Natal com dor de dentes

Natal com dor de dentes

Se há coisas que podem estragar o nosso Natal, as dores de dentes são, com certeza, uma delas. Saiba como evitá-las. O Natal é uma época de excessos, quer económicos, quer alimentares. Ganha a felicidade de quem recebe prendas, perde a carteira. Ganha o paladar, perde a boa forma e os dentes. Mas também é uma época festiva e, por isso, não deveriam haver tantas limitações. Se em relação às gorduras e aos problemas de obesidade, diabetes e cardíacos não nos podemos pronunciar, em relação aos problemas orais e, nomeadamente, à cárie dentária, já não é assim. O ideal nesta época do ano, seria não nos preocuparmos com os centímetros nem com os dentes e podermo-nos divertir sem limites.

Saúde oral na boca do Pai Natal

Na realidade, se os nossos hábitos de higiene oral forem os correctos, e a melhor forma de saber quais são é perguntar a um higienista oral, os doces não são assim tão perigosos para os dentes. A escovagem dos dentes e o uso do fio dental são as medidas de eleição para ter uma boca saudável. Se respeitarmos estas simples regras, que facilmente se transformam em hábitos positivos, podemos estar a criar na nossa boca defesas, que nos permitam passar o Natal a comer guloseimas, sem o perigo de se estragarem dentes. É que sem níveis de placa bacteriana perigosos, a nossa boca aumenta as defesas contra a cárie. Sem doces e mesmo com algumas bactérias, não se produz esta doença. É fácil passar um Natal sem dores de dentes e com dentes fortes e protegidos. Só assim poderemos aguentar as delícias natalícias, que transformam esta época do ano em algo ainda mais inesquecível.

Em: Outros Temas | Comentar

Deixe o Seu Comentário no Fórum

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *