Anemia Hemolitica Induzida por Drogas (farmacos) - Tratamento e Diagnostico Diferencial
Fotos Antes e Depois

Anemia Hemolítica Induzida por Drogas

Características do diagnóstico
Anemia hemolítica imune decorrente do reconhecimento do fármaco ou da membrana eritrocitária por anticorpos do hospedeiro.
Início agudo a subagudo; níveis elevados de LDH, hiperbilirrubinemia, reticulocitose.
Raramente, apresentação fulminante com anormalidades laboratoriais já mencionadas mais hemoglobinemia-hemoglobinúria,
insuficiência renal e instabilidade hemodinâmica.
Teste de Coombs positivo com sangue do paciente; o teste de Coombs utilizando eritrócitos reagentes só é positivo na presença do fármaco ofensivo.

Diagnóstico diferencial
. Anemia hemolítica auto-imune
. Anemia hemolítica microangiopática (p. ex., coagulação intravascular disseminada, púrpura trombocitopênica trombótica)
. Hemólise tardia relacionada com transfusão
. Perda de sangue

Tratamento
Suspender o fármaco ofensivo.
Plasmaférese para os casos graves, especialmente quando o fármaco possui meia-vida sérica longa.
Imunoglobulina intravenosa, esteróides potencialmente benéficos.

Dica
Uma situação problemática em paciente de medicina interna: como muitos fármacos podem causá-la, e visto que os pacientes típicos fazern uso de muitos fármacos, a única maneira de ter certeza é eliminar os fármacos um por um até observar melhora.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade