Alergia ao Pó

A alergia ao pó em Portugal tem uma taxa bastante elevada e significativa para as estatísticas. Somos bastante afetados pelos sintomas desta patologia clínica.

Cada vez mais jovens se queixam e apresentam sinais e sintomas complexos, outrora nunca verificados. É uma doença que pode ser controlada e controladora também.

Alergia ao Pó

Ácaros

São animais microscópicos, seres minúsculos, que habitam em locais com pó, húmidos normalmente e com temperaturas amenas.

São os principais responsáveis pela doença e pelos sintomas de alergia ao pó. Proliferam melhor no Outono. Alimentam-se de restos de pele humana e não transmitem diretamente a doença. Também não é contagioso.

Convém lembrar que qualquer substância do meio ambiente provoca os sintomas e despoleta a doença, desde que o individuo seja predisposto a tal geneticamente.

A principal exposição é pelas vias respiratórias, mas pode ser também pela pele. Muitas das substâncias causadoras da alergia são do nosso próprio organismo e excrementos.

Cerca de 26% das famílias e lares portugueses contem um individuo geneticamente predisposto e vulnerável à doença. Isto significa aproximadamente 1 em cada 4 lares e famílias.

Curioso é que mais de metade dos afetados não faz qualquer tipo de tratamento.

A rinite e a asma brônquica são os estados mais graves da doença.

Sintomas

– Efeitos variados

– Obstrução

– Corrimento nasal

– Olhos lacrimejantes

– Espirros

– Asma

– Irritação da pele

– Tosse

– Chiado no peito

– Olhos, nariz e garganta avermelhados

Prevenção

– Se for alérgico use máscaras e luvas nas limpezas e exposição ao pó

– Use vestuário sintético de preferência

– Evite permanecer em locais húmidos

– Evite cortinados, carpetes, tapetes grossos, sofás, bonecos de pelúcia, roupas suadas, etc

– Eliminar a poeira e limpar sempre a casa com pano húmido

– Arejar a casa

– Permeabilize a casa

– Prefira sempre o sintético ao algodão

– Evite lençóis de flanela e cobertores felpudos

– Use e abuse da fibra

– Não use edredões de penas

– Use poliésteres

– As paredes devem ser lisas e laváveis para reter melhor o pó

– As cortinas devem ser tudo menos repostáveis e pesadas, sintéticas e lisas

– Os móveis devem ser lisos e pouco trabalhados

– Evitar ter televisão e aparelhos eletrónicos no quarto pois acumulam muito pó

– O chão deve ser de soalho ou madeira laváveis facilmente

– As almofadas e colchoes devem ser de espuma, borracha, fibra ou sintética lavável

Diagnostico

– Exames físicos

– Testes de pele e sangue

As pessoas com eczema não devem fazer estes exames médicos.

Tratamento

– Corticoides

– Antialérgicos

– Anti-histamínicos

– Pomadas

– Cremes

– Xaropes

– Colírios

– Sprays

– Comprimidos

– Injeções

– Anti-inflamatórios

– Mesinhas caseiras

A asma bronquítica, a rinite alérgica e a hiperatividade devem ser seguidas por médico especialista. As imunoterapias através de vacinas devem ser usadas como tratamento progressivo e auxiliar.

Não se esqueça evite locais de fumaças, cheiros fortes, locais a serem higienizados, locais com muita humidade e poeira. Devemos saber prevenir e curar…esteja atento…

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 01/10/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 1/10/2018 às 12:24 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)