Sarna

A sarna é uma doença parasitaria provocada pelo ácaro Sarcoptes scabiei. Esta infestação Caracteriza-se por pápulas avermelhadas, combinadas com sulcos na pele e intenso prurido (comichão, coceira), sendo mais frequente nas crianças e jovens adultos. A fêmea do ácaro escava “túneis” debaixo da camada superior da pele (epiderme), onde vai depositar os seus ovos. Estes “túneis” são visíveis como sulcos. Para além destes sulcos, outro aspecto dominante da doença é o aparecimento de prurido (comichão marcada), que poderá estar relacionado com uma reacção alérgica aos ácaros. As lesões de coceira sobre os sulcos referidos leva habitualmente a uma reacção inflamatória e, por vezes, mesmo à infecção cutânea secundária.

Como se diagnostica a sarna
O aspecto da pele, com os sulcos e o prurido intenso, permitem geralmente fazer o diagnóstico. Em certos casos, será necessária a observação ao microscópio de produto de raspagem da pele para visualização dos ácaros.

Como se desenvolve a sarna
A sarna transmite-se Habitualmente entre pessoas que dormem juntas e só raramente se propaga através da roupa. A fêmea do ácaro deposita os ovos nos sulcos escavados debaixo da camada superior da pele, nascendo as respectivas larvas em poucos dias. A parasitose vai-se assim perpetuando.

Quais são os Sintomas da sarna
Após a transmissão, durante várias semanas podem não ocorrer quaisquer sintomas, que só virão a surgir à medida que a pele se vai tornando sensível às fezes do parasita. Os sintomas aparecem, geralmente, quatro a seis semanas depois da transmissão, elemento que deve ser tido em conta na identificação do possível contacto. A sensação de prurido agrava-se durante a noite.

Formas de tratamento da sarna
Geralmente a sarna é tratada por aplicação de cremes contendo permetrina ou uma solução de líndano. Para controlo do prurido pode ser necessária a aplicação de um creme com corticosteróides, depois do tratamento para eliminação do parasita. Deve ser feita terapêutica também das pessoas que tenham contacto com os doentes e em relação às quais possa já ter havido transmissão do parasita.

Como Prevenir a sarna?
Os hábitos de higiene individual diária são o elemento mais importante na prevenção desta situação, tendo em conta que o ácaro tem uma sobrevivência curta e é pouco resistente à lavagem da pele. Está também relacionado com condições de vida em situações de sobrepopulação das casas.

Doenças comuns como diferenciar: Esta situação coloca-se no diagnóstico diferencial de situações que provocam prurido ao nível da pele.

Outras designações: Escabiose.

Quando consultar o médico especialista: Habitualmente o doente procura o médico pela presença de prurido intenso. O médico identifica então também a presença dos sulcos ao nível da pele.

Pessoas mais predispostas a desenvolver sarna: O contacto próximo, nomeadamente a partilha de cama com pessoas infectadas, é o factor determinante nesta situação. Também pode haver transmissão por contacto sexual.

 
Em: Outros Temas | 2 comentários

2 Comentários no Fórum

  1. Peguei sarna atravez de usar roupa de outra pessoa fui no medico hoje e ele mim passou remedio posso ate senti que a conceira diminuiu vou continua o tratamento ate fica melhor e depois disso nunca mais vestir roupas de outras pessoas e cuida bem da minha higiene

  2. Hoje estou com sarna ,peguei da minha gata que a um mês atras fez o tratamento.E pesquisando sobre a doença pecebi a gravidade da doença graças a forma bem detalhada do texto.Bom agora preciso tomar as providencias passar urgente com um médico.

Deixe o Seu Comentário no Fórum

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *