originário do Japão e da China. Chega a três metros de altura.

As suas folhas têm importância ornamental e as suas flores branco-creme são bem perfumadas. É cultivado isolado ou em conjuntos, sempre ao sol e em terra fértil. O seu crescimento é muito lento, por isso também se adapta bem em vasos.

loading...

25. Junho 2010 by admin

One Comment

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. ESTOU A PROCURA DA PLANTA AVENCA JAPONEZA
    VOCÊ PODE ME PASSAR ESSA INFORMAÇÃO?
    FICO NO AGUARDO POIS AQUI EM CUIABÁ NÃO TEM ESSA PLANTA.

    Grata;

    Graciele Almeida

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *