5º festival gourmet Tribute to Claudia do resort Vila Joya

Um número recorde de estrelas Michelin irão brilhar no 5º festival gourmet Tribute to Claudia do resort Vila Joya.

Foi há cinco anos atrás que Dieter Koschina, o chefe executivo do único restaurante com duas estrelas Michelin em Portugal, o Vila Joya, teve a ideia de animar a época mais calma do ano, em meados de Janeiro, com uma extravagância gourmet que raramente se vê em algum lado do mundo, quanto mais aqui no Algarve.

Lançado de forma a coincidir com o décimo aniversário da morte precoce da fundadora do Vila Joya, Claudia Jung, esta é uma época difícil para a sua filha Joy, que hoje gere o resort, e para toda a equipa que se lembra dela com tanto afecto. Mas, é também uma época de celebração de tudo o que a Claudia apreciava, e o ambiente, com diferentes chefes de todo o mundo a deleitarem os convidados com as suas criações gastronómicas, não é nada menos que extraordinário.

O evento tem crescido de ano para ano, e este quinto festival promete ser ainda melhor, com nada mais, nada menos, que cinco chefes com três estrelas Michelin e três chefes deten­tores de duas estrelas, que irão cozinhar menus individuais ao longo de oito das dez noites do festival. Nas outras duas noites, os chefes irão cozinhar juntos.

Com chefes oriundos dos Estados Unidos, Alemanha, Holanda, França, ustria, Espanha, Suíça, Itália e, obviamente, Portugal, o estilo internacional do festival dará aos gourmets do Algarve a oportunidade de provar a cozinha de alguns dos melhores chefes do mundo.

O evento vai arrancar em 2011 com todos os chefes detentores de estrelas Michelin em Portugal a unirem forças para criar um grande menu. Este evento por si só vai reunir umas impressionantes 13 estrelas Michelin, mas a noite com mais estrelas será a terceira, em que o chefe Koschina irá juntar-se a velhos amigos para o menu “Koschina & Friends᾿, uma maratona gastronómica de habitualmente 12 pratos, que é lembrada como uma das noites mais impressionantes dos festivais. Este ano, Koschina vai ser acompanhado por 12 chefes com 22 estrelas Michelin, incluindo grandes nomes como o chefe alemão com três estrelas, Nils Henkel.

Para informação completa sobre o evento, visite www.tributetoclaudia.com, mas, para espicaçar o apetite, aqui fica o horário confirmado até à hora de fecho desta edição. Não são esperadas alterações, mas recomendamos que visite o site para tomar nota de possíveis actualizações antes de efectuar a sua reserva.

14 de Janeiro
As Estrelas Michelin Portuguesas
Um grande menu no arranque do festival, com pratos de todos os chefes com estrelas Michelin em Portugal, oriundos do Algarve, Lisboa, Cascais, norte do país e Madeira.

15 de Janeiro
Anne-Sophie Pic, França – Michelin ***
Parte da quarta geração de chefes/patronos do famoso Maison Pic, em Valença, França; e da terceira a ser distinguida com três estrelas Michelin, Anne-Marie é a única chefe feminina em França com três estrelas Michelin. Espera-se alta cozinha contemporânea francesa do mais alto nível.

16 de Janeiro
Koschina & Friends, Europa
Esta noite, repleta de estrelas Michelin, irá reunir alguns dos melhores chefes da Europa, num total de 22 estrelas. Ao longo dos últimos quatro anos, esta iniciativa tem sido um dos pontos altos do festival – uma noite para os gourmets autênticos e com um grande apetite!

17 de Janeiro
Andreas Schauenstein, Suíça – Michelin ***
Este snowboarder profissional acabou de receber a sua terceira estrela Michelin no seu Schauenstein Schloss Hotel Restaurant, em Canton Graubünden, na Suíça.
Um dos principais chefes do país, é conhecido pelas suas criações culinárias inovadoras e modernas, baseadas na gastronomia francesa.

18 de Janeiro
Santi Santamaria, Espanha – Michelin ***
Uma lenda viva entre os grandes chefes, que trans­formaram o noroeste de Espanha num dos des­tinos mais procurados do mundo pelos gourmets. Com o seu restaurante de três estrelas, Can Fabes, em Sant Celoni, e dois outros também em Es­panha com duas estrelas cada um, o chefe Santi Santa­maria é um perfeccionista com pouca paciência para as actuais tendências gastronómicas. Leia a nossa entrevista na página 84 desta edição.

19 de Janeiro
Sven Elverfeld, Alemanha – Michelin***
Sven Elverfeld, chef de cuisine do restaurante Aqua, no Ritz Carlton Hotel, em Wolfsburgo, Alemanha, recebeu a sua terceira estrela Michelin em 2009. A sua cozinha é descrita como uma experiência cheia de fantasia e paladares, e o chefe é reconhecido pelo seu estilo único, e invulgar combinação de sabores.

20 de Janeiro
Enrico & Roberto Cerea, Itália – Michelin ***
O restaurante Da Vittorio, na Lombardia, é um marco de excelência da alta cozinha italiana.
A segunda geração de proprietários/patronos, composta pelos irmãos Cerea, construiu uma reputação baseada na tradição do seu pai – que utilizava ingredientes sazonais ao clássico estilo italiano -, mas com uma abordagem moderna, que lhes assegurou três estrelas Michelin ao longo dos últimos dez anos.

21 de Janeiro
Kenneth Oringer, EUA – Michelin **
Começou com o seu restaurante gourmet Clio, em Chicago, uma presença constante no top 50 dos restaurantes na América, e abriu, mais recentemente, dois outros estabelecimentos na mesma cidade. Oringer construiu uma reputação baseada em experiências gastronómicas distintas, inspiradas pelas suas viagens à volta do mundo e pela sua busca de ingredientes selvagens e exóticos.

22 de Janeiro
Marc Meneau, França – Michelin **
Uma cara já familiar no festival do Vila Joya, que está de volta graças aos inúmeros pedidos dos convidados, Meneau é um dos chefes mais respeitados de França. Um grande chefe, com uma excelente personalidade, a sua gastronomia segue o clássico estilo francês de alta cozinha, mas com um toque contemporâneo e com uma ocasional surpresa.

23 de Janeiro
Hans van Wolde, Holanda – Michelin **
O restaurante Beluga, em Maastricht, é há muito um dos restaurantes mais famosos da Holanda e, desde que Hans van Wolde tomou as rédeas do estabelecimento com a sua mulher Danielle, também se tornou num dos mais interessantes. Hans é apelidado de “malandro᾿ pelos críticos de comida holandeses, graças às suas combinações invulgares onde os sabores doces, salgados e amargos estão sempre presentes.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 3:43 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)