6 Possíveis Causas de Doença Celíaca: Alimentos que Contenham Glúten são Proíbidos - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

6 Possíveis Causas de Doença Celíaca: Alimentos que Contenham Glúten são Proíbidos

Fatores como a predisposição genética, doenças autoimunes e determinadas mutações genéticas podem aumentar significativamente as suas probabilidades de desenvolvimento de doença celíaca.

Outros fatores que também podem influenciar o seu nível de susceptibilidade ao aparecimento deste problema incluem a idade em que o glúten foi pela primeira vez introduzido na sua dieta, bem como durante quanto tempo foi amamentado.

Conhecer as principais causas de doença e determinar se se encontra ou não sob um elevado risco de desenvolvimento da mesma constitui a melhor forma de diagnosticá-la a tempo de prevenir futuras complicações resultantes deste problema.

A Imagem Ilustra O Intestino Saudável à Esquerda E A Doença Celíaca à Direita

Em que consiste a doença celíaca

A doença celíaca representa um transtorno autoimune do intestino delgado que pode manifestar-se através de mais de 300 sintomas diferentes, acabando, muitas vezes, por originar complicações digestivas de longo prazo, dificultando assim a absorção de certos nutrientes imprescindíveis para o bom funcionamento do organismo.

Em certas pessoas, esta doença pode acabar por afetar também outras partes do corpo.

Produtos Que Contenham Glúten Estão Proibidos Em Pessoas Com Doença Celíaca

Esta doença torna o paciente extremamente sensível ao glúten, uma proteína encontrada em cereais como o trigo, centeio e cevada.

Em quem sofre desta doença, o corpo desencadeia uma reacção imunológica após o consumo de produtos que contenham glúten, dando origem a sintomas como a dor abdominal, diarreia, constipação (prisão de ventre), fezes com mau cheiro, vómitos, fadiga e irritabilidade.

Causas e fatores de risco

Ainda que as verdadeiras causas de doença celíaca não sejam totalmente conhecidas, existem algumas evidências que a associam a determinadas mutações genéticas.

Cerca de um terço da população possui esta mutação.

No entanto, apenas uma pequena percentagem dos afetados acaba por desenvolver a doença.

Isto significa que existem outros fatores para além da genética que desempenham um papel muito importante no desencadeamento desta desordem.

De seguida abordaremos alguns dos factores que poderão contribuir para as probabilidades de desenvolvimento da doença.

1. Mutações genéticas

O sistema Antígeno leucocitário humano (HLA) constitui um complexo genético que pode apresentar uma correlação directa com o desenvolvimento de doença celíaca em determinadas famílias.

Estes genes controlam o desenvolvimento do sistema imunitário, e quaisquer falhas nos mesmos podem dar origem a desordens autoimunes.

Em celíacos, o glúten presente em cereais como o trigo, centeio e cevada dá origem a inflamações no intestino delgado.

As mutações genéticas responsáveis por esta desordem podem ser passadas de geração em geração, o que significa que quem tem pais ou irmãos que sofram desta doença está sob um elevado risco de vir a desenvolvê-la.

Estudos descobriram que 95% dos celíacos apresenta o antígeno HLA-DQ2.

É possível ser testado para descobrir se estes genes se encontram ou não presentes no seu organismo.

2. Histórico familiar

Se alguém na sua família sofre de doença celíaca, então existe 10% de probabilidade de desenvolvimento da doença.

Caso esse familiar seja um irmão gémeo idêntico, então as probabilidades disparam para 75%.

3. Doenças de infância

A contracção de rotavírus e outras infecções do sistema digestivo durante a infância também pode contribuir para aumentar significativamente as probabilidades de desenvolvimento de doença celíaca.

4. Idade de introdução ao glúten

A idade em que o glúten é pela primeira vez introduzido na dieta do bebê também pode constituir um fator de peso nas probabilidades de aparecimento desta doença.

Geralmente, bebês que iniciaram o consumo de glúten antes dos 3 meses apresentam riscos consideravelmente maiores.

5. Pouco tempo de amamentação

Estudos defendem que, quanto mais longo for o período de amamentação, mais tardio será o desenvolvimento da doença.

Crianças que iniciaram o consumo de glúten numa fase em que não estavam a ser amamentadas também apresentam maiores probabilidades de vir a sofrer desta doença.

6. Outros problemas de saúde

Problemas autoimunes como as doenças da tireóide e diabetes tipo 1 podem dar origem a outras desordens autoimunes, tais como a doença celíaca.

Algumas doenças que aumentam o risco de desenvolvimento de doença celíaca:

– Problemas de tireóide

– Diabetes tipo 1

– Colite ulcerosa ou inflamação do cólon

– Doenças neurológicas do sistema nervoso, como a epilepsia

– Síndrome de Down

– Síndrome de Turner

O que fazer caso suspeite que sofre de doença celíaca

A Imagem Ilustra O Intestino Saudável à Esquerda E A Doença Celíaca à Direita

Caso suspeite que sofre desta doença, será necessário submeter-se a um exame de sangue após o consumo de glúten.

Posteriormente, é possível que tenha de fazer uma biópsia endoscópica do intestino delgado.

Este exame ajudará a determinar se o seu intestino apresenta os danos associados à doença celíaca.

O diagnóstico final será realizado após verificar se o seu estado de saúde melhora depois de se submeter a uma dieta livre de glúten.

Caso a doença celíaca lhe seja diagnosticada, será importante recorrer a um bom nutricionista, de modo a obter ajuda especializada na reestruturação dos seus hábitos alimentares.

Será importante evitar, não só cereais como a cevada e o trigo, como também quaisquer tipos de produtos que possam conter glúten, como é o caso do pão, certas massas e até cerveja.

Referências

https://www.beyondceliac.org/celiac-disease
https://www.niddk.nih.gov
https://celiac.org/celiac-disease
http://www.nhs.uk/Conditions/Coeliac-disease
https://www.coeliac.org.uk/coeliac-disease
https://www.beyondceliac.org/celiac-disease
https://www.niddk.nih.gov/health-information
https://www.cureceliacdisease.org
https://celiac.org/celiac-disease/understanding

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade