Artrose tem cura? Conheça 7 Tratamentos para aliviar os sintomas e retardar a progressão da doença - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Artrose tem cura? Conheça 7 Tratamentos para aliviar os sintomas e retardar a progressão da doença

Embora existam muitos estudos e investigações relacionadas com esta doença, na realidade a artrose não tem ainda cura.

Sendo um problema caracterizado pelo desgaste de determinadas estruturas, enquanto não for descoberta uma forma de promover a sua regeneração e recuperação, não é possível curar o problema.

Contudo, o tratamento adequado pode aliviar os sintomas, melhorar a qualidade de vida e retardar a progressão da doença. Neste artigo poderá conhecer quais as principais formas de tratamento da artrose.

artrose

A artrose é a condição reumatológica mais comum, sendo igualmente uma das doenças mais frequentes na chamada idade sénior.

Tendo como principal causa o desgaste natural da cartilagem que reveste as extremidades dos ossos nas articulações, a artrose é assim muito frequente em pessoas com 60 ou mais anos.

Contudo, este problema pode afetar pessoas de todas as idades, tendo outras causas como doenças inflamatórias ou traumatismos locais.

Também chamada de osteoartrose, esta doença afeta as estruturas articulares, especialmente a cartilagem. No entanto, pode também atacar outras estruturas como os ligamentos, a membrana sinovial e o líquido sinovial.

Tendo em conta que a cartilagem desempenha a função de permitir o deslizamento suave e sem atrito das extremidades ósseas que se encontram na articulação, o seu desgaste irá levar ao comprometimento dessa função, provocando o surgimento de sintomas como dores, inchaço, inflamação e limitação funcional.

Nalguns casos pode mesmo levar ao desenvolvimento de deformidades ósseas.

A artrose pode surgir em qualquer articulação, sendo no entanto mais comum em regiões como a coluna cervical, as mãos, os quadris e joelhos.

Tratamento para artrose

Não sendo possível regenerar as estruturas articulares afetadas e desgastadas, são então necessárias algumas medidas de modo a reduzir a dor e a inflamação, e ainda, para salvaguardar a cartilagem de ser ainda mais desgastada.

É por isso fundamental não só a toma de medicação anti-inflamatória e analgésica, mas também, a realização de sessões de fisioterapia, que ajudem a fortalecer a musculatura envolvente e a aumentar a capacidade funcional do paciente.

No entanto, quando a doença está num estado mais avançado, onde o tratamento conservador já não é eficaz, são necessárias medidas mais drásticas, como a intervenção cirúrgica. Confira de seguida as várias formas de tratamento indicadas.

Tratamento conservador

O tratamento conservador para a artrose, para os casos ainda de grau leve ou moderado, incluem vários métodos na tentativa de reduzir e aliviar os sintomas, e ainda, retardar a evolução da artrose.

Assim, o tratamento inclui repouso, medicamentos, fisioterapia, exercícios físicos adequados, e ainda, a adoção de hábitos de vida preventivos.

De seguida pode conhecer uma lista completa das várias medidas terapêuticas adequadas para um paciente com artrose numa fase ainda não avançada:

  • descanso e repouso;
  • medicação anti-inflamatória e analgésica;
  • fisioterapia;
  • realização de exercícios físicos para fortalecer a massa muscular, melhorar a amplitude dos movimentos da articulação afetada, e ainda, lubrificar a articulação (natação, hidroginástica, Pilates, ciclismo, entre outros);
  • toma de suplementos alimentares;
  • toma de remédios para a artrose.

O paciente com artrose deve ainda adotar uma alimentação balanceada e que lhe permita perder peso (caso tenha peso em excesso), beber bastante água, e ainda, seguir as orientações do médico reumatologista e fisioterapeuta sobre a prática de atividade física.

Remédios para artrose

Existem vários remédios para artrose no mercado, que podem ser tomados de modo a ajudar a proteger a cartilagem ainda existente. Alguns exemplos são:

  • sucupira em cápsulas;
  • diclofenaco dietilamônio (cataflan);
  • ranelato de estrôncio (protelos ou osseor);
  • salicilato de dietilamina (reparil);
  • superflex-3 à base de condroitina, glucosamina e msm.

Estes remédios podem ser vendidos sem prescrição médica, contudo, deve consultar sempre o seu médico reumatologista antes de os tomar.

Infiltrações

Nos casos onde a medicação habitual não é suficiente para aliviar os sintomas, mas o desenvolvimento da doença ainda não requer a intervenção cirúrgica, podem ser realizadas injeções de medicamentos corticosteroides.

Estas serão muito úteis no alívio rápido da dor articular. Contudo, este é uma terapêutica com várias limitações, já que o seu uso exagerado pode agravar a lesão articular.

Fisioterapia para artrose

A fisioterapia reveste-se de grande importância no tratamento da artrose. Através de várias técnicas, aparelhos específicos e a realização de exercícios físicos, o tratamento fisioterapêutico irá promover o alívio dos sintomas, aumentar a amplitude de movimentos, ajudar a manter a lubrificação articular, e assim, melhorar a função realizada pela articulação afetada.

As terapias usadas na fisioterapia variam consoante a articulação afetada, bem como o grau de desenvolvimento da artrose, os sintomas sentidos, e por fim, a própria idade do paciente. As sessões devem ser realizadas diariamente, orientadas por um fisioterapeuta.

Tratamento cirúrgico

O tratamento cirúrgico para a artrose é indicado para casos onde a articulação está demasiado afetada, e o tratamento conservador já não é eficaz no alívio dos sintomas. Nestes casos há duas possibilidades: o realinhamento dos ossos da articulação ou a sua substituição na totalidade. Confira.

Realinhamento da articulação

Antes de a cartilagem desaparecer por completo, é possível retardar a evolução da doença melhorando a relação entre os vários ossos da cartilagem afetada. Esta melhoria irá traduzir-se num menor atrito entre eles, o que ajuda a proteger a cartilagem do desgaste progressivo a que é sujeita.

Este procedimento cirúrgico irá realinhar os ossos, alterando o seu formato através do corte ósseo, de modo a reduzir o atrito, e ainda, deslocar o peso corporal, reduzindo a carga que a articulação sofre. Este é um procedimento preservador, já que tem como objetivo preservar as estruturas articulares ainda existentes.

Artroplastia ou prótese

imagem-de-artroplastia-do-joelho

Já para os casos mais graves, onde se inclui o desgaste total da cartilagem, é necessário substituir por completo a articulação afetada.

A artroplastia é assim um procedimento onde a articulação é substituída por uma prótese de plástico ou metal. Esta cirurgia permite reduzir a dor por completo e melhorar consideravelmente a capacidade funcional do indivíduo.

Contudo, esta solução não é perfeita, já que as próteses também se desgastam, podendo ter que ser igualmente substituídas ao fim de um determinado tempo.

Este procedimento requer um período de recuperação longo, que pode ser superior a um ano, com necessidade de reabilitação física através de tratamento fisioterapêutico.

Como prevenir a artrose

A adoção de várias medidas preventivas é importante, não só para quem ainda não sofre de artrose, mas também, para aqueles que estão numa fase inicial. As seguintes medidas irão ajudar a aliviar sintomas, e ainda, a prevenir o seu aparecimento. Confira:

colocação de uma bolsa de água morna na articulação afetada durante aproximadamente 15 a 20 minutos, duas a três vezes ao dia;

  • aplicação de remédios naturais, como a cataplasma de linhaça, no local afetado;
  • evitar o levantamento de pesos regulares;
  • evitar a má postura;
  • realização de exercícios físicos como a natação (preferencialmente estilo crawl), hidroginástica ou ciclismo;
  • controlar o peso (peso em excesso significa maior sobrecarga para as articulações).

Leia Também » Causas de dor nas costas

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade