Canadá

Viajar para o Canadá – a Natureza no seu melhor – por Maria Pinto

Destino: Canadá

País com elevado nível de qualidade de vida e profundo respeito pela Natureza. Cidades muito asseadas e tranquilas, ruas e passeios amplos, trânsito controlado e peões privilegiados. Zonas rurais que são autênticos postais ilustrados.

Guia de Viagem

Itinerário:
Eis-me em Toronto. O espectáculo começou logo à saída do aeroporto na fila de espera do táxi com a azafama muito organizada de dezenas de taxistas a partir e a chegar e as enormes “banheiras” pareciam tornar minúsculas as malas de viagem. A diferença horária (5 horas) jogava a meu favor e a excitação das primeiras horas no Canadá enganaram o meu relógio biológico. O que de mais positivo fiquei de Toronto é que apesar de ser uma das maiores cidades do mundo é extremamente limpa e segura.

Aí visitei a CN Tower, o Skydome (complexo desportivo) e o magnífico museu tecnológico Ontário Science Center onde mais do que ver pude mexer. Depois de um sono reparador aluguei um carro e parti para a região do Quebec. Visitei a cidade de Quebec dando longas caminhadas a pé pelo Dufferin Terrace junto ao imponente castelo Frontenac, hoje transformado em hotel, e pelo Quartier Petit-Champlain, considerada a vila mais antiga da América do Norte, onde as lojas de artesanato, pastelarias e restaurantes estão repletas de turistas.

Depois de 2 dias de “descanso” citadino voltei à estrada. E que estrada: a panorâmica Beaupré Coast e Charlevoix Coast com 250km de encher a vista entre Quebec e Tadoussac. Junto a Tadoussac a travessia no ferry parecia anunciar que iria entrar num “outro” Quebec mais rural, com densidade populacional muito inferior e por isso mesmo, mais selvagem ( adeus telelé!). Esta aldeia, na confluência de 2 rios, um deles o S. Lourenço, com vários km de largura, é visitado por baleias no Verão. A aldeia seria por si só um lugar a visitar pois na sua simplicidade é amorosa e respira-se paz e beleza por tudo o que é sítio.

Igualmente compensador foi a visita ao Saint Felicien Wild Zoo, com muitos hectares onde os animais da região gozam de bastante liberdade. Segui viagem para a península de Gaspasie com estrada panorâmica. Junto à encantadora vila de Percé visitei a ilha Bonaventure onde habitam 200 milhões de aves e onde os amantes das caminhadas encontram o seu paraíso.

Curiosidades
Nas frescas águas do rio S. Lourenço forma-se um ecossistema onde abunda o planton que, às toneladas, são consumidos diariamente por um colónia de cerca de 600 baleias que todos os anos para ali chegam em Junho e ali permanecem até Outubro. Neste rio podemos facilmente encontrar 4 tipos de baleias: baleia rorqual, baleia minke, a baleia corcunda e a baleia branca (beluga) e, com bastante sorte, podemos avistar a famosa e enorme baleia azul.

O que mais gostei desta minha viagem ao canadá
Em Tadoussac encantei-me com o passeio de insuflável (20 pessoas) às baleias. Quando vesti os fatos de protecção para o frio não imaginava o quanto maravilhosa a viagem ia ser. Mal avistei uma baleia ao longe tirei logo uma foto e considerei-me uma grande sortuda. Nem sonhava que uma beluga iria atravessar o barco de um lado a outro nem que iria ser borrifada por uma Finback!

Vi imensas baleias que normalmente andam em grupo, medem em média 25m e alimentam-se exclusivamente de planton (ufa!!)
Para além destes mamíferos somos muitas vezes “vigiados” por curiosas focas que vêm à tona, olham para nós, e rapidamente mergulham. Estes passeios duram cerca de 2h (que parecem 2 min.) e custam à volta de 30 euros por adulto.
Como amante da Natureza adorei o passeio de comboio no Saint Felicien Zoo onde pude avistar animais como ursos, renas, búfalos, linces,…em espaços tão amplos que não nos apercebemos que têm limites; Aliás, o único animal que no passeio vai enjaulado, somos mesmo nós.

Como chegar ao Canadá
A air transat tem voos directos do Porto e Lisboa para Toronto e Montreal, a rondar os 550 euros. Aconselho a alugar um automóvel em qualquer companhia de Rent car a preços inferiores aos praticados em Portugal (e a gasolina também).

O bilhete para o passeio às baleias, que devem ser reservados de véspera, pode ser obtido no próprio hotel. Há 2 tipos de barcos: cruzeiros (300 pessoas) e insufláveis (20 pessoas) aconselho este último.

Onde ficar alojado
Em Toronto ficámos no hotel Best Western Primrose – Muito perto do centro da cidade com acesso fácil aos principais pontos turísticos. Classifico como um bom hotel.
Na Cidade do Quebec ficamos no Aux Trois Balcons B & B, localizado a Poucos minutos a pé do centro da cidade. Class.: muito bom.
TadoussacHotel Le Beluga – Localização: perto da baía. Tambem muito bom.
Em Percé escolhemos o hotel Riôtel Percé, Localizado a 5km do centro da vila; paisagem panorâmica das ilhas – Class.: bom.

Quando viajar – Melhor época do ano para viajar para o Canadá
Aconselho a ir no Verão quando as temperaturas variam entre os 18/23 graus. No outono a beleza das folhagens dão um encanto especial aos bosques. A época para observação das baleias é de Junho a Outubro e os museus e o zoo estão abertos todo o ano.

O que Procura?

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *