Cabelos: dicas e conselhos para a saúde dos seus cabelos

O cabelo é um pelo que cresce na região superior da cabeça do ser humano a partir de folículos encontrados na derme. O cabelo é dividido em três partes: cutícula, córtex e medula.

Dicas para Cabelos perfeitos

Já lhe aconteceu olhar para si e pensar «o que é que eu fiz para merecer um cabelo assim»? Descubra os passos para um cabelo perfeito. De certeza que já lhe aconteceu pensar como é possível o seu cabelo estar sempre em total desalinho e o da sua colega de trabalho estar sempre meticulosamente perfeito!

É nessas alturas que tudo o que apetece é enfiar-se num salão de beleza e só sair de lá quando estiver tal e qual uma diva de cinema. Mas já pensou que o modo como o seu cabelo se “comporta” pode apenas ser um reflexo da atenção que lhe dá? Tudo o que vale a pena, consegue-se com esforço e a beleza não é a excepção à regra! São vários os passos que deve seguir para conseguir aquele cabelo que sempre quis. Experimente pôr em prática estas dicas que se seguem e deixe que notem a diferença:

1. Experimentar, experimentar – Não ande desesperadamente à procura do produto perfeito para si. Experimentar em demasia também pode ser prejudicial para os seus cabelos. Antes de usar um produto desconhecido, mesmo que tenha sido indicado por alguém, procure descobrir qual é sua composição química e se há algum tipo de risco envolvido com a sua aplicação.

2. A saúde nos alimentos – Para ter cabelos bonitos é importante que mantenha uma dieta rica em proteínas e vitamina A, vitamina E, vitamina C e vitamina B. As vitaminas do tipo B, especialmente, garantem o crescimento e a reposição natural dos fios de cabelo. Encontram-se nos crustáceos, gema de ovo, fígado e vegetais com folhas escuras, cereais integrais, carnes, leite, peixes e vegetais folhosos. Além disso os citrinos e o tomate têm vitamina C, que estimula o crescimento e melhora a irrigação sanguínea.

3. De costas voltadas para o stress – Apesar de poder achar que não existe qualquer relação, a verdade é que a ansiedade e o stress fazem mal para a saúde do seu corpo e mente em geral. É normal que os seus cabelos também se ressintam! Procure ter horários regulares de sono (durma em média 8 horas por noite), evite os conflitos e comportamentos que gerem tensão emocional ou um descontrolo dos seus sentimentos. O equilíbrio é a palavra-chave. Consegui-lo é meio caminho andado para adquirir um bem-estar geral. E não se esqueça que a prática regular de uma qualquer actividade física também é muito importante para aliviar o stress.

4. Proteja-se das agressões externas – O sol, a água do mar e o cloro das piscinas, podem-se revelar os mais temíveis inimigos do seu cabelo. O sol, porque os raios ultravioleta provocam o envelhecimento dos fios, secam-nos e ainda deixa o cabelo quebradiço e sem brilho. Dica: use e abuse do chapéu e dos protectores de cabelos! A água do mar é outra das agressões exteriores a ser evitada. O sal deixa os cabelos ressequidos, a camada protectora dos fios de cabelo decompõe-se, e estes ficam mais porosos e quebradiços. Além disso, a elasticidade perde-se e a raiz enfraquece, o que provoca queda de cabelo. O ideal seria passar sempre o cabelo por água doce. Já a água da piscina prejudica gravemente o cabelo, por conter elevados níveis de cloro, ao ponto de o deixar embaraçado e áspero. A solução é usar sempre uma touca.

5. Afaste o secador – Quando tem o cabelo molhado, o simples facto de puxar os fios ao escovar torna o cabelo quebradiço. Se a isto juntar o efeito do calor proveniente do secador o efeito é catastrófico. E o resultado é sempre um cabelo baço e enfraquecido. De preferência deixe o seu cabelo secar ao ar. Se não conseguir por demorar demasiado tempo, seque-o mas tenha o cuidado de manter o secador o mais afastado dos fios possível.

6. A arte de escovar os cabelos – o modo como escova os seus cabelos também pode ser muito importante. Para evitar danificá-los escove-os sempre acompanhando o sentido dos fios, ou seja, comece na raiz e siga até às extremidades. Dê preferência a pente ou escovas que sejam de materiais naturais, como as cerdas, de modo a não electrificar os fios.

7. Cores e tintas – Se decidir mesmo pintar o seu cabelo, lembre-se que o modo como o faz é muito importante para a sua saúde futura. Antes de mais decida-se por uma cor e aconselhe-se com a sua cabeleira ou alguma especialista, para saber se realmente o resultado final vai ser aquele que está a pensar. Pintar o cabelo e depois não gostar do resultado, normalmente significa pôr tinta sobre tinta e entrar num ciclo vicioso que só o vai prejudicar. Depois lembre-se que nem todos os cabelos, nem todos os produtos são iguais. Por isso mesmo, quer pinte em casa, quer vá a um cabeleireiro, tenha sempre o cuidado de saber a composição do produto. Por vezes, estes provocam alergia e irritação nas áreas da pele expostas à tinta.

8. Cabelos para o dia-a-dia – Por último, quando for ao cabeleireiro procure sempre fazer um corte de cabelo que seja possível “usar” no seu dia-a-dia. Ou seja, sair salão com um corte e um penteado que vai ser a inveja de todos aqueles que se cruzarem no seu caminho, mas que no dia seguinte a leva ao desespero, não serve de nada! Fale com a sua cabeleireira e procure encontrar um corte simples, que possa ser penteado com rapidez e facilidade.

Coloração natural para cabelos

O cabelo é das partes do corpo que mais facilmente se molda às tendências da moda e aos desejos de mudança. Com tintas 100% naturais e feitas por si, dê outra cor aos seus cabelos. Quando decidimos mudar o visual, a primeira coisa em que pensamos é nos cabelos. Um novo corte, um tom diferente… tudo comunica e marca a diferença, especialmente a cor. O efeito é notório, sobretudo se a mudança for radical. Mas cuidado! Cada tom de pele exige um tom de cabelo.

As mulheres mais brancas, não precisam de se preocupar tanto, porque a maioria das cores ficam bem. Porém, as pessoas com um tom de pele mais amarelado devem escolher o castanho-avermelhado para dar leveza ao rosto. As morenas devem ter cuidado com os tons loiros. Se for muito morena, nem pensar! Os louros claros podem dar um resultado vulgar. No entanto, não receie em mudar. Poderá obter bonitos efeitos com alguns reflexos, mais ou menos intensos. Por isso arrisque e terá a oportunidade de sentir na pele outros estados de espírito, de cuidar de si e de se sentir mais bonita. com tintas 100% naturais e feitas por si!

Cobrir os cabelos brancos

Um “chá forte” de salva com um pouco de rosmaninho polvilhado sobre os fios capilares, durante 10 minutos, é suficiente para esconder as brancas que teimam em aparecer com a idade.

Ingredientes

  1. 2 Copos de água
  2. Copo de folhas de salva
  3. Copo de folhas de rosmaninho

Preparação

Deite numa panela 2 copos de água e os copos com as folhas indicadas. Deixe ferver durante 30 minutos e em infusão algumas horas. Aplique sobre o cabelo e deixe actuar por 15 minutos. Faça de 5 em 5 minutos uma massagem capilar. Passado o tempo enxagúe bem o cabelo e deixe secar. Repita semanalmente e vai ver como os cabelos brancos desaparecerão.

Tons acastanhados

Ingredientes

  1. 1 Copo de sumo de limão
  2. 3 Copos de chá camomila

Preparação

Misture bem os ingredientes e aplique sobre o cabelo húmido. Deixe actuar durante uma hora e de seguida enxagúe com água morna. Não se esqueça de aplicar um pouco de amaciador.

Reflexos vermelhos

Um “chá forte” de cravinho-da-índia ou de café são óptimos para o efeito. Para um tom mais intenso experimente a seguinte receita.

Ingredientes

  1. ? Copo de sumo de beterraba
  2. ? Copo de sumo de cenoura

Preparação

Misture bem os ingredientes e aplique sobre o cabelo húmido. Deixe actuar durante uma hora e de seguida enxagúe com água morna. Não se esqueça de aplicar um pouco de amaciador.

Cabelo mais preto

Encha uma chávena de sementes de rosmaninho. Deite-as num recipiente com água e ferva-as durante 10 minutos até que a cor da água mude e fique mais escura. Depois de tomar o duche, aplique sobre o cabelo a água onde ferveu o rosmaninho. Depois tire o excesso de água do cabelo com a ajuda da toalha. Seja ousada e dê mais cor aos seus cabelos!

Sugestões de leitura:

A beleza dos cabelos

A beleza dos cabelos pode obter-se através da massagem do couro cabeludo e da utilização de champôs, loções e bálsamos naturais. A sabedoria popular oriental atribui um grande valor à massagem do couro cabeludo. Por outro lado, os champôs naturais não privam os cabelos da camada oleosa que os recobre – o que é importante na medida em que a eliminação dessa camada pode enfraquecê-los seriamente.

Um champô natural consegue conciliar as funções de purificação e protecção, e uma massagem cuidada do couro cabeludo favorece a circulação e diminui a tensão. Além de que uma massagem na cabeça, bem feita, estimula a pressão, tendo como consequência o aumento da tonicidade muscular, regenerando todo o corpo. Para lavar e nutrir o seu cabelo, prepare um champô de arroz.

Usando água de lavar o arroz previamente coada, colocá-la numa bacia, aplicá-la nos cabelos massajando o couro cabeludo e penteando bem para distribuir o champô. Seguidamente, enxague com água tépida. Se pretender além de nutrir dar volume e brilho aos seus cabelos, aplique um champô de algas roxas (funori) secas numa caçarola não metálica, junte 700 ml de água mineral e leve a ferver.

Tire do lume, deixe amornar e filtre o composto gelatinoso que obteve. Aplique o gel sobre os cabelos previamente humedecidos. Massaje bem o couro cabeludo e as pontas dos cabelos. Deixe actuar 20 minutos. Enxague abundantemente, juntando à água do último enxaguamento uma colher de sopa de vinagre de arroz, a fim de eliminar o cheiro a algas.

Para finalizar a sua sessão de cuidados, pode utilizar um bálsamo de água de camélia que nutre, amacia e hidrata os seus cabelos. O bálsamo pode obter-se misturando 2 ou 3 gotas de óleo de camélia num litro de água mineral. Deite sobre os cabelos sem enxaguar.

https://www.fotosantesedepois.com/oleos-essenciais-crescimento-capilar/

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça uma Pergunta ou Comentário
Esta matéria tem 1 Comentário
  1. Katie p. Reply

    Oi , li o artigo e gostei tem dicas úteis para termos um cabelo bem tratado , gostaria de saber por favor se a água das piscinas prejudica de alguma forma a nossa pele ,e as nossas unhas , se sim o que se pode fazer para evitar isso ?

    beijo =)

    PS: por favor ,responda para o meu email 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:01 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)