Avril Lavigne

Avril Ramona Lavigne nasceu a 27 de Setembro de 1984, em Belleville, no Canadá. Oriunda de uma família de classe média, teve uma educação cristã. Apenas com dois anos de idade, começou a cantar canções country e gospel. Um pouco mais velha, começou a apresentar-se de forma frequente em feiras e exposições de gado, numa altura em que também pertencia a um coro de igreja. Na sua adolescência aprendeu sozinha a tocar guitarra.

Avril Lavigne Antes e Depois

Em 1998, quando tinha 13 anos de idade, Avril Lavigne participou e venceu num concurso de canto promovida por uma rádio local. Como prémio, ganhou a oportunidade de dividir o palco com a famosa Shania Twain, num concerto para 20 mil pessoas. Aproximadamente um ano depois, Cliff Fabri, um empresário do mundo da música, reparou nela, durante uma atuação numa livraria e tornou-se no seu primeiro agente.

Com 15 anos de idade, decidiu abandonar a escola e o seus pais aceitaram a sua decisão e deixaram-na partir para Nova Iorque, onde tencionava perseguir o sonho de se tornar cantora. Foi já nesta cidade que gravou a sua primeiro demo, que chamou a atenção do produtor L.A. Reid. Mudou-se de seguida para Los Angeles e começou a trabalhar com o grupo de compositores, que é hoje conhecido por The Matrix (Scott Spock, Lauren Christy e Graham Edwards).

Em Dezembro de 2001, assinaria o seu primeiro contrato discográfico, num valor superior a 1 milhão de dólares. Passou, então a ser representada pela editora Arista Records, de Antonio L.A. Reid.

O seu primeiro Álbum foi lançado em Junho de 2002, com o título Let Go. O single de avanço Complicated, tornou-se um sucesso esmagador, ocupando o primeiro lugar no ranking de vendas de Inglaterra durante cinco semanas e alcançando o segundo lugar na prestigiada Billboard Hot 100, um dos tops mais populares dos Estados Unidos.

Apesar de algumas reticências por parte da crítica especializada, o seu estilo pop-rock conseguiu uma excelente aceitação por parte do grande público. Em termos globais, o álbum vendeu mais de 18 milhões de unidades e apenas no seu país natal, no Canadá, conseguiu vendas superiores a um milhão de cópias.

Como consequência do enorme sucesso do seu álbum de estreia, Avril Lavigne foi nomeada para cinco categorias dos Prémios Grammy, a saber: “Melhor Artista Feminino”, “Melhor Artista Revelação”, “Melhor Álbum”, “Música do Ano” e “Melhor Performance de Rock Feminino”, mas não chegaria a vencer nenhuma delas.

Porém, conseguiria uma espécie de desforra, ao vencer cinco categorias equivalentes, nos Juno Awards. O segundo single do álbum, Sk8er Boy também alcançaria um excelente nível de notoriedade, dando origem inclusivamente ao prémio “Artista Revelação”, nos MTV Video Music Awards.

Em 2003, Lavigne apresentou ainda uma nova versão da mítica Knockin’ on Heaven’s Door, de Bob Dylan, que integrou o álbum Peace Songs, destinado a ajudar crianças necessitadas, em cenário de guerra. Co-apresentou com Kelly Osbourne, os MTV Video Music Awards de 2003.

Após o seu primeiro álbum, Avril lançou um DVD ao vivo, intitulado My World. Este foi o 4º DVD musical mais comercializado do ano, aquando do seu lançamento.

No seu segundo álbum de estúdio, Lavigne resolveu seguir um novo caminho, deixando cair a sua vertente pop e enveredando por um estilo musical mais complexo. Com esse objetivo, resolveu arranjar novos produtores. O álbum Under My Skin obteve sucesso, tendo chegado ao primeiro posto de vendas nos Estados Unidos e em Inglaterra.

Em 2004, Avril aceitou pousar pela primeira vez para uma revista masculina, neste caso a Maxim, dos Estados Unidos. Em 2007, Avril Lavigne lançou um novo álbum The Best Damn Thing, dando novamente mostras de uma grande versatilidade ao adotar um estilo de inspiração punk.

Desta forma, a cantora colocou de parte o estilo mais sombrio que foi a caraterística principal dos seus álbuns anteriores e focou-se num estilo mais alegre e confiante. Tal como os outros trabalhos da cantora, também este novo álbum conseguiu bons resultados nos rankings internacionais.

Em 2010, surgiu o quarto álbum de estúdio da cantora, já sob a chancela de uma nova editora. Apesar da mudança ter sido motivada pelo decréscimo de vendas dos seus últimos trabalhos, a verdade é que Goodbye Lullaby vendeu ainda menos do que os seus predecessores.

No papel de compositora, Avril Lavigne já escreveu mais de 100 temas. Desde o lançamento do seu álbum inicial, que Avril faz questão de apenas gravar temas escritos por si, ou nos quais tenha participado na composição. Na verdade, já com 14 anos Lavigne escrevia temas de algum sucesso, como Touch the Sky, que foi tocado pelo grupo The Quinte Spirit. Esperadicamente, Lavigne continua a escrever para outros artistas, como Kelly Clarkson, Puffy AmiYumi, ou Leona Lewis.

Já por diversas vezes, Lavigne mostrou orgulho em ser uma artista completa, e por ser capaz de tocar, cantar e de compor.

Avril Casou-se com Deryck Whibley, o vocalista dos Sum 41, em 2006, depois de dois anos de namoro. O casal separou-se em 2009, pondo final ao um casamento de três anos.

Paralelamente à música, Lavigne tornou-se uma verdadeira empresária de sucesso. Em 2008, lançou a sua linha de guitarras, construídas pela afamada Fender. Já em 2012, a artista e a marca chegaram a acordo, para o lançamento de novos modelos, o que reflete o sucesso que a iniciativa teve.

Avril Lavigne também foi imortalizada na sua própria banda desenhada, intitulada Avril Lavigne’s Make 5 Wishes. Também nos perfumes, Lavigne dá cartas, tendo lançado três fragrâncias entre 2009 e 2011: Black Star, Forbidden Rose e Wild Rose.

Em 2008, foi lançada a linha de roupa Abbey Dawn, com modelos criados pela própria Avril Lavigne. Esta linha de roupa foi comercializada pela cadeia de lojas Kohl´s, que possui mais de mil lojas a nível global.

Avril Lavigne também conta com algumas participações na indústria cinematográfica e televisiva, como Fast Food Nation, The Flock, ou Over the Hedge (voz). Foi também jurada no popular concurso de talentos American Idol.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:38 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)