É seguro Beber Chá Verde Durante a Gravidez? Conheça os Possíveis Efeitos Colaterais no Bebê
Fotos Antes e Depois

O Chá Verde é Seguro Durante a Gravidez?

O chá verde é uma bebida que transporta consigo imensos benefícios para a saúde.

No entanto, a fiabilidade do mesmo durante o período de gravidez é algo que tende a ser questionado por muitas grávidas, que temem que o consumo desta bebida durante esta fase possa dar origem a complicações possíveis de colocar em risco o bem-estar do bebê.

Em média, uma ou duas chávenas por dia não deverão causar qualquer tipo de problema.

No entanto, é importante ter muito cuidado e não exagerar, uma vez que o consumo excessivo de chá verde pode exercer um impacto adverso nos níveis de folato (ácido fólico), bem como aumentar as probabilidades de aborto e até afectar o peso do recém-nascido.

É Seguro Beber Chá Verde Durante A Gravidez. Conheça Algum Possíveis Efeitos Colaterais

O consumo excessivo de chá também pode originar dores de cabeça, dores de barriga, tonturas, espasmos e até insónias.

Qualquer um destes efeitos colaterais pode revelar-se extremamente perigoso para uma grávida.

Isto não significa que deva evitar por completo o chá verde.

É apenas importante aprender a moderar-se e estar ciente de todos os riscos.

Que quantidade de Chá Verde é seguro beber durante a gravidez?

Especialistas da área da saúde sugerem um consumo máximo de 200 mg de cafeína por dia, seja proveniente do café, do chocolate ou do chá verde.

A Autoridade de Segurança Alimentar recomenda limitar o consumo diário de chá verde a apenas 4 chávenas.

No entanto, as quantidades de cafeína que podem ser ingeridas sem riscos durante a gravidez são muito relativas

De acordo com a maior parte dos fabricantes de chá, os níveis de cafeína presentes numa chávena de chá verde irão depender, não só do tamanho da mesma, como também da quantidade de folhas usadas, bem como do tempo de infusão.

A cafeína presente no chá também poderá variar significativamente consoante o tipo exacto de folha usada.

Marcas diferentes costumam apresentar níveis diferentes de cafeína, que geralmente costumam variar entre os 30 e os 50 mg por chávena.

É também possível que algumas variedades de chá verde possam apresentar até 70 mg de cafeína.

É importante ter especial cuidado com com tisanas, que são misturas que tendem a combinar chá com outras ervas.

Preste sempre muita atenção aos ingredientes de modo a certificar-se de que não contêm qualquer erva passível de causar complicações à gravidez.

O ideal é mesmo consultar o seu médico antes de iniciar o consumo de qualquer bebida herbal.

O Chá Verde não possui benefícios “especificamente” associados à gravidez

Ao contrário de algumas tisanas tipicamente recomendadas por terapeutas alternativos pelos seus supostos benefícios para a gravidez, como é o caso da raiz de gengibre, útil para as náuseas, o chá verde não oferece nenhum benefício diretamente relacionado com a fase de gestação.

Ainda assim, este é um chá que pode promover a manutenção de uma boa saúde geral.

Benefícios gerais do Chá Verde para a saúde

– O consumo diário de 3 chávenas de chá verde pode contribuir para a redução das probabilidades de desenvolvimento de problemas cardíacos, uma vez que diminuirá os níveis de triglicerídeos e colesterol presentes no sangue.

– Os polifenóis presentes no chá verde auxiliam no combate aos radicais livres, prevenindo assim, não só o envelhecimento prematuro, como também o desenvolvimento de células cancerígenas.

– O chá verde tem a capacidade de reduzir a inflamação associada à doença inflamatória intestinal naqueles que sofram de colite ulcerosa e de doença de Crohn.

– O chá verde pode ser bastante vantajoso para diabéticos, uma vez que contém propriedades que ajudam a controlar os níveis de glicose no sangue.

– A ingestão regular de chá verde contribui para a proteção do fígado contra danos resultantes do consumo excessivo de álcool.

– O extrato de chá verde também pode ajudar na perda de peso, através do aceleramento do metabolismo.

Ainda que seja seguro e benéfico continuar a consumir chá verde mesmo estando grávida, é muito importante controlar cuidadosamente as quantidades ingeridas diariamente.

Controlar o consumo de chá durante a gravidez

1. As Catequinas EGCG presentes no chá podem alterar os níveis de ácido fólico

As elevadas concentrações de catequinas EGCG presentes no chá, conhecidas pelo seu poder anti-cancerígeno, podem, na verdade, dar origem a problemas durante o período de gestação.

Isto porque, estes fitonutrientes, apresentam a capacidade de influenciar os níveis de ácido fólico presente no sangue.

De acordo com um estudo japonês, os níveis séricos de folato em mulheres que consomem quantidades excessivas de chá verde(mais de 57.3 ml por 1000 calorias) tende a ser consideravelmente mais baixo do que em mulheres que consomem menos chá.

O ácido fólico é de extrema importância no desenvolvimento do bebé, daí ser tão imprescindível fazer os possíveis para controlar a ingestão desta bebida, que em quantidades excessivas pode fomentar o desenvolvimento de deficiências no tubo neural, dando assim origem a malformações congénitas como a espinha bífida e problemas de crescimento fetal no útero.

2. Consumo excessivo de cafeína pode conduzir à interrupção involuntária da gravidez

Níveis muito elevados de cafeína podem, definitivamente, exercer um efeito extremamente negativo na saúde do bebê.

O consumo regular de quantidades excessivas de cafeína pode aumentar consideravelmente as probabilidades do bebé nascer com um peso abaixo do aceitável, o que, por sua vez, pode conduzir ao desenvolvimento de problemas como o síndrome de dificuldade respiratória do recém-nascido, hemorragia intraventricular no cérebro e até síndrome de morte súbita do lactente.

3. Demasiado chá verde pode piorar os sintomas da gravidez

A ingestão de quantidades excessivas de chá verde pode dar origem a efeitos colaterais que podem comportar consigo sérios riscos para uma mulher grávida.

A cafeína presente neste chá, quando consumida acima das doses recomendadas, tem a capacidade de originar tonturas, náuseas, dores de cabeça, insónias, diarreia, palpitações e até perda de apetite.

Todas estas são situações que podem comprometer o correcto desenvolvimento do feto.

Caso experiencie espasmos abdominais ou náuseas após o consumo de chá verde, é importante contactar o seu médico o mais rapidamente possível, uma vez que isto pode ser um sinal de intoxicação por cafeína.

Saiba se o Chá Verde Queima realmente a Gordura Corporal

Referências

http://www.nhs.uk/chq/Pages/917.aspx?Category
http://americanpregnancy.org/pregnancy-health
http://www.umm.edu/health/medical/altmed
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21068474
http://www.stanfordchildrens.org/en/topic/default
http://www.nhs.uk/conditions/pregnancy-and-baby
http://aje.oxfordjournals.org/content/162/10/983.long
http://www.marchofdimes.org/pregnancy/caffeine-in

Atualizado em 16 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade

Isensão de Responsabilidade: A nossa plataforma foi criada com o objetivo de facilitar o acesso a informação de valor "Ciência com Saúde", baseada em estudos científicos. Tudo o que publicamos tem uma base científica. No entanto, nenhuma das publicações têm o objetivo de servir como diagnóstico, sendo sempre indicada consulta médica. O mesmo se refere a tratamentos, clínicas, suplementos e medicamentos indicados. A indicação, dosagem, e forma de uso é apenas ilustrativa, não estando indicada a automedicação ou suplementação sem antes haver indicação médica profissional. O mesmo se refere aos preços dos produtos por vezes indicados. Esses valores são baseados no ano de 2018 e servem apenas como informação auxiliar, não estando a nossa plataforma de nenhuma forma a ligada a essas empresas.