6 Causas da Tuberculose que Desconhecia - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

6 Causas da Tuberculose que Desconhecia

A tuberculose é causada pelo Mycobacterium tuberculosis, uma bactéria que pode ser transmitida através do ar quando uma pessoa com a doença (cujos pulmões são afetados) tosse, espirra, fala… 

Tuberculose

Se você vive ou trabalha em quartos próximos com uma pessoa infectada com tuberculose, passa muito tempo em lugares pouco higiênicos ou não estiver recebendo a nutrição adequada, você corre o risco de contrair essa doença infecciosa.

Além disso, se você for idoso (ou mesmo muito jovem), diabético, portador do vírus HIV/AIDS ou de outras doenças, ou ainda estiver passando por quimioterapia, você tende a ficar mais vulnerável.

Fatores associados à tuberculose

  • Idade avançada
  • Organismo muito jovem (de crianças, por exemplo)
  • Presença do vírus HIV/AIDS
  • Diabetes
  • Sessões de quimioterapia

Acredita-se que um terço da população mundial tenha a tuberculose latente, a qual pode ficar mais agressiva no futuro.

Embora afete apenas 3 de cada 100.000 americanos, a infecção tuberculosa é uma das doenças mais mortais do mundo.

É a principal causa de morte entre aqueles com o organismo já comprometido pelo vírus HIV.

Devido ao risco de complicações inerentes à doença, é melhor identificar os fatores de risco, causas e sintomas da tuberculose para que, então, você possa se proteger contra essa doença potencialmente fatal. (1)

Confira alguns detalhes sobre as causas e sintomas da tuberculose a seguir.

O que é e como ela age no organismo?

A tuberculose, tuberculose pulmonar ou simplesmente TB, é uma infecção contagiosa dos pulmões que também pode se espalhar para outras partes do corpo, danificando outros órgãos.

A doença é causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis. A infecção é latente em indivíduos que contraem a bactéria, mas ela pode se ativar futuramente.

Caso o sistema imunológico seja bem resistente, ele pode lidar com as bactérias e impedi-las de desenvolverem a infecção.

Porém, em pessoas com uma imunidade fragilizada a infecção pode se ativar nos pulmões e causar a TB. A infecção pode, inclusive, alastrar-se através da corrente sanguínea para outros órgãos, como as glândulas abdominais, o sistema nervoso, o sistema reprodutivo e os ossos. (2)

Como ocorre a transmissão da doença

Agora que você sabe qual patógeno causa a TB, serão abordadas algumas maneiras pelas quais a Mycobacterium tuberculosis é transmitida.

A boa notícia é que aqueles indivíduos com tuberculose latente que não apresentam nenhum sintoma de infecção não podem transmitir a bactéria.

No entanto, você pode contrair a Mycobacterium tuberculosis ao ser exposto a algum portador da doença nas seguintes situações:

  • Viver ou trabalhar em ambientes fechados com algum portador da infecção
  • Passar muito tempo com alguém que esteja infectado
  • Passar muito tempo em locais de alto risco, como prisões, abrigos ou instalações médicas que ofereçam cuidados contínuos
  • Ser um agente de saúde que lida com pacientes de alto risco para contrair a TB
  • Viver em países onde a TB está fora de controle, como a África Subsaariana, África Ocidental, Sudeste Asiático, China, América do Sul, Rússia, Vietnã, Filipinas ou Camboja.
  • Viajar para locais onde a TB esteja descontrolada
  • Ter uma má nutrição
  • Viver em um lugar contaminado ou com muitas pessoas (3)

Além disso, o risco de uma pessoa contrair a TB aumenta se uma variante resistente da doença começar a se espalhar pela região onde ela mora.

O aumento das infecções por HIV e da população sem-teto na mesma área também pode elevar o risco de infecção.

Causas da tuberculose ativa

Como você já sabe, a simples existência da Mycobacterium tuberculosis no organismo não significa que a infecção realmente se desenvolverá. Na verdade, das pessoas infectadas com a bactéria apenas de 5% a 10% desenvolvem a versão ativa da doença.

Na sequência, são listados alguns fatores de risco ou causas da TB primária ativa:

Idade avançada

Os idosos têm um sistema imunológico mais fraco, tornando-os mais suscetíveis à infecção ativa.

Organismo muito jovem

As pessoas muito jovens, como crianças, também são bem vulneráveis porque seus sistemas imunológicos ainda estão em desenvolvimento. Por isso, os corpos delas tendem a não ser fortes o suficiente para combater e conter a infecção.

Vírus HIV/AIDS

Uma infecção causada pelo vírus HIV/AIDS pode enfraquecer significativamente o sistema imunológico de uma pessoa, diminuindo a capacidade dela em lutar contra determinadas doenças, como a TB.

Diabetes

O diabetes também deixa o indivíduo mais vulnerável à tuberculose.

Sessões de quimioterapia

Caso o câncer exija tratamento quimioterápico, isso também pode expor o indivíduo à infecção por TB. Se for este o seu caso, você precisará observar cuidadosamente os sintomas ou ser examinado para identificar a presença da Mycobacterium tuberculosis, a fim de tratar o problema o mais rapidamente possível.

Sintomas

A TB só começa a mostrar sintomas perceptíveis depois que a infecção se torna ativa (TB ativa). O corpo não emite nenhum indício apenas por estar infectado pela Mycobacterium tuberculosis.

Esses sintomas aparecerão somente quando houver uma transição da tuberculose latente para a forma ativa da infecção (4):

  • Perda de peso sem causa aparente
  • Perda de apetite
  • Febre
  • Calafrios
  • Suores noturnos
  • Cansaço excessivo ou fadiga
  • Inchaço no pescoço

Sintomas nos pulmões

Além disso, se você tiver a tuberculose pulmonar também poderá sentir:

  • Dificuldade para respirar
  • Chiado no peito
  • Dor no peito
  • Tosse incessante por um período prolongado. Uma tosse que não desapareça após 3 semanas merece atenção, pois pode ser um sinal de TB. Geralmente, há algum catarro presente nessa tosse.
  • Tosse com sangue — também conhecido como hemoptise. (5)

Sintomas em outras glândulas

Caso a infecção se espalhe para os nódulos linfáticos, sistema digestivo, bexiga, ossos, articulações, nervos, cérebro ou sistema reprodutivo, os sintomas podem variar dependendo de qual parte do corpo for afetada.

Esses são alguns sintomas adicionais que podem ser observados nessas respectivas áreas do organismo:

  • Inchaço permanente das glândulas
  • Dor no abdômen
  • Perda de movimento em uma articulação ou osso
  • Dor em uma articulação ou osso
  • Dor de cabeça persistente
  • Confusão mental
  • Convulsões

Conheça os 8 Principais Sintomas de Tuberculose

Exames e tratamentos

Se suspeitar que corre o risco de desenvolver uma infecção tuberculosa, você deve contatar o seu médico. Os exames podem incluir uma radiografia ou escaneamento do tórax, exame de sangue, exame de escarro, ou um teste de sensibilidade cutânea (teste PPD).

Conforme explica a Organização Mundial de Saúde, se você estiver infectado é importante tratar o problema urgentemente para preservar tanto a sua própria saúde quanto a das pessoas mais próximas.

Em média, em apenas um ano os doentes infectados pela doença podem contaminar de 10 a 15 pessoas que entrarem em contato com eles. Quando não tratada, a tuberculose pode tirar a vida de 2/3 daqueles que tiverem a versão ativa da doença. (6)

Antibióticos, corticoides e suplementos vitamínicos podem ser prescritos como parte do tratamento, que dura cerca de seis meses. (7)

Caso você tenha algum dos fatores de risco, é recomendável fazer um teste para verificar se você está em uma categoria de alto risco ou se possui algum sintoma relacionado à TB.

Atualizado em 16 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade

Isensão de Responsabilidade: A nossa plataforma foi criada com o objetivo de facilitar o acesso a informação de valor "Ciência com Saúde", baseada em estudos científicos. Tudo o que publicamos tem uma base científica. No entanto, nenhuma das publicações têm o objetivo de servir como diagnóstico, sendo sempre indicada consulta médica. O mesmo se refere a tratamentos, clínicas, suplementos e medicamentos indicados. A indicação, dosagem, e forma de uso é apenas ilustrativa, não estando indicada a automedicação ou suplementação sem antes haver indicação médica profissional. O mesmo se refere aos preços dos produtos por vezes indicados. Esses valores são baseados no ano de 2018 e servem apenas como informação auxiliar, não estando a nossa plataforma de nenhuma forma a ligada a essas empresas.