Antes, durante e depois do exercício físico

Antes, durante e depois do exercício – Guia de sobrevivência no ginásio

Muitas das pessoas que afluem aos ginásios nesta época, cheias de boas intenções, acabam por desistir semanas depois.

Para que a sua habituação ao exercício regular seja mais fácil e a motivação se mantenha sempre alta, siga os nossos conselhos:

Não fazer dois dias seguidos o mesmo tipo de actívidade física: «o organismo demora cerca de 48 horas a recuperar de um treino.

Durante esse período, pode considerer-se que o corpo está em baixo de forma.

Se lhe aplicarmos uma carga de treino com a mesma especificidade, estamos a infligir-lhe nova “agressão”, quando ainda se encontra em fase de recuperação.

Ou seja, a pessoa vai permanecendo sempre mais ou menos no mesmo patamar, reduzindo muito os efeitos benéficos do treino»;

Fazer um treino cruzado: «praticar diferentes actividades diariamente, até porque ajuda a quebrar a rotina e motiva as pessoas através de práticas específicas que vão de encontro aos seus gostos.

É essencial que cada professor saiba prescrever exercícios em função dos objectivos e motivações de cada pessoa»;

Procurar que o treino tenha sempre uma duração não inferior a 30 minutos: «a partir da meia hora, as gordurinhas são utilizadas como principal fonte energética»;

É aconselhável começar a treinar moderada e progressivamente: «uma pessoa que leva uma vida sedentária há um ano, não deve chegar a um ginásio e correr durante uma hora, porque a agressão vai ser tão violenta que não vai conseguir fazer mais nada.

O ideal é iniciar a actividade com exercícios nas máquinas cardiovasculares (bicicletas, passadeiras, steppers, remos, etc), durante 30 minutos (separados em períodos de 10 minutos), aumentando o tempo e a intensidade progressivamente.

Durante o exercício a pessoa deve saber controlar o seu esforço. Não entrar em exageros para não existirem quebras de tensão ou lesões musculares»;

É essencial fazer uma alimentação equilibrada: «se existir um corte repentino na ingestão de alimentos, aliado a um exercício praticado depois de meses de inércia, o corpo sofre um grande desequilíbrio»;

Não deixar desidratar o corpo: «é essencial consumir água suficiente, antes, durante e depois do exercício.

Quando o organismo entra em desidratação, todos os benefícios do treino ficam alterados. Por consequência, os músculos não recuperam tão facilmente e ficam vulneráveis a lesões.

Também as bebidas isotónicas são aconselháveis e ajudam à recuperação do organismo.»;

Devem usar-se roupas frescas: «Normalmente as pessoas vestem-se muito para transpirarem imenso.

Também as roupas plásticas são utilizadas para provocar uma maior perda de água.

É totalmente desanconselhável. Devem ser utilizadas roupas leves que permitam ao corpo manter uma temperatura fresca.

Tudo o que aumente a temperatura do corpo acaba por ser prejudicial, pois o organismo necessita de libertar o calor.»

BELEZA E BEM-ESTAR …mesmo em pleno esforço

Evite ir maquilhada para o ginásio. A maquilhagem mistura-se com a transpiração e prejudica a pele. Limpe o rosto com um toalhete desmaquilhante.

Na hora do duche simplifique a sua vida com um shampoo 2 em 1.

Use sempre calçado adequado ao exercício que pretende praticar.

Seleccione roupa leve, fresca e larga, que permita liberdade de movimentos.

Os tops curtos de alças ou com zip, as leggings, as calças ligeiramente evasé ou as calças corsário e os body’s, são alguns dos modelos mais indicados para levar para o ginásio.

Descubra os 7 Benefícios do Treinamento com Pesos Para a Saúde

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 2:54 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)