Alimentação do Bebê com 7 Meses

A alimentação do bebê com 7 meses deverá já ser uma alimentação mais completa, e de todo não ser uma alimentação unicamente baseada no leite materno.

Esta é uma excelente idade para se continuarem a introduzir novos alimentos que foram já começados a introduzir aos seis meses de idade do bebê.

Aos 7 meses de idade, recomenda-se que se sigam as seguintes indicações ao nível alimentar:

  • As sobremesas do bebê deverão ser compostas apenas por frutas ou por compotas de fruta;
  • Deverão ser ingeridos 700 mL de leite diariamente;
  • Deverão ser fornecidas papinhas de carne que seja moída ou desfiada;
  • Cereais e legumes amassados deverão ser preferidos em relação a sopas que sejam preparadas no liquidificador;
  • Os alimentos sólidos poderão começar a ser introduzidos nesta fase, já que são bastante importantes para que o bebê possa começar a treinar a sua mastigação. São também bons para que o bebê perca o hábito de pegar nos alimentos com as mãos. Banana descascada, lascas de carne, lascas de cenoura, feijão, peixe (sem espinha), requeijão e pedaços de maçã ou pêra são alguns dos alimentos recomendados;
  • O uso de como e de caneca deverá começar a ser introduzido e treinado por esta altura;
  • Dar pão ou biscoitos depois da refeição é também bom, pois ajuda igualmente o bebê a começar a treinar a mastigação;
  • A carne deverá ser bem cozinhada, principalmente quando se trata de carnes como a carne de porco. Isto é importante para evitar que os parasitas presentes nas carnes possam afectar o bebê e alojar-se no seu organismo;
  • O bebê não deverá ser alimentado nos intervalos das refeições, porque isso fará com que ele tenha a tendência para comer menos às refeições por se sentir mais saciado;
  • Frutas e vegetais que sejam cozinhados deverão ser guardados em períodos não superiores a 48h na geladeira;
  • A carne cozinhada não deverá ser guardada na geladeira por mais de 24h;
  • As refeições poderão e deverão ser temperadas com cebola, tomate, ervas finas e sal (mas pouco sal);
  • Os óleos deverão ser evitados nestas alturas.

Aos 7 meses de idade o bebê poderá e deverá já fazer cerca de 5 refeições por dia. No entanto, isto varia de criança para criança, pois crianças diferentes terão obviamente necessidades diferentes ao nível alimentar.

Preparação do almoço

O almoço é uma refeição muito importante do dia, e por isso seguem-se aqui algumas sugestões de alimentos que devem fazer parte de uma refeição de almoço.

Nomeadamente, poderemos optar pelas seguintes sugestões:

  • 2 ou 3 colheres de sopa de puré de batata inglesa ou de batata-doce;
  • 2 colheres de sopa de puré de ervilha ou puré de feijão;
  • 2 ou 3 colheres de sopa de massa, arroz, aveia ou tapioca (ou sagu);
  • 1 ou 2 colheres de sopa de carne de galinha ou de vaca, que deverá ser previamente moída ou cozida;
  • 2 ou 3 colheres de sopa de puré de legumes (cenoura, abóbora, nabo, caruru, espinafre, chuchu ou maxixe).

As sopas que tradicionalmente são preparadas para refeições como o jantar poderão alternativamente ser substituídas por caldo de carne, numa quantidade entre 150 a 210 gramas. Pode ainda substituir-se essa sopa por 1 gema de ovo cozida, 1 ou 2 colheres de sopa de puré de legumes ou 1 colher de sobremesa de algum tipo de cereal.

Dieta do bebê com 7 meses

Vejamos aqui duas sugestões genéricas de dietas para os bebês, nomeadamente para os bebês que façam 4 ou 5 refeições por cada dia.

Para um regime alimentar com 4 refeições por dia mais amamentação deveremos tentar cumprir o seguinte:

  • 6h: amamentação ou biberão;
  • 10h: fruta (cozida);
  • 13h: almoço e sobremesa;
  • 16h: mingau;
  • 19h: jantar e sobremesa.

Para um regime alimentar com 5 refeições por dia mais amamentação deveremos tentar cumprir o seguinte regime de horários:

  • 6h: amamentação ou biberão;
  • 10h: fruta cozida;
  • 13h: almoço;
  • 16h: mingau ou alternativamente fruta cozida;
  • 19h: sopa e sobremesa;
  • 23h: amamentação ou biberão.

Rotina do bebê com 7 meses

Um bebê com 7 meses deverá ter uma rotina alimentar mais ou menos específica ao nível de horários.

É importante que sejamos capazes de respeitar os horários das refeições para que o bebê se possa começar a adaptar às rotinas que utilizamos nas nossas casas.

No entanto, em situações que envolvam viagens ou deslocações ou o sono do bebê, os horários das refeições poderão ser mais flexíveis tendo em conta essas situações. No entanto, deveremos tentar procurar que essa flexibilização de horários não seja feita de forma muito frequente.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 15/01/2018 às 10:53 horas por: Diogo