Cabrinha Feliz

A Cabrinha Feliz é activa. Gosta da vida ao ar livre, de saltitar no meio da Natureza, de ir pastando aqui e ali. Está na flor da juventude, e vive saudável e feliz. Certo dia, algo no seu corpo mudou. A Cabrinha Feliz assustou-se…

Percebeu que ia ser mãe, e começar a dar leite.
A Cabrinha Feliz não sabia bem se estava preparada para as alterações do seu corpo. Habituada a ser a mais atlética do pasto, receava deixar de ser admirada pela sua boa forma física.

Mas a cria foi-se desenvolvendo dentro da sua barriga, e ela começou a ficar cada vez mais entusiasmada com a ideia.
Afinal, ali davam-lhe todas as condições para uma gravidez sem percalços: uma alimentação 100% biológica, uma cama confortável onde descansar, os melhores cuidados de saúde, e claro, um espaço ao ar livre onde podia continuar a fazer a sua actividade física.

E até parecia que o novo estatuto de futura mãe fazia com que a Cabrinha Feliz recebesse ainda vez mais atenção.

Chegado o dia, deu à luz um lindo cabritinho. Que animação!, todos lhe deram os parabéns pela notícia. Outra boa notícia, é que o leite da Cabrinha Feliz se revelou delicioso.
Com ele alimentava o seu cabritinho, e o agricultor biológico recolhia o leite excedente para fazer queijinhos deliciosos.

A Cabrinha Feliz começou a ter orgulho nos produtos que faziam com o seu leite, ricos em Cálcio, Vitaminas, e livres de aditivos artificiais.
Parecia que a sua actividade física e a alimentação azia bem a todos.
Até às pessoas activas que começaram a comer Cabrinha Feliz.

O queijo de uma Cabrinha Feliz, é mais saudável e saboroso.
E dá-lhe a si mais saúde e felicidade.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 3:16 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)