10 Causas de Deficiência de Vitamina B12 (Cobalamina): Você está em risco? - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

10 Causas de Deficiência de Vitamina B12 (Cobalamina): Você está em risco?

A deficiência de vitamina B12 pode ser devido a uma dieta que não possui alimentos ricos em cobalamina, como no caso de veganos e vegetarianos.

Também pode ser devido a uma má absorção devido ao alcoolismo, níveis baixos de ácidos no estômago, uma glicoproteína chamada “fator intrínseco gástrico”, gastrite, doença celíaca, doença de Crohn, anemia perniciosa, envelhecimento e alterações genéticas.

Envelhecimento é Uma Das Causas De Falta De Vitamina B12 (Cobalamina) No Organismo

Para ter uma ideia, quase dois quintos da população dos EUA tem uma quantidade marginal de vitamina B12 (cobalamina) no organismo, colocando-as em alto risco de deficiência.

Podemos até pensar que a solução rápida para solucionar a falta do nutriente seja comer alimentos ricos em vitamina B12, mas não é assim tão simples!

A falta de vitamina B12 pode ser causada não só por quantidades inadequadas de vitamina na dieta, como também pela fraca absorção no intestino.

Abaixo resumimos alguns fatores que podem causar (ou aumentar o risco de) deficiência de vitamina B12.

1. Veganismo ou vegetarianismo

Uma vez que a maioria das fontes de vitamina B12 são oriundas de produtos de origem animal, como a carne ou o leite, os veganos precisam ser mais vigilantes quanto à deficiência da vitamina. Na verdade, esta ocorrência é tão comum entre os veganos que algumas pessoas acreditam que o aumento do número de casos de deficiência seja devido à popularidade do veganismo.

Para os veganos, a pele do cogumelo champignon é a única fonte natural de B12 absorvível. Outras fontes incluem alimentos fortificados e suplementos.

Observe que, uma vez que o fígado armazena a vitamina, se você for vegano ou deixa de comer alimentos com vitamina B12, as reservas da vitamina podem durar apenas 3 a 5 anos. 3 Os sintomas de deficiência começarão a surgir após esse período.

Embora existam muitos produtos vegetarianos como a espirulina (algas azul-verde) comercializadas como boas fontes de vitamina B12, algumas pesquisas mostram que na realidade isso não é verdade. O processo de cozinhar e armazenar pode, também, destruir a vitamina.

2. Bebidas alcoólicas

A deficiência funcional de vitamina B12 está associada ao abuso de álcool. Esta ausência, é mais proeminente nos bebedores pesados ​​e aqueles com a doença hepática alcoólica.

A carência funcional significa que enquanto a quantidade de vitamina B12 encontrada no sangue estiver dentro do intervalo normal, a B12 não é metabolizada.

3. Ingestão de antiácidos a longo prazo

Quem tem distúrbios gastrointestinais como azia, úlcera péptica ou refluxo ácido, normalmente usa medicamentos antiácidos.

Os antiácidos neutralizam o efeito dos ácidos do estômago. Mas o corpo precisa de ácido gástrico para ativar algumas reações enzimáticas para absorver a vitamina B12. Assim, o uso de antiácidos a longo prazo pode resultar na má absorção de vitamina B12.

4. Cirurgia para perda de peso

A privação de vitamina B12 é detetada muitas vezes entre pessoas que realizaram uma cirurgia bariátrica. Existem 2 tipos de cirurgia bariátricabypass gástrico onde uma porção do estômago é transformada numa pequena bolsa e presa ao segmento distal do intestino delgado; e outras técnicas restritivas como a ligação gástrica onde é criada uma restrição no estômago para limitar a ingestão de alimentos pelo paciente.

A cirurgia de bypass gástrico diminui a secreção de ácidos do estômago e uma glicoproteína chamada FI (fator intrínseco), ambos importantes para a absorção de B12.

A cirurgia de bypass gástrico geralmente leva a uma má absorção de nutrientes, sendo uma delas a vitamina B12.

5. Gastrite atrófica ou auto-imune

A Gastrite é a inflamação ou erosão do revestimento do estômago e pode ser de 2 tipos – atrófica ou autoimune.

Ambas destroem as células do revestimento do estômago e reduzem a produção de ácido clorídrico, afetando assim a absorção de vitamina B12 dos alimentos.

Pode ser necessário tomar suplementos B12 para mitigar a escassez, uma vez que a dieta usada durante o tratamento da gastrite pode excluir carne e alguns produtos lácteos, excepto iogurte.

6. Anemia perniciosa

Uma condição em que o corpo produz glóbulos vermelhos não funcionais anormalmente grandes, a anemia perniciosa é um fator de risco e uma complicação desta deficiência.

A anemia perniciosa é uma condição autoimune em que suas células imunes atacam o revestimento do estômago que segrega o fator intrínseco (IF)gástrico.

Sem IF, a vitamina B12 não pode ser absorvida adequadamente, o que leva a uma deficiência. Esta condição afeta principalmente pessoas com mais de 60 anos de idade e aqueles com história familiar de pelo menos 3 condições auto-imunes (doença de Addison, vitiligo ou anemia perniciosa).

7. Mal absorção De B12 No Intestino Delgado

São muitas as doenças estomacais e intestinais que podem afetar a boa absorção de cobalamina (B12) no intestino delgado. Algumas delas são:

Sobrecrescimento bacteriano do intestino delgado (SIBO): as bactérias nocivas utilizam a B12 disponível antes de terem sido absorvidas pelo intestino delgado, levando a uma carência.

Doença celíaca: esta condição auto-imune caracterizada por alergia ao glúten afeta o revestimento do intestino delgado, causando má absorção da vitamina.

Doença de Crohn: esta condição é caracterizada por um íleo danificado – uma seção do intestino delgado responsável pela absorção desta vitamina.

A teníase (infecção intestinal): as tênias presentes no estômago alimentam-se da vitamina B12 antes de terem sido absorvidas pelo intestino. Para evitar a deficiência devido a tênias, certifique-se de evitar comer carne pouco cozida ou peixe.

8. Aleitamento materno por uma mãe deficiente em B12

A falta de vitamina B12 é muito comum em bebês nascidos de mães veganas ou vegetarianas. Um estudo realizado mostrou que a prevalência da deficiência entre lactentes é de cerca de 45%.

Os bebês de mães veganas têm assim uma necessidade acrescida de vitamina B12 uma vez que essa necessidade pode não ser cumprida, quer pela dieta, quer através do leite materno. Como consequência, essa deficiência pode afetar severamente o crescimento do bebê.

9. Idade acima de 50 anos

Estudos demonstraram que as hipóteses de falta da vitamina aumentar com a idade. Estima-se que 10 a 15% das pessoas acima de 60 tenham essa deficiência.

Com a idade, a diminuição da secreção ácida do estômago e a quantidade da enzima digestiva pepsina resulta na diminuição da absorção de vitamina B12.

As pessoas mais velhas com problemas gastrointestinais são mais suscetíveis à deficiência.

Pessoas com mais de 50 anos de idade podem desenvolver alterações neurológicas devido à deficiência do nutriente, resultando em distúrbios nervosos e mentais.

Além disso, a carência do nutriente nos idosos está associada a muitos problemas de saúde, como Níveis elevados de homocisteína, o que aumenta as hipóteses de desenvolver doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais e doença de Alzheimer.

10. Fatores genéticos

Foi identificado num estudo que a absorção de vitamina B12 pode ser o resultado de uma mutação genética hereditária.

Num estudo realizado em 154 famílias suspeitas de má absorção hereditária de cobalamina (B12), 126 famílias foram identificadas com 1 dos 3 genes – CUBN, AMN e GIF – mutados. Os genes mutados podem não apenas inibir a absorção de B12, como também levar a anormalidades no sangue e no cérebro.

Consome vitamina B12 através da sua dieta? Não?

Alguns alimentos ricos no nutriente são, os ovos, leite, queijo, produtos lácteos, carne, peixe, marisco e aves de capoeira.

Se a deficiência é devido a uma má absorção, pode tomar suplementos. Mas primeiro certifique-se de obter tratamento para a causa dessa má absorção, uma vez que a deficiência prolongada de cobalamina pode levar a complicações de saúde como a doença cardíaca, doença de Alzheimer e infertilidade.

Referências do artigo

https://www.ars.usda.gov/
https://www.acs.org/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
https://link.springer.com/
http://www.msdmanuals.com/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
https://vegetariannutrition.net/
https://www.nhlbi.nih.gov/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/

Atualizado em 20 Março 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade

Isensão de Responsabilidade: A nossa plataforma foi criada com o objetivo de facilitar o acesso a informação de valor "Ciência com Saúde", baseada em estudos científicos. Tudo o que publicamos tem uma base científica. No entanto, nenhuma das publicações têm o objetivo de servir como diagnóstico, sendo sempre indicada consulta médica. O mesmo se refere a tratamentos, clínicas, suplementos e medicamentos indicados. A indicação, dosagem, e forma de uso é apenas ilustrativa, não estando indicada a automedicação ou suplementação sem antes haver indicação médica profissional. O mesmo se refere aos preços dos produtos por vezes indicados. Esses valores são baseados no ano de 2018 e servem apenas como informação auxiliar, não estando a nossa plataforma de nenhuma forma a ligada a essas empresas.