Teste de gravidez

Teste da gravidez – Positivo ou Negativo.

Aumento de fadiga, dias de atraso, turgidez nos peitos…? Será ou não será gravidez? A julgar pelos sintomas, parece que sim. A incerteza perante esta possibilidade não favorece nem a mulher nem o suposto embrião, que poderá estar já a crescer no útero materno. A mãe deve enfrentar a gravidez nas melhores condições. Além disso, durante as oito primeiras semanas de gestação formam-se os órgãos do futuro bebé.

Desconhecer o seu estado pode levar a futura mãe e ter atitudes prejudiciais e a expor-se a agentes que prejudiquem o seu bebé. Por isso, quando existem indícios de gravidez, convém submeter-se sem demora a algum tipo de prova que confirme ou despiste suspeitas. Graças ao teste de gravidez, hoje em dia é possível ter uma resposta fiável em poucos minutos e de um modo fácil. Ainda que o sistema possa variar, todos se baseiam no mesmo princípio: a detecção no organismo materno da HCG (hormona gonadotrofica coriónica), também chamada hormona da gravidez, que a futura mãe começa a produzir depois da concepção.

Esta substância, que é a que gera todas as alterações necessárias para o desenvolvimento do embrião, está presente na urina e também no sangue. A quantidade de HCG aumenta à medida que a gestação avança até à duodécima semana, quando, com a placenta já desenvolvida, começa a diminuir. Estas provas podem realizar-se em casa, na farmácia ou no laboratório de um centro médico. Qualquer procedimento é válido, se se fizer correctamente e no momento oportuno.

Farmacológicos

O teste de gravidez pode-se comprar numa farmácia para utilizar em casa seguindo um método e instruções fáceis; são bastante fiáveis e permitem detectar a presença da hormona da gravidez na urina (a da manhã tem maior concentração de HCG). Os laboratórios fabricantes advertem que, para recorrer a um teste deste tipo é necessário esperar pelo menos até ao primeiro dia de atraso da regra, já que nenhum tem sensibilidade suficiente para captar antes desta data a hormona HCG.

Podem constar de uma fita ou elemento absorvente que capta a urina, e um cartucho ou janela onde aparece o resultado. A varinha absorvente foi preparada quimicamente para que, em contacto com a urina, mude a sua aparência se detectar a presença de HCG.

A altíssima fiabilidade que dão os laboratórios (mais de 95 por cento) contrasta com a que insinuam normalmente os médicos (entre os 80 e 85 por cento). Mas uns e outros reconhecem que esta margem de erro é devida, sobretudo, a uma má utilização do teste (exposição excessiva à luz, sedimentos na urina, etc.) ou ao incumprimento das instruções. O rol de confusões é o mais variado. A nossa assessora indica-nos o logro de que o resultado só possa ser positivo ou negativo.

Um descuido ao utilizar o teste pode provocar um resultado positivo sem que exista gravidez ou vice-versa. E o que acontece se o teste der negativo e a regra continue sem vir? Em primeiro lugar, terá de despistar-se qualquer má utilização que possa ter impedido a detecção da hormona HCG.

Existe a possibilidade de repetir a prova uns dias mais tarde se tiver havido uma falha na primeira (algumas marcas incluem duas na mesma caixa). No caso da gestação, se encontrar já num estádio mais avançado, captar-se-á melhor a presença da hormona da gravidez.

Se der de novo negativo e a regra continuar a faltar, a mulher deve consultar o seu ginecologista, que verificará o que está a provocar a falta de menstruação. Pode tratar-se de um problema de saúde ou de um estado psicológico (ansiedade, stress…).

Análises de sangue

A sua fiabilidade é absoluta e pode garantir a gravidez aos oito ou dez dias da concepção (antes da primeira falta). Sem dúvida, não é usual empregar esta prova para confirmar a gestação. O médico pode solicitá-la somente em casos muito especiais, por exemplo, quando suspeita de uma gravidez ectópica (fora do útero).

Provas de laboratório

Contam com grandes virtudes: uma fiabilidade de 99,9 por cento e a possibilidade de confirmar a gravidez entre o sétimo e décimo dias após a concepção. Ainda que o método seja similar ao das provas da farmácia, a sua manipulação por parte de profissionais não deixa lugar a dúvidas. Por ordem do ginecologista, a suposta futura mãe deposita uma amostra de urina no centro de saúde ou na sua clínica e esta é analisada no laboratório correspondente.

Algumas farmácias recolhem também amostras de urina para análise nos seus próprios laboratórios. São rápidos e a eficácia é a mesma. O reactivo ou preparado químico destes testes, permite a captação da hormona HCG muito mais rápido.

 
Em: Outros Temas | 4 comentários

4 Comentários no Fórum

  1. Nao sou+virgem!
    Minha menstruaçao ela vem normal!
    +eu roçei na xxxx do meu namorado sem camisinha !
    Axo q to gravida???
    Estou??

  2. olá pessoal,
    fiz um teste de gravidez e saiu as duas linhas mas na
    linha vermelha onde segura o papel também saiu outra linha,
    e minha mestruação ta atrazada á 11 dias. estou confuza.
    me ajudem. obrigada.

  3. Não tenho certeza mais desconfio que estou gravida,nao sei oq fazer me ajuda por favor tem 30 dia que eu tive relacao sexual com meu namorado e tenho medo de estar gravida so tenho 15 anos n tenho responçabilidade p/ filho,n sei se devo confiar em teste de farmacia?me ajuda por favor!

  4. ei pessoal me ajudem eu estou desconfiada ke estou gravida
    a minha menstruaçao era para mim no dia30 e veio no dia 3 ela veio muito fraco durante 5 dias..

    sinto dor no bico do peito,ansia,e tontura

    é algum sinal ke eu possa estar gravidaa????????????

    bjs muito obrigado
    agradeço desde ja

Deixe o Seu Comentário no Fórum

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *