Carcinoma Basocelular

O carcinoma basocelular ou basalioma é um cancro da pele de crescimento lento, (trata-se de um tipo de cancro da pele em indivíduos de raça branca por demasiada exposição ao sol). Um cancro da pele surge quando as células cancerosas se formam nas camadas da epiderme. As células normais dividem-se de forma planeada, produzindo mais células apenas quando é necessário. Mas as células cancerosas dividem-se sem qualquer tipo de controlo ou ordem, provocando frequentemente um nódulo. Este nódulo é designado por tumor. Algumas células cancerosas espalham-se para outras partes do corpo, mas as células do cancro basocelular raramente o fazem. Grande parte dos cancros da pele surge em indivíduos com idades entre os 40 e 50 anos. O basalioma surge em indivíduos de pele clara e cabelo claro que se expõem demasiado ao sol. Agricultores, trabalhadores rurais e praticantes de golfe são bons exemplos de indivíduos com maiores probabilidades de apanharem cancro da pele. O carcinoma basocelular é o tipo de cancro da pele mais comum nos indivíduos de raça branca. Os indivíduos de raça negra raramente sofrem de cancro da pele.

Causas do carcinoma basocelular (basalioma)

A principal causa do cancro da pele é a exposição aos raios ultra-violeta (UV) provenientes do sol. As lâmpadas solares e os solários que utilizam raios UV artificiais também podem provocar cancro da pele. É impossível apanhar cancro por contágio de outra pessoa. Pessoas que tenham lidado bastante com determinados químicos têm mais probabilidades de apanhar cancro da pele. Estes químicos são o alcatrão de hulha, resina, creosoto, arsénico ou o rádio. Os indivíduos com um sistema imunitário debilitado também correm mais riscos. Os indivíduos poderão ter um sistema imunitário debilitado se tiverem sido submetidos a um transplante de órgãos ou possuírem determinado tipo de doenças.

Sinais e sintomas do carcinoma basocelular (basalioma)

O sinal de aviso mais comum é uma ferida que não revela tendência para a cura ou o aparecimento de um nódulo na pele, designado como tumor. Este tumor tem geralmente um aspecto liso, brilhante, claro ou ceroso. Outro tipo de nódulo assemelha-se a uma cicatriz. O nódulo semelhante a uma cicatriz apresenta habitualmente um aspecto avermelhado e duro. O carcinoma basocelular surge com grande frequência no pescoço, na face ou nas costas das mãos uma vez que é a pele que apanha mais sol. O cancro da pele também surge com alguma frequência nos braços, peito e parte superior das costas. Muitas mulheres apanham cancro da pele no peito.

Diagnóstico – Como se Diagnostica:

O cancro da pele diagnostica-se por biópsia da pele. Poderá começar por fazer uma biópsia cirúrgica em que lhe é removida uma parte do tumor ou da úlcera. O tecido é enviado para um laboratório para lhe serem efectuados exames e verificar se há células cancerosas presentes. Se forem descobertas células cancerosas são efectuados outros exames para descobrir que tipo de cancro é e qual o seu crescimento.

O que Procura?
28 Tratamentos Caseiros para Celulite Infecciosa em Crianças e Adultos

Cuidados a ter:

Mantenha uma lista escrita dos medicamentos que está a tomar, das alturas e das razões pelas quais os está a tomar. Leve sempre consigo a lista dos medicamentos ou os frascos dos medicamentos quando tiver consultas com os seus médicos. Saiba porque está a tomar cada um dos medicamentos. Peça ao seu médico mais informações sobre os medicamentos. Não tome medicamentos, medicamentos de venda livre, vitaminas, ervas ou suplementos alimentares sem antes falar com o seu médico. Tome sempre os medicamentos da forma prescrita pelo médico. Contacte o seu médico se achar que os medicamentos não o estão a ajudar ou se sentir efeitos secundários. Não deixe de tomar os remédios antes de falar com o seu médico. Se estiver a tomar antibióticos, tome-os até terminar mesmo que se sinta melhor. Se estiver a tomar medicamentos que o façam sentir sonolento, não conduza nem utilize equipamentos pesados.

Consulta:. O seu médico poderá ter a intenção de o ver pelo menos de três em três meses durante o primeiro ano. Depois, a periodicidade das visitas poderá aumentar para os seis meses durante os quatro anos seguintes. Anote quaisquer perguntas que possa ter relativamente ao cancro e ao método de tratamento. Desta forma não se esquecerá de as fazer durante a visita seguinte.Cuidados com a pele: Há diversas formas de proteger a pele de forma a mantê-la saudável. Uma pele saudável protege-o do calor, da luz, das infecções e dos ferimentos. A pele ajuda ainda a armazenar água, gorduras e vitamina D.

NÃO utilize solários. São tão prejudiciais à pele quanto o sol.

Procure novos nódulos na pele uma vez por mês:
Um sinal é um nódulo pequeno e escuro na pele. Entre os 30 e os 40 anos costumam aparecer inúmeros sinais normais. Um sinal que apareça após os 30 anos de idade deverá ser cuidadosamente observado para verificar se aconteceram alterações. Conheça o aspecto das suas marcas de nascença e dos sinais.

Verifique todas as partes do corpo. O melanoma pode crescer numa pele que não esteja exposta ao sol. Entre estas inclui-se o couro cabeludo e a pele entre os dedos dos pés e das nádegas. Procure ainda por sinais nas palmas das mãos, nas solas dos pés ou nos lábios e gengivas. A melhor altura para procurar esses sinais é após um duche ou banho. Certifique-se de que o faz num compartimento com uma boa luminosidade. Utilize um espelho de corpo inteiro ou um espelho que consiga segurar.

Proteja a sua pele dos raios ultra-violetas (UV) do sol:

Use protector solar com, pelo menos, um FPS (factor de protecção solar) de 15. Também deve proteger contra os raios UVA e UVB Não é necessário adquirir uma marca de protector solar cara. Uma marca mais barata terá o mesmo efeito desde que tenha o factor de protecção solar 15 e tenha protecção contra o UVA e o UVB

Siga as indicações da etiqueta quando utilizar o protector solar.
Espalhe o protector solar pelo menos 30 minutos antes de se expor ao sol.
Volte a aplicar mais protector solar na pele que esteja exposta ao sol durante mais de uma hora.
Do mesmo modo, volte a aplicar protector solar se for nadar ou se ficar suado.
Não se exponha ao sol entre as dez da manhã e as três da tarde. É a altura em que o sol está mais forte e mais danos pode causar à pele. O sol é mais forte no verão. Mas a reflexão do sol na neve, no cimento ou na areia também pode ser prejudicial.

O que Procura?
13 Incríveis Remédios Caseiros para Aliviar a Coceira no Couro Cabeludo

Utilize protectores para os lábios. Muitos batons e bálsamos possuem protector solar na sua composição.
Utilize camisolas de manga comprida e calças para proteger os braços e pernas quando estiver no exterior, exposto ao sol. Utilize um chapéu de abas largas para proteger a cara e o pescoço.

Siga estas regras simples para se lembrar facilmente de proteger a pele:

Afaste-se do sol ou proteja a pele sempre que a sua sombra for mais pequena do que você.
Coloque um protector solar sempre que puser os seus óculos de sol. Utilize óculos de sol com protecção UVA e UVB.
Vista uma t-shirt, coloque protector solar e ponha um chapéu!

É difícil aceitar que se tem um cancro. Poderá, bem como os seus familiares, sentir-se furioso, triste ou assustado. São sentimentos normais. Fale com os médicos, com familiares ou com amigos sobre os seus sentimentos e deixe-os ajudá-lo. Encoraje os que lhe são mais chegados a falar com o seu médico sobre o modo como estão a lidar com a situação em casa. O médico poderá ajudar a família a compreender a melhor forma de apoiar a pessoa com cancro.

Riscos e Complicações do carcinoma basocelular (basalioma)

Alguns tratamentos provocam efeitos secundários desagradáveis. É possível apanhar uma infecção ou sangrar em demasia durante uma biópsia do tumor. Mas as possibilidades de evitar que o cancro se dissemine são maiores se for tratado. Os riscos deste tipo de cancro da pele são diminutos. Mas se o cancro não for tratado, poderá disseminar-se para outras partes do corpo. Assim que o cancro se tiver disseminado, poderão ocorrer problemas ainda piores. Contacte o seu médico se estiver preocupado ou tiver alguma questão a colocar relativa ao tratamento ou aos medicamentos.

Tratamento do carcinoma basocelular (basalioma)

O tumor ou úlcera pode ser retirado utilizando o calor, cirurgia, terapia laser ou o congelamento. O carcinoma basocelular também pode ser tratado com radiação ou quimioterapia. Se for retirada uma área grande de pele, poderá necessitar de um enxerto de pele para ajudar a fechar e a cicatrizar a ferida.

Opções de tratamento: O tratamento poderá ser alterado se o cancro não estiver controlado. Isto só é decidido depois de lhe serem feitos exames. Poderá ter de efectuar alguns dos seguintes tratamentos, individualmente ou em conjunto:

Criocirurgia: Um químico designado por nitrogénio líquido é colocado no tumor. Este químico congela a pele e mata as células cancerosas. Quando a pele descongela, a pele morta cai. Poderá ser necessário realizar esta criocirurgia mais do que uma vez para eliminar totalmente o cancro. O congelamento da pele não costuma ser doloroso. Mas após o descongelamento da pele, esta poderá tornar-se dolorosa e inchar. Após a recuperação total da pele tratada poderá ficar visível uma cicatriz branca.

O que Procura?
Conheça 5 dicas e segredos para uma pele sempre jovem e bonita

Curetagem e Electrocoagulação: É um tipo de cirurgia que poderá ser necessário efectuar mais do que uma vez para tratar o cancro da pele. O tumor (nódulo) é removido com uma ferramenta afiada, em forma de colher, designada por curetagem. É então utilizada electricidade para aquecer uma agulha que pára a hemorragia e mata todas as células cancerosas ainda existentes. É designada como electrocoagulação. A agulha não envia electricidade para o corpo. Após a recuperação total da pele tratada poderá ficar visível uma cicatriz branca.

Cirurgia de Moh: Esta cirurgia retira apenas a pele com células cancerosas e a menor quantidade possível de tecido saudável. São extraídas pequenas camadas do tumor, uma de cada vez. É utilizado um microscópio para observar cada camada de pele e verificar se há células cancerosas. Isto é feito até o tumor desaparecer. É utilizada em tumores grandes ou profundos e em tumores situados em locais de difícil tratamento. O tamanho da cicatriz na pele depende do tamanho da área tratada.

Terapia a Laser (laserterapia): É utilizado um feixe estreito de luz para retirar ou matar as células cancerosas. Pode ser utilizada para tratar tumores nas camadas externas da pele. Poderá ser necessário proceder a anestesia para adormecer a pele antes da terapia. Normalmente as cicatrizes na pele provocadas pela terapia laser são bastante pequenas. Mas poderá sentir dores na pele tratada, até esta curar totalmente.

Enxerto de pele: Para efectuar um enxerto de pele retira-se uma zona fina de pele saudável de qualquer parte do corpo. Faz-se um enxerto de pele porque podem ficar feridas ou cicatrizes após a remoção de um tumor grande ou profundo da pele. Por isso, é posteriormente colocado um pedaço de pele saudável no local onde o cancro foi retirado. Um enxerto de pele pode ajudar a fechar a ferida e a diminuir a quantidade de cicatrizes.

Quimioterapia tópica: Tópica significa que a quimioterapia é colocada na pele como loção ou creme. Este medicamento é utilizado para tratar o cancro situado nas camadas externas da pele. A quimioterapia tópica é aplicada no tumor para matar as células cancerosas. A pele pode ficar dorida e parecer bastante avermelhada enquanto está a ser tratada. Mas a pele tratada não costuma ficar com cicatrizes.

Radiação: É a utilização de raios x ou raios gama para tratar o cancro. A radiação mata o cancro e impede que este se espalhe. Impede ainda que as células cancerosas se dividam em novas células que é uma das formas do cancro se espalhar. No cancro da pele, a radiação é utilizada para tratar tumores em áreas mais complicadas. Os cancros de pele nas pálpebras, na ponta do nariz ou no ouvido podem ser tratados com radiação. Este tipo de terapia pode provocar prurido na pele ou fazer com que esta fique avermelhada ou seca. Características da pele, como a sua cor, poderão alterar-se passados alguns anos após ter sido tratada com radiação.

Foto de um carcinoma de células basais



18. março 2011 by admin

15 Comentários no Fórum

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. Descobri um câncer de pele na bochecha, começou como uma espinha que não sai, depois de muito espremer para estoura-la, virou uma couve flor que sangrava e coçava muito, fui a um clínico que me encaminhou para um dermatologista cirurgião de diagnosticou e marcou a biopsia e a cirurgia! De agora em diante não espremo mais nenhuma espinha, cravo ou qualquer coisa que apareça.
    Pele é para ser cuidada por dermatologista.

  2. Gostaria de fotos antes e depois de cirurgia de retirada de câncer de pele na região perto dos olhos, parte interna do nariz quase na sobrancelha…a cicatriz como fica? Seria um ponto de interrogação ao contrário como meu médico explicou iniciando na parte inferior da testa, no meio e seguindo até bem próximo a vista…? Cirurgia plástica e ainda assim fica cicatriz?? Obrigada

  3. meu tem esse cancer mais ja foi retirado pode volta de novo ja cicatrizou bem gracasa deus ele nao sente coceira meu esta curado ou precisar fazer o tratamento tomar remedio

  4. Oi. Minha tia foi diagnosticada com carcinoma basocelular tipo nodular, no rosto perto do olho e do nariz ha uma semana, desde que foi retirado um sinal ela começou a sentir o olho como se tivesse querendo fechar e umas dores de cabeça tipo queimando de um lado, depois passa pro outro lado, gostaria de saber o porque das dores? Ela esta aguardando o médico pedir exames e começar o tratamento. Obrigada!

  5. OLá ,minha mae tem carcinoma basocelular há mais ou menos 35 anos ,tratou apenas uma vez,pois tem medo de tratar a fundo ,gostaria de saber se existe uma ajuda pra ela fazer o tratamento correto…..

  6. Aconselho microcirurgia de Mohs. É radical, retira todo o cancro e a cicatriz desaparece passado um ano! Eles fazem depois da operação um controle 2 vezes ao ano a todo o corpo. Muito, muito eficaz.

  7. Comecei a varificar que tenho a ponta do nariz mais ascura em relação ao resto do nariz, pergunto a que se deve istro?

  8. Fiz uma cirugia a um mes, o medico ja marcou outra pois meus pontos estouraram e não quer cicatrizar é cancer maligino!!! Carginoma basocelular no nariz porque ta tão feio a cirurgia e não quer cicatrizar??

  9. Ola!Descobri a um mes que tenho carcinoma basocelular maligno após retirada de uma bolha proximo ao olho ao lado do nariz , e agora descobri que teve reicindiva e tenho que retornar no medico cirurgiao plastico pois esta crescendo novamente rapido e esparramando internamente visivel ao olho nú a pergunta é : preciso fazer novamente a cirurgia ? a DR disse que agora esta na palpebra inferior, retira-se muita pele do rosto ? vai precisar de enxerto? nao estou com medo mas aciosa … alguem pode me ajudar ???

  10. Eu tinha uma mancha acima do lábio superior durante uns sete anos, como ela cresceu, resolvi removê-la. Dermatologista e cirurgião plástico acharam que era benigno e foi feita uma cauterização no local. Porém o resultado da biopsia apontou Carcinoma basocelular e o cirurgião quer operar para uma exerese completa, acompanhado de patologista e com congelação. Pergunto: A cirurgia é o melhor procedimento? Deixará marcas? Radioterapia é uma possibilidade ou é desnecessária?

  11. TIVE O CASINOMA BASOCELAR A 4 ANOS E MESMO DEPOIS DA RETIRADA CONTINUA COÇANDO MUITO NO LOCAL AGORA MAIS AIND E NA BOLA DO OLHO ELE ERA NA PALPEBRA BEM EM SIMA DO PINGO LAGRIMAL SINTO ALGUMA COISA ANDA NO LOCAL. FICO MUITA APREENCIVA ACHO QUE ELE NAO FOI CURADO
    QUERO SAB SE ESSA COCEIRA E DO CANCER ?

  12. OI ESTOU PREOCUPADA POIS TIVE UM CACENOMA BASOCELULAR MALIGUINO DA PELA LOCALIZADO NA PALPEBRA EM 2008 FIZ A CIRUGIA FEIDA A BIOPIAS DE CONGELAMENTO.MEU MEDICO DISSE QUE EU ESTAVA CURADA MAS SEMPRE TIVE MUITA COCEIRA NO LOCAL DA CIRUGIA AGORA AUMENTOU MUITO A COCEIRA E CINTO MUITO NA BOLA DO OLHO ISSO ME ENCOMODA E ME FAZ PENSA QUE EU AINDA NAO ESTOU CURADA QUAL E SUA OPNIÃO QUERO MUITO SAB SE CORO O RISCO DE AINDA ESTA COM O CANCER.

  13. boa tarde, em primeiro lugar gostaria de parabenizar pelo site, muito educativo e objetivo! abordando o assunto de maneira delicada, trouxe-me infs. preciosas, pois, há um ano retirei um carcinoma basocelular próximo ao nariz e
    como toda pessoa que tem ou teve câncer, sinto-me insegura e por muitas vezes deprimida.
    importante é saber que há cura! Acredito nela e aqui estou!
    parabéns pela qualidade do trabalho e função social.

  14. Boa tarde,

    Em doente muito idoso (98 anos) com tumor muito avançado junto ao lábio/nariz qual poderá ser a melhor abordagem para tratamento? Desistiu-se da crioterapia por ser muito dolorosa.

    Obrigada,

    M. Vieira

  15. Boa Tarde,

    Tenho o que parece ser um carcinoma basocelular (basalioma) no peito.
    Que surgiu e tem estado a evoluir desde há uma semana e tem agora um tamanho aproximado de 14 mm. Gostaria de poder enviar uma foto para melhor analisarem.
    Contudo, vivendo no Porto, a onde me deverei dirigir para proceder à sua extracção?

    MCpts.
    Jorge Pessoa

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *