Salmonelose (intoxicação alimentar – infecção do aparelho digestivo)

A intoxicação alimentar associada a salmonelose é uma infecção do aparelho digestivo, sobretudo do intestino delgado, que se manifesta por diarreia. Pode atingir qualquer pessoa. A transmissão é essencialmente pela ingestão de alimentos contaminados, motivando por vezes pequenos surtos que afectam diversas pessoas.

Causas da salmonelose

A infecção é provocada por bactérias do grupo Salmonella enteritidis, que se podem encontrar na carne crua ou mal passada (sobretudo no porco ou no frango), nos ovos ou nos alimentos confeccionados com ovos ou na água. A bactéria pode também ser transmitida por uma pessoa infectada que trabalhe no sector alimentar e que, ao não lavar as mãos depois de ir à casa de banho, a passe para os alimentos. Galinhas, tartarugas, hamsters e outros animais domésticos também podem transmitir a bactéria. As moscas podem ser um veículo de transmissão.

Sinais e sintomas

A infecção pode manifestar-se cerca de 9 a 48 horas após a ingestão de alimentos ou líquidos contaminados, através de diarreia (fezes mais ou menos líquidas, por vezes com vestígios de muco ou de sangue), dores abdominais (cólicas), febre, dores de cabeça, arrepios, suores ou cansaço. Outras queixas incluem náuseas (enjoos), vómitos ou desidratação (perda excessiva de água do organismo). Poderá ter também menos apetite.

Diagnóstico da salmonelose

Pode pesquisar-se a bactéria nas fezes através da realização de culturas adequadas (copro-culturas) solicitadas pelo médico. Na maioria das situações o diagnóstico é clínico, baseado nas manifestações do doente e na história de ingestão de alimentos potencialmente contaminados. A ocorrência de outros casos idênticos em familiares, colegas ou pessoas que ingeriram os mesmos alimentos reforça o diagnóstico.

Prevenção e Cuidados a ter

Deve lavar cuidadosamente as mãos antes de manipular os alimentos e após defecar.Deve evitar alimentos mal cozinhados, alimentos confeccionados à base de ovos crus e saladas cruas mal lavadas. Deve ainda evitar alimentos com muitas horas de confecção e mal acondicionados.

O que Procura?
O que Causa Queimação no Estômago e Garganta

Riscos e Complicações

Infecção no sangue (sépsis), que ocorre sobretudo em pessoas imunodeficientes (particularmente na SIDA). Estado de portador crónico, situação em que a pessoa não elimina totalmente a bactéria do organismo. A bactéria instala-se nas vias biliares e pode ser muito difícil de erradicar embora geralmente não cause doença. Estas pessoas transmitem a infecção durante anos. Infecção óssea, mais frequente em doentes com alguns tipos de anemias hereditárias.

123

Tratamento para salmonelose

Os casos ligeiros duram entre 1 a 4 dias e podem ser tratados em casa. É essencial a hidratação. Quanto à dieta, é aconselhada uma pausa alimentar até que o intestino tolere os alimentos; depois, lentamente, vão sendo reintroduzidos os alimentos, evitando aqueles que possam agravar a diarreia (leite, gorduras, fibras, etc).

Um ambiente ligeiramente aquecido pode ajudar a aliviar as cólicas abdominais e o repouso é importante. Geralmente não são necessários antibióticos para o tratamento de uma intoxicação alimentar provocada pela Salmonella. Em caso de desidratação poderá haver necessidade de recorrer ao hospital para hidratação pela veia.

Tal é, frequentemente, decidido após a realização de análises. Algumas situações mais graves, geralmente verificadas em pessoas debilitadas por outras doenças, podem necessitar de tratamento com antibióticos.

Leia Também: Remédio caseiro para infecção intestinal.

 

loading...

24. Maio 2011 by admin

2 Comentários no Fórum

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. tinha que ser em portugues

  2. odeio ciências ainda mais a professora

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *