10 Remédios Caseiros para se livrar do Odor Vaginal Intenso e as 6 Principais Causas

O odor vaginal não é apenas um tópico embaraçoso para se discutir, ele é também muito vergonhoso para a mulher que convive com ele diariamente.

Por vezes a condição é resultado de uma infecção fúngica vaginal (vaginite fúngica) desencadeada pelo fungo Cândida albicans (candidíase), contudo nem sempre é este o caso, razão onde reside a importância de se descobrir a causa que leva a este mau cheiro vaginal.

10 Remédios Caseiros Para Se Livrar Do Mau Odor Vaginal Rápido E Naturalmente

Ter uma vagina saudável é de extrema importância para a boa saúde da Mulher, bem como para partos e casamentos saudáveis. Quando existe presença de odor vaginal, pode ser sinal de algum problema de saúde na mulher.

Outro “efeito colateral” do mau cheiro é a forma como ele afeta a autoestima da mulher, isso para nem mencionar o efeito bombástico em seu parceiro e vida sexual.

Por mais que possam existir inúmeras causas, a grande maioria delas pode ser solucionada através de remédios caseiros simples, mas efetivos.

Mas, o que é e de onde exatamente vem esse odor incrivelmente desagradável pra começo de conversa?

O odor vaginal é definido como qualquer odor que se origine na vagina. É perfeitamente normal que a vagina tenha um leve odor característico, uma vez que é uma abertura para a parte interna do corpo.

Entretanto, um odor vaginal intenso, parecido com cheiro de peixe podre, pode indicar um problema maior que deve ser verificado com o seu médico.

Esse odor anormal é normalmente acompanhado com outros sinais e sintomas vaginais, como coceira, ardor e irritação. Frequentemente, onde existe odor vaginal, existe também corrimento.

Felizmente existem soluções e alternatinas naturais para tratar desse odor terrível, como a aplicação de vinagre de maça na vagina, bicarbonato de sódio, uso de alimentos probióticos, óleo da árvore do chá, entre outros que serão descritos mais abaixo, depois de conhecermos as principais causas e riscos desta situação.

Causas do mau odor vaginal

As causas do odor vaginal ainda estão sendo estudadas, mas sabemos que existem muitas coisas que podem causar esse forte odor vaginal que é tipicamente acompanhado por outros sintomas, como a coceira, queimação, irritação e corrimento.

Geralmente, quando a vagina tem um forte odor sem qualquer outro sintoma agregado, é improvável que o cheiro seja causado por alguma situação anormal. As Infecções vaginais por clamídia, gonorreia e cândida, normalmente não causam odores vaginais. No entanto vamos analisar as possíveis causas, que incluem:

  • Secreções vaginais
  • Transpiração
  • Desequilíbrio dos níveis de pH
  • Menstruação
  • Relações sexuais
  • Infecções

Vaginose bacteriana

Vaginose BacterianaA causa mais comum do odor na região íntima é a vaginose bacteriana. A vaginose bacteriana é um crescimento anormal das bactérias que normalmente habitam a vagina.

Essa condição possui uma alta taxa de recorrência, afetando quase 30% das mulheres em idade reprodutiva, e é comumente associada aos abortos, nascimentos prematuros, bem como com o risco aumentado de adquirir outra doença sexualmente transmissível.

Um dos maiores indicativos da doença é o odor característico de peixe podre.

Um estudo conduzido na Virgina Commonwealth University, como parte do Vaginal Microbiome Project, foi desenvolvido para investigar a relação entre a composição da microbiota humana, a dieta e a saúde em geral.

Os ambulatórios da universidade entraram no estudo focados na tentativa de entender a estrutura comum da microflora vaginal e identificar as diferenças que ocorriam devido ao desequilíbrio bacteriano e inflamação causados pela vaginose bacteriana.

Essa inflamação ainda está sendo estudada, especialmente por não haver nenhuma razão conhecida do por que ela se desenvolve, mas parece que certas atividades, como a relação sexual sem proteção ou o uso frequente de ducha íntima, podem causar maiores riscos para a mulher acabar enfrentando essa condição.

Saiba mais sobre vaginose bacteriana e os remédios caseiros indicados por nós.

Tricomoníase

TricomoníaseA tricomoníase é outra causa comum do odor vaginal e uma doença sexualmente transmissível. Na verdade, ela é considerada a doença sexualmente transmissível não-viral mais comum do mundo.

A tricomoníase é causada por um parasita e pode causar um corrimento com odor extremamente desagradável na vagina, coceira e dor ao urinar.

Essa doença não é exclusividade das mulheres, apesar dos homens não exibirem os sintomas. A tricomoníase também pode afetar mulheres grávidas, causando um alto risco de partos prematuros.

O que Procura?
Blefarite: Óleo essencial da árvore do chá (Malaleuca) trata inflamação e coceira

Se você suspeita ter tricomoníase, tanto você quanto seu parceiro devem ser tratados. Usar camisinha em toda relação sexual reduz drasticamente o risco de infecção.

Conheça melhor a Tricomoníase

Antibióticos

Por vezes os fungos que normalmente estão presentes na vagina, crescem demais. Esta situação pode ocorrer depois da toma de antibióticos, que matam as bactérias boas e desregulam o PH vaginal. Esta é mais uma razão para tomar antibióticos apenas se necessário.

Alterações hormonais

A Universidade da Califórnia em Berkeley publicou que as secreções vaginais durante a menstruação e entre o período de ovulação e próxima menstruação podem desencadear um odor mais desagradável do que durante outras partes do ciclo.

A menopausa pode ser uma causa hormonal em potencial para o odor vaginal, uma vez que devido aos níveis reduzidos de estrogênio os tecidos vaginais acabam ficando mais finos, por sua vez tornando-se menos ácidos.

Muitas mulheres durante a menopausa percebem um corrimento vaginal leitoso e mal cheiroso na vagina.

Desfrute de 3 Óleos Essenciais para o Equilíbrio Hormonal

Higiene precária e Suor

Não é surpresa alguma que a falta de higiene pode causar odor vaginal. Uma genitália suada pode, definitivamente, produzir esse odor.

Sabemos que isso pode parecer óbvio, mas cientificamente, a razão para isso é que as glândulas genitais externas possuem gânglios especiais conhecidos como glândulas sudoríparas apócrinas, que também são encontradas no sovaco, peitos, canais auditivos, pálpebras e nariz.

Essas glândulas secretam um fluído oleoso, que é metabolizado pelas bactérias encontradas na pele, terminando por produzir um odor perceptível.

Vestir roupas apertadas ou permanecer acima do peso pode criar um problema maior, prendendo suor e bactérias na pele ou em dobras da pele nas pessoas com sobrepeso excessivo.

Absorvente íntimo (OB) esquecido ou preso dentro da vagina

Essa questão cabe perfeitamente na categoria de higiene precária e pode ser visto como inusitado, mas esse problema é muito mais comum do que você possa imaginar.

Saber de algumas coisas é crucial para cuidar bem de si, mas é claro que o acúmulo de sangue menstrual e bactérias podem levar à irritação, coceira e a um corrimento com odor extremamente desagradável.

Se você se enquadrar em uma dessas posições, tendo perdido seu absorvente íntimo ou com ele preso dentro da vagina, saiba que um ginecologista pode remover sem maiores problemas o empecilho, tratando qualquer possível infecção.

Para evitar que isso aconteça se certifique de seguir as instruções de uso e tome as precauções necessárias.

Será que foi algo que eu comi?

Existem várias comidas que podem causar um forte odor vaginal. Provavelmente, um dos odores mais comuns na área vaginal que podemos reconhecer de imediato é o proveniente do aspargo! Sim, parece absurdo, mas o que você comeu no jantar pode afetar seu odor vaginal, assim como o odor em outras partes de seu corpo, como o sovaco, couro cabeludo, boca, virilha e pés.

Pesquisas mostram que comidas com cheiros fortes, como a pimenta, alho, cebola, queijo azul (ex: Gorgonzola, Roquefort e Stilton), repolho, aspargo, peixe e brócolis tendem a causar um impacto maior.

Eliminar esses alimentos de sua dieta pode ser uma forma simples de corrigir o forte odor vaginal.

Prevenção

Muitas mulheres sentem a necessidade de limpar a vagina com produtos de higiene feminina perfumados ou encobrir o odor com sprays desodorantes e lavagens.

O Nosso corpo dispõe de um sistema de limpeza natural, complexo, que envolve um delicado equilíbrio de microorganismos. Usar solventes fortes, duches, e sprays femininos pode causar um desequilíbrio no meio vaginal normal e resultar em infecções.

A verdade é que o odor feminino é muito comum e faz parte da saúde vaginal, e existem soluções simples à venda em farmácias, como por exemplo o gel refrescante da Monistat, que se torna uma forma segura e eficaz para eliminar o odor incomodo, uma vez que funciona com o ecossistema natural do corpo para eliminar a fonte do problema.

Riscos do odor vaginal

Muitos dos remédios caseiros indicados já a seguir podem cuidar do problema, mas tenha cuidado ao usar óleos essenciais ou outros métodos que você não tenha utilizado antes, especialmente se estiver grávida, amamentando ou tomando medicamentos.

Apesar de menos comum, o odor vaginal anormal pode ser resultado de uma fístula retovaginal, uma abertura anormal entre o reto e a vagina, resultando no acúmulo indesejado de fezes no interior da vagina.

É importante salientar que o odor vaginal pode também ser um sinal de câncer cervical (câncer do colo de útero) ou câncer vaginal.

Se você acha que pode ter uma fístula retovaginal, câncer cervical ou vaginal, por favor, consulte o seu médico imediatamente.

Os 10 melhores Remédios Casiros para se livrar do odor vaginal

O odor vaginal é mais facilmente perceptível logo após a relação sexual e pode variar durante o ciclo menstrual. Vale a pena lembrar que o suor também pode causar mau odor vaginal.

Isso costuma acontecer quando as mulheres fazem uso de ducha e desodorantes vaginais, uma vez que estes produtos são cheios de componentes químicos que acabam por aumentar a irritação e outros sintomas problemáticos na vagina. (1)

O que Procura?
Receitas caseiras para fazer o cabelo crescer mais rápido

Ao invés de prejudicar sua saúde com duchas e outros produtos químicos de higiene femininos potencialmente tóxicos, teste os seguintes remédios naturais.

Vinagre de maçã

Vinagre De Maça

O vinagre de cidra ou vinagre de maça possui excelentes propriedades antibacterianas e antissépticas que ajudam a combater o odor vaginal. (2) Tomar um banho com vinagre de maçã auxilia na redução das toxinas e bactérias que provocam o mau cheiro vaginal enquanto ainda restaura (equilibra) a acidez e a flora vaginal.

Tente tomar um copo de água com uma ou duas colheres de sopa de vinagre de maça diariamente para melhores resultados.

Bicarbonato de sódio

Lave A Sua Vagina Com Bicarbonato De Sódio E Acabe Com O Odor Vaginal A Peixe Podre

O bicarbonato de sódio pode ser usado para equilibrar os níveis de pH no corpo. Uma vez que o pH esteja equilibrado, o problema do odor vaginal acaba desaparecendo, razão pela qual podemos adicionar o uso do bicarbonato de sódio como desodorante natural. (3)

Para utilizar, basta adicionar meio copo de bicarbonato de sódio em sua água de banho e ficar de molho de 15 a 20 minutos. Após isso, seque o corpo por completo antes de colocar as roupas. Se certifique de que não deixou nenhuma umidade para trás nas dobrinhas da virilha ou na área genital.

Probióticos

Incorpore Probióticos Naturais Na Sua Dieta, Como Missô, Kimchi, Chucrute, Iogurte E Kefir E Acabe Com O Mau Cheiro Vaginal

Os probióticos são os preferidos da galera por ajudarem bastante na saúde intestinal, mas você sabia que os probióticos também podem fazer maravilhas no combate ao mau cheiro nas partes intimas? Missô, Kimchi, chucrute, iogurte e kefir são todos excelentes opções para a tarefa.

O iogurte probiótico, por exemplo, é rico em bactérias lactobacilos, o que ajuda a combater a cândida, uma das causas mais comuns do mau cheiro vaginal.

Ele também ajuda a restaurar os níveis normais de pH da vagina, o que também pode remover o odor vaginal. (4)

Vinagre branco e sal marinho

Sal Marinho Para Lavar A Vagina E Eliminar Odor Vaginal

Enquanto o vinagre de cidra parece tomar para si toda a glória no que se trata de remédios caseiros, não podemos nos esquecer do vinagre branco.

O vinagre branco pode ajudar a neutralizar odores ao quebrar as proteínas causadoras do mesmo, e um banho de assento feito com vinagre branco também auxilia na eliminação do odor vaginal, além de restaurar os níveis normais de pH na vagina. (5)

Adicionar meio copo de vinagre branco com meio copo de sal marinho ao banho, várias vezes por semana, resolve o problema na maioria das vezes.

Óleo da árvore do chá

O óleo essencial da árvore do chá (Tea Tree) de nome científico Melaleuca alternifolia, contém fortes propriedades antifúngicas, bem como antissépticas. Essas características ajudam a eliminar as bactérias que podem estar contribuindo para o desconforto associado ao odor. (6)

Adicionar algumas gotas juntamente com água e hamamélis em uma almofada de algodão, como aquelas utilizadas na remoção de maquiagem, aplicando-a na área afetada diariamente pode fazer toda a diferença.

Se certifique de diluir o óleo da árvore do chá com água e hamamélis, já que o óleo pode ser demasiadamente forte para área sensível da virilha.

Alho

Pode parecer estranho utilizar um alimento com cheiro forte para se livrar de outro, mas o alho é conhecido pelas suas propriedades antimicrobianas e antifúngicas.

Além disso, ele também é um antibiótico natural perfeito para usar como mezinha caseira para tratar de infecções e odores vaginais. As propriedades antifúngicas do alho ajudam a combater a infecção por candidíase, ou seja, se livrando das bactérias que se multiplicam fora de controle. (7)

Apenas incorpore alho cru ou cozido, de forma diária, na sua alimentação. O alho está disponível na forma de pílulas em várias lojas de produtos naturais, ou então você ainda pode comer um ou dois dentes crus por dia de jejum com um copo de água morna.

Frutas e vegetais frescos

Goiaba

As Frutas e os vegetais orgânicos são a chave para ter um corpo saudável, e eles ainda cuidam da saúde vaginal devido às suas numerosas vitaminas e minerais.

Todos sabemos que a vitamina C, encontrada abundantemente em frutas cítricas, como goiaba, morango, kiwi e pimentas vermelhas e verdes, são um poderoso estimulante imunológico. (8)

Os vegetais folhosos sempre devem ser consumidos em abundância, uma vez que eles ajudam na circulação e previnem o ressecamento vaginal.

Sempre coma muito espinafre, couve, repolho, acelga e outros vegetais de folha verde, lembrando que você pode incluí-los em saladas e shakes de sua preferência.

Outra fruta que estimula a saúde vaginal e a libido é o abacate, isso graças à sua profusão de vitaminas e minerais, como a vitamina B6 e potássio, o que dá um apoio especial ás paredes vaginais tornando-as mais saudáveis, reduzindo o risco de infecção e crescimento bacteriano. (9)

Nozes e sementes

Sementes De Abóbora

Adicionar oleaginosas, nozes, à sua nutrição diária ajuda a prevenir o ressecamento vaginal, uma vez que elas contêm grandes quantidades de vitamina E.

Alguns exemplos são as sementes de girassol, amêndoas, nozes e avelãs. As sementes de amêndoas e abóbora também são ricas em zinco, o que auxilia na regulação do ciclo menstrual, reduzindo a presença de coceira e outros sintomas da secura vaginal, o que por sua vez pode causar crescimento bacteriano e odor. (10)

O que Procura?
Acne Nas Costas: 12 Tratamentos Caseiros Para Eliminar as Cicatrizes

A semente de linhaça moída é considerada um superalimento, rico em fitoestrogênios e ácidos graxos, ou gordos, ômega-3, o que ajuda a aumentar os níveis de estrogênio, que por sua vez podem acabar com a secura vaginal.

Água

Beba 8 Copos De água Por Dia

Não existe como salientar o bastante a importância da água na questão, especialmente em beber muita. As membranas da mucosa vaginal precisam de água em seu sistema para funcionar adequadamente, então é importante mantê-las bem hidratadas.

A água também ajuda a lubrificar a vagina naturalmente, o que ajuda a diminuir os cheiros vaginais. (11)

Extrato da casca de Neem

Extrato De Casca De Neem

De nome científico Azadirachta indica, também conhecida como Nim, Árvore-da-vida ou Árvore sagrada, a sua casca possui incríveis propriedades antifúngicas, antivirais e antibacterianas, que ajudam a manter uma flora intestinal equilibrada enquanto também combate infecções fúngicas, como a cândida.

Na verdade, estudos in vitro mostraram a eficácia do produto contra infecções, como a gonorreia, clamídia e herpes, em mulheres sexualmente ativas que tomaram óleo de extrato de neem na forma de pílula.

Isso ocorre, possivelmente, devido à produção aumentada de anticorpos propiciada pelo neem, terminando por eliminar as bactérias indesejadas. (12)

Maneiras simples de fazer sua vagina cheirar bem

Usar roupa leve e calcinha de algodão

Enquanto você usa roupas apertadas, o fluxo de ar é restringido, causando um acúmulo indesejado de umidade. Ao usar roupas frouxas e calcinha de algodão você ajuda a aumentar o fluxo de ar na área da genitália.

Outra coisa interessante a se fazer é mudar sua roupa de baixo a cada 12 horas. Isso evita que haja crescimento adicional de bactérias, caso a área fique exposta a um ambiente anti-higiênico, repleto de suor e umidade.

Trocar de roupas após fazer exercício

Ficar com a virilha e a área da genitália suadas acaba por deixar-nos com um cheiro extremamente desagradável. Por isso, não fique usando roupas suadas, esse é o ambiente perfeito para o crescimento de bactérias!

Também é muito recomendável lavar a área genital, secando bem para não sobrar umidade antes de colocar roupas limpas.

Perca peso (se necessário)

Apesar de parecer irrelevante, estar acima do peso pode causar excesso de suor, até mesmo na área vaginal.

Conforme mencionado acima, essa umidade pode causar a formação de bactérias, o que por sua vez pode causar o mau odor genital. Escolher um estilo de vida saudável, comer bem e se exercitar regularmente pode fazer uma grande diferença em como seu corpo produz o suor.

Evite a ducha íntima!

Nossos corpos foram feitos para lidar com a maioria dos problemas. Quando você usa uma ducha íntima, está removendo as bactérias boas da vagina, as quais você precisa para prevenir infecções.

Além disso, as duchas vaginais ainda contêm inúmeros produtos químicos, o que podem acabar causando um acúmulo tóxico no corpo.

Não use, em hipótese alguma, desodorantes vaginais

Os perfumes e desodorantes vaginais são uma armadilha de marketing! Esses produtos podem causar irritação e possíveis reações alérgicas. Nossos corpos não foram feitos para lidar com os produtos químicos que entram através da pele.

Na verdade, a pele absorve esses produtos químicos rapidamente, fazendo-os cair diretamente na corrente sanguínea. A vagina foi feita para se limpar naturalmente, então, interferir no processo pode acabar causando maiores problemas para você. (13)

Evite certas comidas

Existem várias comidas que afetam o pH do corpo, e quando isso acontece, existe um aumento real na chance de inflamação e crescimento bacteriano.

Um exemplo é a candidíase, uma infecção comum que pode facilmente se inflamar quando comemos certos alimentos, especialmente os doces, pois a cândida costuma prosperar em ambientes com muito açúcar.

As comidas que devemos evitar caso desejemos combater o odor vaginal e infecções, como a cândida, incluem os doces, álcool e produtos de trigo.

No mais, evite o quanto puder os produtos processados industrialmente que são ricos em açúcar, substituindo por alimentos mais saudáveis como peixes, frutas e vegetais orgânicos.

Conclusão

Esta é uma situação que acontece a todas nós mulheres, pelo menos uma vez na vida, portanto saiba que não está sozinha!

Todas nós temos uma “marca” distinta que é uma combinação de – bactérias naturais que residem no nosso trato vaginal, da nossa dieta, higiene, escolhas de vestuário, e secreções das glândulas.

Este odor varia durante o ciclo menstrual e pode mudar dependendo dos níveis hormonais.

Origina-se a partir das secreções vaginais e pode variar ao longo do mês.

Por isso, quando o seu odor pessoal de repente dá uma guinada para o pior, é importante não o ignorar, uma vez que essa mudança pode realmente ser um indicador de que você tem algum problema de saúde.

Revisora da Matéria: Dr. Ana Luíza

loading...

10. Maio 2017 by admin

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *