Anemia na Gravidez: Tipos, Causas, Sintomas e Tratamentos
Fotos Antes e Depois

Anemia na Gravidez

A anemia na gravidez é uma situação clínica comum e preocupante. Por este fato, compreender as características da anemia, as suas causas, os seus sintomas e os potenciais tratamentos é bastante importante.

Anemia Durante A Gravidez

O que é a anemia na gravidez?

A anemia é uma doença que pode afetar qualquer pessoa e é definida pela diminuição da hemoglobina em circulação.

A sua principal causa é a deficiência de ferro, um mineral essencial para o nosso corpo.

Entre as mulheres grávidas, a anemia é um problema comum que surge por causa das várias alterações físicas e hormonais que ocorrem durante a gravidez.

Qualquer deficiência em nutrientes pode ser fatal e deixa o seu corpo sem os recursos essenciais de que necessita.

Contudo, esta preocupação pode ser particularmente perigosa durante a gravidez.

O ferro é um mineral essencial para a produção de glóbulos vermelhos e hemoglobina, necessários para transportar o oxigénio e outros nutrientes para diferentes partes do corpo.

É esperado que as mães contribuam com uma grande quantidade de nutrientes ingeridos para o seu feto em crescimento, o que torna ainda mais importante para elas garantir que os seus níveis de nutrientes sejam os mais adequados.

Ao contrário da anemia tradicional, que pode afetar qualquer pessoa durante a gravidez, esta é mais arriscada, especialmente durante o primeiro e o terceiro trimestres.

Durante o terceiro trimestre

Anemia Durante A Gravidez

No terceiro trimestre, os três meses finais de uma gravidez, existe um risco particularmente elevado de anemia.

Mesmo que você não seja anémica no início da sua gravidez, a probabilidade de se tornar anémica até ao término da mesma é elevada.

Aproximadamente 15-20% das mulheres sofre de anemia gestacional.

Sofrer de anemia durante o terceiro trimestre pode aumentar o risco do bebê nascer prematuro ou com baixo peso.

Ter anemia durante uma gravidez de longo termo também aumentará o risco do feto sofrer de anemia, o que é raro mas extremamente perigoso, podendo conduzir a insuficiência cardíaca ou à morte do feto.

Causas

As causas de anemia gestacional incluem a perda de sangue, o desenvolvimento fetal natural, a dieta pobre e a presença de uma doença crónica pré-existente.

Perda de sangue: Se você sofre de menorragia ou se tem alguma doença hemorrágica, o seu risco de sofrer de anemia gestacional é muito maior.

Esta perda básica de sangue exigirá que o corpo produza uma maior quantidade de hemoglobina e de glóbulos vermelhos, colocando uma pressão sobre as suas reservas de ferro.

Desenvolvimento fetal: À medida que o feto cresce dentro do útero, necessitará do seu próprio fornecimento de sangue, independente da mãe.

Este é um enorme escoador da ingestão de ferro e o principal motivo da anemia gestacional, ainda que seja inevitável.

Gravidez única: Para as mulheres que estiveram recentemente grávidas ou que carregam múltiplas crianças (gémeos, trigémeos, etc.), o risco de anemia gestacional é consideravelmente alto.

Dieta pobre: A principal fonte de ferro do seu corpo é a dieta.

Uma dieta pobre em proteínas ou rica em açúcares e gorduras pode desequilibrar os seus níveis de nutrientes, conduzindo à anemia.

Doença crónica: Certas doenças crónicas, tais como o cancro, a diabetes, a doença de Crohn, a colite ulcerativa e outras doenças inflamatórias podem reduzir a capacidade do seu organismo produzir hemoglobina, resultando em anemia.

Tipos

Ao contrário da crença popular, a anemia não é exclusivamente causada por uma deficiência de ferro.

Embora a falta de ferro cause 80-95% dos casos de anemia, as deficiências de outros compostos essenciais também podem resultar em sintomas anémicos.

Anemia por défice de ferro

É a forma de anemia mais comum, causada pela presença de uma baixa quantidade de ferro no corpo.

Limita a capacidade do organismo produzir hemoglobina e de fornecer oxigénio aos sistemas orgânicos e tecidos necessários.

Anemia por défice de ácido fólico

O ácido fólico faz parte da família das vitaminas B e está intimamente relacionado com os processos metabólicos e com o risco de defeitos no tubo neural do feto.

Apesar de ser mais rara do que a anemia por défice de ferro, requer tratamento especializado para repor as concentrações de ácido fólico em níveis saudáveis.

Anemia por défice de vitamina B12

A anemia perniciosa é uma forma rara de anemia, na qual o seu corpo ataca as células do seu próprio estômago que são necessárias para absorver a vitamina B12.

Na ausência dessa vitamina essencial, o seu corpo torna-se incapaz de produzir glóbulos vermelhos, à semelhança do que acontece na anemia por défice de ferro.

Sintomas

Anemia Na Gravidez

Os sintomas mais comuns de anemia na gravidez são a fadiga, a sensação de falta de ar, a irritabilidade, as tonturas, a fraqueza muscular, a pré-eclâmpsia e a arritmia cardíaca, entre outros.

Fadiga: A exaustão é um dos primeiros e mais notáveis sintomas de anemia. Ela faz com que você se sinta fisicamente fraca e cognitivamente lenta.

Fraqueza muscular: Sem a oxigenação adequada, os músculos são incapazes de funcionar corretamente, resultando em dores musculares e fraqueza geral.

Hipertensão arterial: A pré-eclâmpsia, hipertensão arterial durante a gravidez, pode ser um sintoma muito grave de anemia gestacional e exigirá muitas vezes um tratamento adicional para que seja mantida sob controlo.

Problemas respiratórios: O cansaço físico causado pela anemia e a falta de oxigenação dos sistemas orgânicos podem dificultar a respiração normal.

Em algumas gravidezes, isto também poderá causar tonturas.

Arritmia cardíaca: A taquicardia é um sintoma potencialmente fatal de anemia gestacional, em que o seu coração “salta” batimentos.

Isto pode resultar em problemas cardiovasculares mais graves, durante a gravidez.

Conheça Também os Sinais e Sintomas da Mola Hidatiforme (Gravidez Molar)

Exames

Se suspeita que está a sofrer de anemia na gravidez, é altamente recomendável que consulte um médico.

Ele poderá fazer-lhe um exame ao sangue bastante simples que irá determinar os seus níveis de hemoglobina.

Este é o meio mais rápido e confiável de determinar se você tem verdadeiramente uma anemia gestacional.

Tratamentos

Espinafre

Dado o quão comum é para as mulheres sofrerem de anemia gestacional, existe uma série de tratamentos formais, assim como remédios caseiros e terapias naturais que podem prevenir ou tratar eficazmente esta condição clínica.

Suplementos de ferro: Esta é a recomendação mais fácil e mais comum para tratar a anemia gestacional.

Embora os suplementos de ferro possam aumentar a concentração de ferro no organismo, o maior problema pode ser a incapacidade de absorve-lo, o que é possível de atenuar com a ingestão de vitamina C.

Vitaminas pré-natais: Consideradas como uma medida preventiva, mais do que uma opção terapêutica, as vitaminas pré-natais podem garantir que os seus níveis de ferro permaneçam adequados, durante toda a gravidez.

Dieta rica em ferro: As suas escolhas alimentares terão o maior impacto nas reservas de ferro do seu corpo.

Dentro dos limites da sua dieta gestacional, adicione-lhe alimentos como os espinafres, a carne vermelha, os legumes, os alimentos ricos em amido e os frutos secos.

Ingestão de vitamina C: O ácido ascórbico, mais frequentemente chamado de vitamina C, é fundamental para a absorção de ferro no intestino.

Ao garantir que possui os níveis adequados desta vitamina, você pode evitar eficazmente a anemia na gravidez.

Inclua alimentos como os citrinos, os vegetais de folhas verdes e os pimentões na sua dieta para obter melhores resultados.

Referências

http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0899900710000031
http://ajcn.nutrition.org/content/71/5/1280s.short
http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0301211503001131
https://academic.oup.com/humrep/article/15/8/1856/670875
http://ajcn.nutrition.org/content/55/5/985.short
http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMra041809
http://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0884533608314536
http://europepmc.org/abstract/med/9930566
http://europepmc.org/abstract/med/12643357
http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0093775401902064
http://jasn.asnjournals.org/content/16/11/3403.short
http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0002937899700220
http://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticle/1107839
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK236499/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10818399
http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/014067369392246P
http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/07315724.2001.10719056
http://ajcn.nutrition.org/content/30/2/235.short

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade