Alimentação e exercício fisico

Conheça a importância de uma alimentação correcta na prática do exercício físico. Todos devemos ter cuidado com a alimentação, disso não existem dúvidas. Mas quem pratica exercício físico deve ter cuidados redobrados. Uma alimentação correcta é meio caminho para uma boa actividade física; ou seja, com benefícios para a saúde. Os líquidos assumem, neste aspecto, um papel primordial. Ao praticar exercício dá-se uma redução da água no organismo, devido ao suor e à acelerada respiração. Se o fizer ao ar livre, num dia de sol, essa redução é ainda maior.

Uma consequência directa dessa perda de água é a diminuição do volume sanguíneo, o que pode ter consequências a nível cardiovascular, além de elevar a temperatura corporal. Investigações apontam para dados impressionantes: uma perda de água de 4 a 5% pode levar à diminuição da capacidade de esforço em 20 a 30%. Assim, é necessário que se ingiram líquidos de forma frequente (antes, durante e após o exercício) para equilibrar os níveis no corpo.

Energia precisa-se!

Exercício físico é o mesmo que energia gasta. A quantidade dessa energia depende de inúmeros factores, como o tipo de actividade, a duração, as características da pessoa, etc. Apesar destas diferenças, uma coisa é comum a todos: as calorias ingeridas determinam a quantidade de energia disponível. Para saber a quantidade a ingerir, consoante o seu organismo e o tipo de exercício a cumprir, o melhor mesmo é consultar um nutricionista. Entre as principais fontes de energia, uma sobressai: os hidratos de carbono (presentes em produtos como os cereais, as massas, as batatas e as leguminosas), uma vez que são estes os primeiros a serem «queimados» pelo organismo. Devem, por isso, assumir assim uma predominância na alimentação de quem pratica desporto. No processo de «queima» para ter energia são também envolvidas as gorduras, o que traz benefícios a quem pretende emagrecer praticando exercício. Em todo o caso, e se quer ter uma prática desportiva saudável, é imperioso que antes de começar consulte dois profissionais: o médico, para ver se está fisicamente apto; e o nutricionista, de forma a ter uma dieta adequada ao nível de esforço exigido.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:04 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)