Cabelo Quebrado

O cabelo é um dos elementos mais importantes na imagem feminina, e como tal, para que tenha uma aparência bonita e atraente deve ter um cabelo saudável, brilhante e macio. No entanto, por variadas razões, por vezes os fios ficam sem vida, quebrados, opacos, etc.

Desde a utilização de produtos inadequados, alimentação pouco saudável, até doenças, as causas podem ser várias. Por exemplo, o cabelo muito quebrado pode ser um sintoma de uma doença denominada de tricorrexe nodosa. Saiba mais sobre esta doença, e ainda, como tratar os cabelos quebrados causados pela tricorrexe nodosa.

Tricorrexe nodosa

A tricorrexe nodosa é uma doença que se caracteriza pela alteração estrutural no fio, provocado pela frequência excessiva de tratamentos para o cabelo, como chapinha, escovas, permanentes, alisamentos ou outros métodos bastante agressivos para o cabelo.

Nesta doença desenvolvem-se alguns nós esbranquiçados ao longo do cabelo, podendo mesmo ser confundido com lêndeas, onde ocorrerá a rutura do fio.

Assim, e como o fio é constituído por partes mais grossas e outras mais finas, esta doença provoca a sua fratura, deixando o cabelo quebrado e com uma aparência pouco saudável e bonita.

Nas pessoas de pele branca, este problema afeta mais as pontas dos fios, provocando até algum clareamento nessa área. Já nas pessoas com pele negra, a tricorrexe nodosa desenvolve-se mais perto da raiz, o que dará a aparência de que o cabelo não tem crescimento.

Tratamento para cabelo quebrado

O tratamento para a tricorrexe nodosa é simples, bastando deixar de fazer os métodos agressivos que provocaram o problema. Além disso, deve também realizar hidratações frequentes e tomar suplementos alimentares ricos em vitamina E, promovendo assim o fortalecimento do fio.

Por fim, deve ainda utilizar produtos adequados para o seu cabelo, como shampoo e condicionador. Se seguir estas indicações, o cabelo estará totalmente recuperado ao fim de sensivelmente dois anos.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 15/01/2018 às 10:54 horas por: Filipe