Aborto Espontâneo - causas, sinais vitais, sintomas, diagnóstico, cuidados a ter
Fotos Antes e Depois

Aborto Espontâneo

Atualizado em 13 Janeiro, 2018

Um aborto espontâneo é, habitualmente, definido como a perda do feto antes das primeiras 20 semanas de gestação.

Não há nada que possa fazer para interromper um aborto espontâneo. Tem todas as probabilidades de voltar a engravidar novamente e de vir a ter um bebé saudável.

Causas de aborto espontâneo:

Poderá desconhecer-se a razão que provoca o aborto espontâneo. Um aborto espontâneo poderá ser a forma de o seu organismo lidar com um feto que, eventualmente, não se está a desenvolver normalmente.

Problemas de saúde da mãe podem originar um aborto espontâneo.

O tabagismo, a ingestão de bebidas alcoólicas, traumatismos vários ou a toxicodependência podem aumentar os riscos de aborto espontâneo.

Não existem provas conclusivas de que ter relações sexuais, praticar exercício físico ou trabalhar durante a gravidez possam provocar um aborto espontâneo.

A toma de anticoncepcionais antes da gravidez não origina um aborto espontâneo.

Sinais e sintomas de aborto espontâneo

O sinal mais comum de aborto espontâneo é hemorragia vaginal. Também poderá ter dores no abdómen (barriga) ou na região lombar.

A libertação de um líquido morno pela vagina pode constituir um outro sinal. Ele poderá significar que a bolsa das águas rebentou prematuramente.

Diagnóstico – Como se Diagnostica

Poderá fazer um ecografia para verificar a actividade cardíaca do bebé. Os ultra-sons podem ajudar o médico a determinar se se verificou, de facto, um aborto espontâneo ou se ele está prestes a ocorrer.

Se o cérvix (colo do útero) se abrir e sentir cãibras dolorosas, é possível que o aborto espontâneo esteja iminente. O médico observá-la-á cuidadosamente em caso

Ecografia obstétrica: Recorre ao uso de ondas sonoras para a obtenção de imagens do interior do útero (ventre). Estas imagens são transmitidas num ecrã semelhante ao de um televisor.

Uma ecografia obstétrica é um exame indolor feito com a grávida na posição horizontal.

Ecografia endo-vaginal: Este exame indolor recorre ao uso de ondas sonoras para obter imagens do interior do útero (ventre). Um pequeno tubo é introduzido na vagina.

Obtêm-se, assim, imagens do útero, transmitidas num ecrã semelhante ao de um televisor. As imagens podem revelar se o bebé se está a desenvolver no útero (ventre) e se você tem algum outro problema.

Sinais vitais: Incluem a medição da temperatura, da tensão arterial, da frequência do pulso (contagem dos batimentos cardíacos) e dos ciclos respiratórios (contagem da respiração).

Colocar-lhe-ão uma braçadeira no braço para medir a tensão arterial. Essa braçadeira estará ligada a um aparelho que indicará a tensão arterial.

O médico poderá, assim, auscultar-lhe o coração e os pulmões através de um estetoscópio. Os sinais vitais são medidos para que o médico possa ver de que forma está a reagir.

Cuidados a ter

Siga sempre as instruções do médico ao tomar os medicamentos. Contacte-o se achar que os medicamentos não estão a ajudar ou se notar efeitos secundários.

Não deixe de os tomar sem consultar previamente o médico.
Se estiver a tomar antibióticos, tome-os até ao fim, ainda que já se esteja a sentir melhor.

Mantenha uma lista dos medicamentos que está a tomar, incluindo a indicação de quando os deve tomar.

Leve a sua lista de medicamentos ou as embalagens dos comprimidos sempre que for ao médico. Informe-se sobre a razão pela qual está a tomar cada um dos medicamentos.

Peça ao seu médico mais informações sobre os seus medicamentos.

Se estiver a tomar medicamentos que induzam a estados de sonolência, não conduza nem manuseie equipamento pesado.

Contacte o seu médico no prazo de 30 dias para uma consulta de acompanhamento. Anote quaisquer questões que tenha sobre o seu aborto espontâneo e a forma como este foi tratado.

Lembrar-se-á, assim, de as colocar durante a sua próxima consulta.

Poderá registar umas ligeiras perdas de sangue durante 8 a 10 dias. Use pensos higiénicos em vez de tampões para evitar uma infecção vaginal.

É provável que sinta necessidade de descansar mais após o aborto espontâneo. Comece, lentamente, a aumentar o número de actividades. Repouse quando entender necessário.

Poderá ter relações sexuais quando se sentir preparada. Pare se tiver dores. Consulte o médico se tiver quaisquer questões ou preocupações.
Deverá esperar 2 ou 3 períodos menstruais normais até tentar engravidar novamente. Use um método anticoncepcional se não quiser engravidar.

Consulte o médico relativamente ao método anticoncepcional mais adequado para o seu caso.

O sentimento de perda e de preocupação é normal. É possível que chore ou que se sinta deprimida.

Poderá ter dores de cabeça, insónias, pouco apetite ou sentir-se extremamente cansada. Partilhe os seus sentimentos com o seu médico ou com alguém que lhe esteja mais próximo.

Tal poderá ajudá-la a aceitar a interrupção da gravidez. Não se culpe a si própria pelo aborto espontâneo. Na maioria dos casos, não há nada que pudesse ter evitado que ele acontecesse.

Sugestões para o bem-estar

Mantenha uma alimentação saudável incluindo alimentos dos 5 grupos alimentares: fruta, legumes, pão, lacticínios, carne e peixe. Manter uma alimentação saudável poderá ajudá-la a sentir-se melhor e a ter mais energia.

Também poderá ajudar acelerar o processo de cura.

Beba 6 a 8 copos (tamanho de uma lata) de líquidos por dia ou siga os conselhos do seu médico se estiver a seguir um regime de limitação de fluidos.

A água, os sumos e o leite constituem exemplos de bons líquidos para beber. Limite a quantidade de cafeína que ingere sob a forma de, por exemplo, café, chá e bebidas gaseificadas.

Consulte o médico antes de começar a praticar exercício físico. Juntos, poderão planear o programa de exercícios físicos mais adequado para o seu caso.

É aconselhável começar lentamente e ir aumentando o ritmo à medida que adquire mais resistência. O exercício físico torna o coração mais forte, baixa a tensão arterial e mantém-na saudável.

Nunca é demasiado tarde para deixar de fumar. Fumar prejudica gravemente o coração, os pulmões e o sangue. É mais provável vir a sofrer de um ataque cardíaco, de uma doença pulmonar e de um cancro se fumar.

Estará não só a ajudar-se a si própria, como também aqueles que a rodeiam. Se tiver dificuldades em deixar de fumar, informe-se junto do seu médico sobre possíveis formas de o fazer.

CONTACTE o seu médico assistente ou dirija-se ao serviço de urgência SE:

Tiver uma hemorragia vaginal muito intensa (sujar 1 penso higiénico por hora).
Tiver febre acima dos 38ºC.
Tiver dores abdominais (barriga) muito intensas.
Detectar um odor desagradável na vagina.

» Saiba o Que Fazer em Caso de Cólicas no Início da Gravidez: Causas e Tratamentos

Tratamentos

Se permanecer material fetal e placentário no útero, terá de o eliminar mediante um procedimento designado por dilatação e curetagem.

Uma dilatação e curetagem poderá ser necessária para controlar a hemorragia ou para evitar uma infecção.

Possivelmente, será levada para uma sala de recuperação após a dilatação e curetagem, onde permanecerá até acordar.

Quando acordar, será novamente levada para o quarto. Colocar-lhe-ão um penso higiénico na roupa interior devido às perdas de sangue. Não se levante da cama sem a autorização do médico.

Transfusão de sangue: Poderá necessitar de uma transfusão de sangue se a contagem dos seus glóbulos vermelhos for muito baixa. A isto se chama anemia.

Poderá ainda necessitar de uma transfusão de sangue se tiver perdido muito sangue. Muitas pessoas preocupam-se com o facto de apanharem SIDA ou hepatite numa transfusão de sangue.

O risco de isto vir a acontecer é diminuto. Geralmente, o risco de não conseguir obter o sangue é maior do que o de apanhar SIDA ou hepatite.

Se o seu organismo não tiver sangue suficiente, poderá ter um ataque cardíaco ou morrer.

Antibióticos: Estes medicamentos podem ser receitados para ajudar a combater uma infecção causada por um germe denominado bactéria. Os antibióticos podem ser administrados por via intravenosa, intramuscular ou oral.

Vacina anti-Rh: Poderá necessitar deste medicamento se o seu tipo de sangue for Rh negativo. Este medicamento protege quaisquer bebés que possa vir a ter no futuro.

• Analgésicos: O médico poderá receitar-lhe medicamentos para diminuir as dores.

Estes medicamentos podem ser de administração intranenosa, intramuscular ou oral. Informe o médico se a dor persistir ou voltar.

Actividade:

Poderá ter de ficar de cama. Estar confinada a uma cama não a impede, porém, de exercitar as pernas.

Faça-o erguendo uma perna e descrevendo círculos grandes com os dedos dos pés. Repita, depois, o movimento com a outra perna.

Um outro excelente exercício é deitar-se de lado e fingir que está a pedalar uma bicicleta. Isto torna as suas pernas mais fortes e evita a formação de coágulos de sangue.

Pare se ficar cansada. O seu médico dir-lhe-á quando estiver em condições de se levantar da cama.

Consulte o seu médico antes de se levantar pela primeira vez. Se, por acaso, se sentir fraca ou tonta, sente-se ou deite-se imediatamente. Depois, chame o médico.

Leia Também o artigo sobre Histerectomia

Atualizado em 13 Janeiro 2018

17 Comentários no Fórum

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. É triste quando vamos a uma urgencia cheias de dores sem saber o que se passa porque nem sabemos que estamos gravidas, e nos dizem que estamos a ter um aborto, comecamos a chorar porque o que mais queriamos era aquele bebe e nos perguntam porque estamos a chorar e que ‘ja chega de chorar’… so queria o meu bebe de volta

  2. ola fiz um exame de laboratório deu positivo mas depois de 4 dias tive um sangramento forte e muita colica acabei abortando, triste mas tenho que ter forcas para seguir adiante e continuar tentando desistir jamais,muita fe em deus ele sabe de todas as coisas quis ele que fosse assim.

  3. Ola recentemente tive um aborto. Ta sendo muito difícil pra mim, no início da gravidez sentia muita cólicas perguntei para minha médica, ela disse que era normal. So era pra se preocupar se tivesse sangramento. Foram 4 semanas com cólica, até q derepente parou. Fique feliz pois não tinha mais cólica. Mais dez dias depois tive sagramento escuro, fui a pronto socorro, descobrir que meu bebê já estava sem vida dentro de mim. Fique sem chão. Pensei porque não insisti com médico sobre as cólicas. Fiz curetagem não conseguia para de chorar, ainda a médica me perguntou por q tava chorando, nem respondi.enfim não importa quantas vezes VC tenha q ir ao médico vá. Pois o que ta em risco é vida do seu bebê.

  4. Eu também já sofri um aborto e foi a coisa mais triste que aconteceu em minha vida.
    Foi o bebé que muito protegido
    E o orei tanto por ele que por fim fiquei fazia sozinha.
    Nenhuma dor se compara a de perder um bebé.
    Quando é o nosso primeiro filho.
    Aquela emoção alegria é substituída
    pela dúvida de como ele seria como seria o sorriso como seria ela te chamando de mãe e os planos que tinhas tudo fica sei lá balançado

  5. Ola meninas,
    sem bem do que estao a falar tambem tive um aborto ontem,foi horrivel diria mesmo indiscritivel,tive uma hemorragia tao grande ou melhor dizendo uma coisa enorme eu nunca tinha visto nada assim a nao ser em filmes e tendo em conta que nos mesmos a ideia e impresionar,sem duvida foi medonho foj mt bem atendida desdas urgencias ate ao internamento,agora tenho que ganhar forcas e “curar o psicologico” junto dos meus e da minha princesa de 8 aninhos .bjs para todos e forca

  6. Óla tive também a mesma situação,tomei clomid pra ovulação ai no primeiro ciclo fis teste deu positivo,isso numa quarta dia 10 de setembro de 2014.bem quando foi na sexta sangrei sem sentir nada ai fui ao hospital a medica plantonista era cardiologista não pode me examinar mas solicitou um exame HCG fis meus hôrmonios cairam muito ela mesmo assim passou uma ultra descartou gravidez ai fiquei na dúvida faço ou não faço resolvi fazer porque seria naquele dia que eu deveria tomar novamente clomid caso não fosse gestação.mas era estava lá o feto gravidez.mas o medico não conseguiu ouvir os batimentos estava com cinco semanas vim feliz pra casa.ai liguei pro meu ginec passou ultrogestan tomei mas na proxima ai sangrei mais um poquinho só ai continuei a tomar o medicamento.fui fazer a outra ultra dia 30 de setembro 2014 nao estava mais o ultero estava limpinho sem o feto.Más não estou triste porque DEUS sabe de tudo o que e pra nós e oque não é .tenho um filho de 02 anos e tres meses maravilhoso .se for da vontade do SENHOR ele me presenteia com outro se não fico só com o meu principe.bjs amigas tenhamos fé tudo irá dar certo.

  7. oi meu nome e Elizangela tenho 21 anos e tive um aborto espontaneo com curetagem aos 18 anos sofri muito! Aos 19 engravidei de novo e tive uma menina linda mas ela nao chorou e nao mim deixaram ve-la e com meia hora depois de nascer ela faleceu,nossa quase morri junto mas tive de ser forte por causa do meu marido,com um ano e quatro meses depois tornei a engravidar e no mesmo dia que recebi meu positivo comecei a sangrar e com tres dias depois fiz uma trasnvaginal e tinha perdido novamente,MAS NAO DESISTO POIS SEI QUE DEUS TEM MARAVILHAS PARA MINHA VIDA E SEI QUE SO TENHO QUE CONFIAR NO QUE ELE TEM PARA MIM!!!!! POR ISSO NAO DESISTAM DE SEUS BEBES!!! QUE DEUS AS ABENÇOE!!!

  8. Olá boa noite, gostaria de contar a minha história.
    Bom, sou uma rapariga novinha, tenho apenas 19 anos, e o meu namorado e eu, já à uns tempos para cá tínhamos falado em ter um filho, mas não foi aprofundado o assunto. Até que em inícios de Agosto, comecei-me a sentir estranha, fiz o meu primeiro teste de gravidez, e deu negativo, pronto não dei muita importância, porque achei que fosse o meu período a vir, mas não veio. Os sintomas continuaram, e no dia 27 de Agosto, numa quarta-feira comecei com umas perdas de sangue, e cólicas, pensei que fosse o período. Tanto é que logo nessa sexta comprei o teste e na manhã seguinte, fiz e deu positivo. Foi uma grande emoção. Na segunda-feira seguinte, 1 de Setembro, fui até a casa da minha avó, e passado pouco tempo, senti, muita vontade de fazer xixi, e as cólicas ficaram mais graves tanto é que não me conseguia inclinar. Fui à casa-de-banho, e ao fazer xixi, senti um pedaço enorme a sair de mim, como se fosse sangue coagulado, fiquei em pânico e liguei pro Inem.. 15 minutos depois chegaram, examinaram-me e disseram que provavelmente era uma Aborto Espontâneo.. Fui pro hospital Santa Maria, e fui muito mal atendida, examinaram-me de uma brutalidade tremenda, até mesmo ao remover o resto do feto, para além de me terem acusado de ter provado o aborto. Se tivesse provocado, teria chamado o Inem, e teria estado o tempo todo a chorar, ao ponto de quase cair no chão de ter perdido as forças? Não me parece. Mas enfim, peço desculpa pelo testamento, mas achei que devia partilhar a minha história, mesmo só tendo 19 anos.

  9. Também perdi o meu bebê mas tenho muita fé em Deus que logo vou engravidar de novo ….o que é impossível ao olhos dos homens e possível ao olhos de Deus. .. tenham fé meninas

  10. Fazem 15 dias que tive um aborto também, mas não senti dores de cólicas, comecei a sangrar e fui fazer uma ultrassom, quando detectou que o bebê estava sem batimentos cardíacos, esperei dá a hemorragia e nada, então procurei o médico e conversando com ele achei melhor fazer logo a curetagem, não estava aberto o colo de útero é normal fazer a curetagem mesmo assim? Só sei que estou mim recuperando bem e tenho fé em Deus que vou conseguir novamente engravidar e com saúde vou ter meus filhos se Deus permitir.

  11. alguem sabe de casos de aborto por deslocamneto de placenta de 11 semanas.

  12. Eu tive um aborto espontâneo hoje estava com 3 meses e eu nao sabia q estava grávida pois fiz vários exames de sangue e teste d farmácia mais nao etava dando positivo estou muito triste por nao saber q estava gravida e ter perdido o pior foi q eu o vi saindo d mim e foi a pior sensação da minha vida tenho 17 anos

  13. katia pessa a deus com bastante fé que tenha uma gestacao saudavel que vai dar tudo certo.

  14. nao sei se quero engravidar de novo tenho medo de perder de novo.
    ja tive dois aborto com as mesma semana de gestacao

  15. tive um aborto espontanio tá com uma semana, eu tava com 15 semanas e 6 dias. ainda nao me recuperei, choro bastante, tava perfeitinho era um menino. sentia muita dor e tava saindo urma secreçao amarela com sangue. e a planceta estava descolada,fui ao medico e ele nao encontro os batimentos cardiaco, fiz uma ultrasson e o meu bebe ja estava morto.
    tiveram de colocar umas pirulas vaginal para poder colocar o feto pra fora, sofri muito.
    depois fiz uma curetagem. ainda nao aceito que pedir o meu bb.

  16. ola mamae,tenha fe.vai dar tudo certo,tambem perdi 2,ja estou me preparando para engravidar novamente,vou fazer um tratamento co hematologista,ta tudo nas maos de deus,,,nos seremos muito felizes com nossos anjinhos,,,

  17. eu ja tive 2 abortos espontaneos…estou na minha terceira gestaçao..estou com quase 4 meses;;;sera q essa gravidez vai ser saudavel e meu filho vai nascer?perdi os dois com mais ou menos uns 2 a 3 meses…

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *