Urticária

A urticária, também designada por alergia da pele, manifesta-se quando esta reage a qualquer coisa com que entre em contacto, quer por via directa, quer através do sangue. A urticária pode aparecer em qualquer parte do corpo, manifestando-se por erupções semeadas entre pele de aspecto normal.

As erupções desaparecem, geralmente após alguns minutos ou horas, mas podem voltar a aparecer no espaço de horas, dias, meses ou até anos. É comum nos bebés e nas crianças, mas qualquer pessoa é susceptível. A urticária não é contagiosa.

Causas da urticária:

Medicamentos, animais domésticos, alimentos, picadas de insectos ou infecções podem causar urticária. A urticária também pode ser provocada pelo frio, pela exposição solar, pelo exercício físico ou pelas plantas. Quando ingere ou contacta com qualquer coisa a que é alérgico, o seu corpo introduz na corrente sanguínea uma substância química denominada histamina.

Esta substância faz com que os seus vasos sanguíneos se dilatem, deixando passar líquidos e activando a produção de substâncias irritantes para o interior da pele. O risco de urticária é mais elevado se tiver familiares com o mesmo problema.

Sinais e sintomas de urticária:

A sua pele pode apresentar erupções vermelhas pruriginosas e inchadas denominadas por pápulas ou vergões. As pápulas podem mudar rapidamente de tamanho, forma e lugar. As erupções desaparecem, geralmente após alguns minutos ou horas, mas podem voltar a aparecer no espaço de horas, dias, meses ou até anos. Algumas pessoas têm reacções piores do que outras. As pápulas não são contagiosas.

Diagnóstico da urticária:

Existem testes cutâneos e análises ao sangue que permitem descobrir a causa da urticária. Em muitos casos, porém, a relação causa-efeito entre a exposição e o aparecimento dos sinais e sintomas típicos é suficiente para estabelecer o diagnóstico e apontar a causa.

Cuidados a ter:

Transporte consigo um kit com medicamentos de emergência para o caso de ter uma reacção grave, particularmente se já teve uma. Evite comer ou expor-se aos produtos que desencadeiam a urticária.

Riscos e Complicações:

A urticária pode constituir o primeiro sinal de uma reacção anafiláctica, também designada por choque ou alergia anafiláctica. Pode resultar do estado de irritação do corpo provocado pela toma de um medicamento ou ingestão de determinado alimento.

Algumas substâncias químicas ou outros elementos, tais como insectos, plantas ou ervas daninhas, podem originar uma reacção anafiláctica. As coisas às quais é alérgico são denominadas alergénios. Quando entra em contacto com um alergénio, o seu corpo tenta combatê-lo.

Uma reacção anafiláctica é a reacção que se verifica quando o seu corpo inicia esse combate. Uma reacção anafiláctica é uma emergência devido às reacções que condiciona. Podem surgir língua ou lábios inchados (angioedema), ou até dificuldade em respirar ou deglutir (edema da glote). Procure ajuda médica rapidamente, se tal se verificar.

Tratamento da anafiláctica:

A urticária desaparece, geralmente, sem tratamento. Contudo, poderá vir a necessitar de tratamento se tiver uma reacção grave. Apresentam-se, de seguida, os tratamentos que podem ser utilizados no tratamento da urticária.

Medicamentos: Diminuem a comichão, o inchaço e a vermelhidão da pele. Podem ser dados em comprimidos ou por forma injectável, de acordo com a gravidade da situação. Caso se trate de uma situação arrastada, poderá ser também necessário prolongar esta medicação.

Banhos de água morna ou fria: Podem aliviar a comichão. Também poderá colocar algum material frio, como uma toalha torcida e previamente mergulhada em água fria, sobre as erupções.

Não esfregue a pele: Esfregar a pele vai aquecê-la e originar a libertação de mais histamina, o que pode causar mais pápulas. Afaste-se do que quer que esteja a causar a urticária, se tiver identificado a causa.

Tipos de urticárias:

– Urticária física
– Urticária ao frio
– Urticária colinérgica
– Urticária papular
– Urticária aguda
– Urticária crônica
– Urticária Nervosa

Fotos de Urticária:

Urticária no pé

28. Maio 2011 by admin

21 Comentários no Fórum

  1. Estou grávida de dois meses, e estou com urticária o médico disse que pode ser por causa das alterações hormonais da gravidez. Não posso tomar corticoides porque pode prejudicar o nenê. só compressa de agua gelada, óleo de amêndoas no corpo e muita paciência os remédios que forma indicado pelo alergista foram, loratadina e polaramine.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *