Ceratite por aspergillus

A ceratite por aspergillus é uma situação rara, mas que pode ter consequências muito graves. Os autores descrevem a seguir o caso de um doente do sexo masculino, com 61 anos, que sofreu traumatismo com um vegetal no olho esquerdo. Apesar da medicação com antibióticos e antifúngico locais, a situação evoluiu para uma queratite grave, com abcesso da córnea e hipopion.

Cebratite por aspergillus – A propósito dum caso clínico

FERNANDO SILVA, CARMEN MONTOTO, ELENA SEARA, J LUIS VIEIRA, MESQUITA MARQUES
Hospital Geral de Santo António, Porto

O doente foi internado para efectuar terapêutica intensiva com itraconazol sistémico e com anfotericina B tópica. Após um mês de internamento o doente teve alta com um leucoma residual da córnea e com visões de 4/10. Um ano após a infecção o doente apresenta leucoma corneano e visões de 10/10 difíceis, sem correcção. Esta situação muito grave é bastante rara, sendo do nosso conhecimento dois casos, um dos quais, no nosso serviço, terminou em evisceração e outro, (o único descrito na literatura por nós consultada), necessitou de queratoplastia penetrante, tendo visões finais de 5/10.

Este caso demonstra a importância da suspeição de causas fúngicas, nomeadamente por aspergillus, quando observamos uma queratite e a importância da realização de colheitas e culturas para bactérias e fungos, quando suspeitamos de uma ceratite infecciosa.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça uma Pergunta ou Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:01 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)