Acabe com as Pernas Cansadas e Pesadas

O que são pernas pesadas e cansadas?

Através de vários sinais característicos
Uma forte necessidade de agitar e coçar as pernas, sensação de pernas pesadas, formigueiro, comichão nos membros inferiores, dificuldade em permanecer na mesma posição, sensação de que a barriga das pernas pesa uma tonelada ao fim do dia, pelo que deve estar vigilante.

Sinais de alarme que não deve ignorar
Existem três situações típicas que afectam frequentemente as pessoas que sofrem de pernas pesadas:
- Tensões agudas e desagradáveis ao nível dos músculos das pernas, nomeadamente durante períodos de imobilização longos, como por exemplo durante a noite.
- Pés, tornozelos e barriga das pernas inchados (por vezes extremamente inchados), devido a um aumento da permeabilidade das paredes das veias.
- Aparecimento de veias à superfície da pele, devido à deformação destas.
- Pernas pesadas: nem todos somos iguais!
- O fenómeno das pernas pesadas pode agravar-se rapidamente.

É por isso importante saber identificá-lo quando surge, tendo em atenção os sinais que o nosso corpo nos dá. Existem determinados factores que também deverá considerar:
A hereditariedade é um factor determinante no aparecimento e desenvolvimento deste fenómeno, pois cerca de 80% dos casos de problemas crónicos de circulação são de ordem genética. As mulheres são em média 4 vezes mais afectadas que os homens devido, essencialmente, a razões hormonais. À medida que o seu sistema hormonal sofre alterações, esta poderá sentir este tipo de problema de forma mais ou menos intensa. A puberdade, a gravidez e a menopausa são fases particularmente susceptíveis de gerarem este tipo de situação. A idade é também um factor de risco, pois as veias perdem elasticidade à medida que envelhecemos. O envelhecimento natural das paredes das veias é, ainda, acentuado, quando existem problemas circulatórios.

Causas das Pernas Pesadas e cansadas
Factores desencadeantes
Os dois principais factores que podem desencadear o fenómeno de pernas pesadas são as condições de trabalho e a gravidez. São várias as actividades profissionais que favorecem o aparecimento de pernas pesadas. Destacam-se as profissões que exigem períodos longos em pé: farmacêuticos, comerciantes, enfermeiros, cirurgiões, cabeleireiros, empregados de hotéis e restauração, hospedeiras, educadores de infância, professores, agentes de polícia, etc. As profissões em que se passa grande parte do tempo sentado também não são recomendáveis. Empregados de escritório, técnicos de informática, empregados de caixa e motoristas profissionais correm igualmente o risco de ser afectados por este problema.

Uma temperatura ambiente elevada, uma atmosfera sobrecarregada… são situações que devem ser igualmente evitadas. Pessoas que trabalham em lavandarias ou em cafés também podem ser afectadas. A gravidez é sem dúvida, a fase de maior risco para o aparecimento de pernas pesadas. Situação que se agrava durante a segunda gravidez, fase em que o risco aumenta de 20 para 30%.

Causas e Consequencias
Factores agravantes
Os maus hábitos, também agravam o fenómeno de pernas pesadas e cansadas.

Alguns maus hábitos Consequências
Excesso de peso Requer mais esforço para contrariar a gravidade
Sedentarismo Aumenta a acumulação de sangue nas pernas e a distensão das paredes das veias
Falta de actividade física Reduz o suporte das paredes das veias situadas nos músculos
Imobilidade prolongada Não promove o retorno do sangue que normalmente é facilitado pelo movimento
Tabagismo Causa o estreitamento dos pequenos vasos por reduzir o seu diâmetro, aumentando também a pressão
Exposição prolongada a uma fonte de calor (sol, solário, aquecimento) Provoca a dilatação das veias e reduz o retorno venoso uma vez que as válvulas não conseguem assegurar a sua função “anti-retorno”

Alguns hábitos, que à primeira vista parecem não se relacionar com a problemática das pernas pesadas, acabam também por causar problemas nos vasos sanguíneos. Alguns exemplos típicos são a exposição prolongada ao sol ou o uso de calçado inadequado (muito alto ou muito baixo).

Consequências que tornam a sua vida mais “pesada”!
Os problemas circulatórios podem alterar consideravelmente e de forma duradoura a qualidade de vida das pessoas que sofrem as suas consequências.

Quais são os sintomas de pernas cansadas e pesadas?
A sintomatologia deste problema pode, de forma inesperada, passar de uma simples comichão ou da dificuldade em disfarçar os tornozelos inchados para problemas mais graves que podem impedir a pessoa afectada de trabalhar ou de dormir. Para além das consequências físicas, este problema pode igualmente ter repercussões a nível emocional. Ter pernas pesadas é um factor de stresse e de ansiedade, com o qual nem sempre é fácil de lidar nos dias que correm.

Conselhos Praticos
Conselhos simples para seguir no seu dia-a-dia. “Mais vale prevenir que remediar”, diz o ditado popular. É por esta razão que formulá-mos alguns conselhos úteis que deve seguir diariamente. Se forem seguidos de forma consciente e regular proporcionam um duplo efeito positivo, reduzindo a influência dos factores agravantes das pernas pesadas e favorecendo os elementos propícios a um melhor retorno venoso.

Mexa-se! As suas pernas agradecem!
Esforce-se por realmente se mexer enquanto realiza as suas actividades. Pratique actividades leves e relaxantes como caminhar, andar de bicicleta, nadar ou fazer ginástica, duas a três vezes por semana, pelo menos durante 45 minutos. Se for à praia, adquira o hábito de andar à beira-mar com água a bater nas pernas: o efeito de massagem é garantido!

Sempre que possível frequente um centro de talassoterapia e experimente uma drenagem linfática. Por outro lado, evite ao máximo o solário, a sauna, o banho turco e a depilação com cera quente. Proteja as pernas da exposição prolongada de fontes de calor ou do sol, pois originam a dilatação dos vasos. No duche, após o exercício físico, aproveite para incidir jactos de água fria nas pernas, de baixo para cima. Durma com os pés elevados, acima da linha do corpo. Para tal, coloque uma almofada por baixo por colchão, no fundo da cama.

Use vestuário largo. Não use roupas justas ou elásticas pois estas tendem a dificultar a circulação. Sempre que possível use collants de contenção. No que diz respeito ao calçado opte por modelos que tenham solas flexíveis que ajudem a amortecer o choque e com saltos médios (3 a 4 cm). Sempre que possível, use chinelas ou sandálias abertas, pois estas não apertam os pés. Quando viaja, tente movimentar-se. Se viajar de avião levante-se e caminhe pelos corredores durante o voo.

Cuide de si!
O nosso último conselho, mas nem por isso o menos importante: experimente a gama Toniven, pois após ter experimentado não vai querer outra coisa! Massaje as pernas com gel Toniven e sentirá uma sensação refrescante e relaxante que perdura durante várias horas. Se a massagem for feita com movimentos de baixo para cima e combinada com a toma de Toniven líquido, os resultados serão ainda melhores. De facto, a gama Toniven ajuda a aliviar a sensação de pernas pesadas, devolvendo o bem-estar e a leveza dos membros inferiores.

Conselhos alimentares
Alimente-se de forma saudável !
No que respeita à alimentação, evite o consumo de substâncias excitantes como o café, o tabaco e o álcool. Reduza também o consumo de gorduras, fritos e hidratos de carbono de absorção rápida. Deve beber muita água (pelo menos 1,5L por dia) e consumir a quantidade que desejar de fruta e legumes ricos em antioxidantes (pimentos, morangos, tomates, citrinos, etc.). Deve assegurar-se de que ingere a quantidade correcta de vitaminas (A, C, E), de zinco, de selénio e de ácidos gordos essenciais (marisco, ovos, peixe, legumes verdes, etc.). Não esqueça os legumes secos e o pão integral, que contém fibras que ajudam a promover o trânsito intestinal.

 
Em: Outros Temas | Comentar

Deixe o Seu Comentário no Fórum

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *