Radiofrequência: tratamento estético é indicado para rugas, flacidez, gordura localizada e celulite - Fotos Antes e Depois

Radiofrequência: tratamento estético é indicado para rugas, flacidez, gordura localizada e celulite

A radiofrequência é uma técnica de tratamento que adota o aquecimento cutâneo a fim de acelerar os processos metabólicos e aumentar a produção de colágeno. Veja as fotos antes e depois publicadas ao longo do artigo.

flacidez no rosto antes e depois da radiofrequência accent

Definição da terapia de radiofrequência

Utilizada pioneiramente no longínquo século XIX pelo físico francês Jacques-Arsène D’Ansorval, a radiofrequência continua muito presente nos tratamentos dermatológicos estéticos. Extremamente multifuncional, segura, e eficaz, a técnica empregada pela radiofrequência é considerada uma das principais referências para terapias estéticas, sendo recomendada para tratamento de muitas pessoas.

radiofrequência para flacidez no rosto antes e depois

De um modo bem simples, pode-se afirmar que a radiofrequência funciona devido ao calor proporcionado à epiderme, que automaticamente estimula o organismo a produzir novas fibras de colágeno, aprimorando sensivelmente a aparência da pele.

Para que isso aconteça, a epiderme recebe ondas eletromagnéticas de alta frequência. Tecnicamente, trata-se da introdução de uma radiação que contém uma diferença de potencial (tensão) que oscila entre 30 mil e 40 mil Volts, apresentando uma frequência que varia entre 200 e 1.560 kHz, ressaltam os dermatologistas.

Recomendações para realização da terapia de radiofrequência

radiofrequência promete resultados fantásticos

A radiofrequência pode abranger diferentes objetivos. Contudo, de uma maneira ampla, ela é mais recomendada para tratar problemas vinculados à diminuição da celulite, suavização das rugas e marcas de expressão, redução da flacidez, às cicatrizes oriundas das acnes, e estrias.

Como funciona a radiofrequência

flacidez nos braços antes e depois da radiofrequência accent

Antes de iniciar o procedimento, a região que receberá o tratamento é completamente limpa com a ajuda de um óleo apropriado, ou através do uso de sabonete e água. Em seguida, caso a área de tratamento seja o rosto, o profissional aplica gel de condução sobre a pele. Caso a região da terapia pertença a outra parte do corpo, a pele recebe vaselina.

Com o uso de equipamento adequado e devidamente situado sobre a área a ser tratada, as ondas eletromagnéticas são desferidas sobre a pele. Depois, o material anteriormente usado é removido.

Radiofrequencia Tripolar elimina papada no pescoço

Por ser um método de tratamento não invasivo, o paciente tem a vantagem de ter os efeitos direcionados exclusivamente para a área designada para o tratamento. As ondas de radiofrequência devem aumentar e manter a temperatura da pele e do tecido adjacente variando entre 39º C e 42º C. Esse intervalo de temperatura deve permanecer por cerca de 14 minutos, depois dos quais o material aplicado é completamente retirado.

O que Procura?
Biodermogênese: um dos melhores tratamentos para estrias

Radiofrequencia Tripolar elimina flacidez

O aparelho responsável por emitir as ondas é dotado de várias pontas unidas em um mesmo cabeçote, que devem ser manuseadas ininterruptamente com o intuito de gerar uma distribuição uniforme do calor sobre toda a área compreendida pelo tratamento. Outro cuidado se refere à temperatura da pele, pois o nível de calor não deve ficar acima de 42º C em hipótese alguma.

O procedimento é liberado para ser executado em qualquer parte do corpo e no rosto. A única exceção fica por conta da tireoide.

Atuações da terapia de radiofrequência

radiofrequencia antes e depois flacidez no pescoço e papada

Gordura localizada

O intenso calor propiciado pelas ondas eletromagnéticas interfere no metabolismo das moléculas de gordura, que passa a ser mais eficiente e veloz, além de ampliar a concentração e a disseminação dos nutrientes, fazendo com que o acúmulo de triglicérides sofra uma grande redução.

Celulite

A propagação das ondas também inibe o processo inflamatório do tecido adiposo decorrente da atuação da celulite. Devido à eliminação dos estoques de gordura que se alojam em determinadas partes do corpo, como a região abdominal, a celulite também fica propensa a ser melhor controlada.

Associada a métodos que utilizam o vácuo, a radiofrequência também colabora para amenizar o volume de toxinas presentes nos tecidos.

Colágeno

A Radiofrecuencia facial aumenta a produção de colágeno natural

Uma das principais consequências do aquecimento cutâneo provocado pelas ondas de radiofrequência é a alteração da elastina e das fibras de colágeno, além da constrição do próprio colágeno. Posteriormente ao processo, os fibroblastos (células do tecido conjuntivo) são estimulados pelo organismo a produzir uma maior concentração de colágeno.

Tipos de radiofrequência

Monopolar

Nesse tipo, as ondas eletromagnéticas são propaladas por meio de um eletrodo, devidamente posicionado sobre a região a ser tratada. Elas retornam à fonte geradora devido à presença de um eletrodo de maiores proporções, que fica afastado. A capacidade de penetração proporcionada por esse equipamento pode chegar a incríveis 6 milímetros.

Bipolar

No caso da radiofrequência bipolar, a ponta do aparelho incorpora os papéis de emissora e agente retentor das ondas. Com isso, o resultado obtido se torna relativamente inferior em comparação com o modelo de radiofrequência monopolar. Numericamente, o método bipolar atinge cerca de 2 milímetros.

Tripolar

Como indicado pela própria denominação, a radiofrequência tripolar é composta por três eletrodos, todos presentes na ponta do equipamento. Neste caso, para descobrir a potência de penetração das ondas é preciso mensurar o espaço existente entre cada eletrodo.

O que Procura?
Protetor Solar Caseiro

Recursos extras

As inovações no segmento ajudaram a estender a gama de recursos e possibilidades dos equipamentos. Assim, visando amplificar a potência e o efeito proporcionado pela radiofrequência convencional, alguns modelos operam a vácuo.

Esse detalhe facilita a infiltração das ondas, promove a drenagem linfática, acelera a queda do porcentual de moléculas de gordura, e aperfeiçoa a circulação do sangue na região tratada.

Além do sistema a vácuo, atualmente existem aparelhos que possuem ultrassom, e o chamado sistema de estimulação muscular (DMA). Enquanto a radiofrequência age com foco sobre o colágeno, o DMA tem a função de manter a massa muscular desperta.

Quantidade de sessões necessárias

fladidez no rosto antes e depois da radiofrequência

Normalmente, o total de sessões de radiofrequência varia entre três e dez, considerando cada parte do corpo que passará pelo tratamento. Porém, a quantidade de sessões pode sofrer mudanças. Tudo dependerá do nível de resposta individual do corpo de cada paciente, o que interfere na qualidade e velocidade dos resultados conquistados, além da meta preestabelecida antes de se iniciar a terapia.

De qualquer forma, existem recomendações que devem ser seguidas à risca. Assim, quando a região de tratamento for o rosto, cada sessão deve manter um intervalo entre elas que pode se estender de duas a três semanas. Já as demais partes do corpo podem ter sessões com uma distância de apenas uma semana. O tempo de cada sessão oscila entre 20 e 40 minutos.

Cuidados pós-operatórios

as imagens antes e depois comprovam o excelentes resultados da Radiofrecuencia facial

Basicamente, o maior cuidado que o paciente deve ter durante o período posterior ao procedimento é com relação ao tempo de exposição da pele ao sol. Aguardando o intervalo de 60 minutos após a finalização de cada sessão, é altamente recomendável o uso de um protetor solar que contenha fator adequado a cada tipo de pele.

Maquiagem e produtos cosméticos no geral estão com o uso liberado, contanto que se respeite os mesmos 60 minutos posteriores ao tratamento.

Reações adversas

Concluída cada sessão de radiofrequência, o local de aplicação das ondas tende a apresentar uma tonalidade avermelhada tênue, além de um leve edema. Existe também a probabilidade de urticária, assinalada por robustos riscos sobressalentes e vermelhos que irrompem na superfície cutânea e que costumam causar coceira.

Também não está descartada a hipótese de surgimento de nódoas roxas, e de reações alérgicas aos materiais usados antes da aplicação da radiofrequência, ou seja, a vaselina ou a substância gelatinosa.

O que Procura?
Tintura para cabelo

Felizmente, todas essas reações adversas são efêmeras.

Contraindicações da radiofrequência

rosto muito mais jovem

Existe uma série de condições que inviabilizam a realização do tratamento de radiofrequência. Desse modo, qualquer paciente que detenha algum implante eletrônico, como desfibrilador e marca-passo, ou doença cutânea na região que receberá as ondas eletromagnéticas, está terminantemente proibido de passar pela terapia.

Outros obstáculos à execução do método são os paciente com histórico médico de trombose venosa profunda, hemorragias em excesso, presença de hematomas, patologias atreladas a problemas com a coagulação do sangue, utilização de isotretinoína no último semestre, ou uso regular de remédios corticoides ou com ação anticoagulante.

Indivíduos que possuam HIV, enfermidades vinculadas a desequilíbrios da glândula tireoide, problemas no sistema endócrino, como o diabetes, e doenças geradas em virtude do contato com altas temperaturas (a herpes é um exemplo), também não devem ser estimulados a realizar o tratamento em questão.

A radiofrequência é um procedimento é igualmente contraindicado em áreas do corpo que tenham recebido maquiagem definitiva, tatuagem, ou ainda implantes de material com origem sintética. Além disso, pacientes que tenham injetado toxina botulínica precisam esperar, no mínimo, por quatro dias antes de partir para o tratamento de radiofrequência.

Já para os métodos de peeling químico e de preenchimento, o intervalo entre ambos e a radiofrequência deve ser de 14 dias. Finalmente, quem realizou tratamentos à base de raios laser, ou peeling profundo, deve aguardar 30 dias para efetuar o procedimento com ondas eletromagnéticas.

Gestantes também não são indicadas para fazer esse tipo de tratamento.

Riscos e complicações ligados à terapia de radiofrequência

O grande risco que o paciente corre está associado às possíveis falhas do equipamento utilizado durante o procedimento. Como o aparelho trabalha com emissão de calor, se ele estiver descalibrado há chances de o paciente vir a sofrer queimaduras na pele. O profissional também deve conhecer o dispositivo para que saiba manipulá-lo, não contribuindo para agravar ainda mais um possível problema técnico do equipamento.

Resultados antes e depois proporcionados pela radiofrequência

flacidez antes e depois da radiofrequência

Ligeiramente céleres e gradativos, os primeiros resultados surgem logo após a terceira sessão. Contudo, essa é apenas uma estimativa, já que diversos aspectos influenciam no tempo e na profundidade dos resultados, tais como a região do tratamento, a quantidade de sessões determinadas, os hábitos de vida do paciente, o nível de flacidez da pele, e a idade do paciente.

loading...

23. Janeiro 2015 by admin

One Comment

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. Queria saber se quem tem implantes dentários pode fazer radiofrequência no rosto. Obrigada

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *