Chegou a altura do parto

Chegou a altura do parto

Durante o período de dilatação deverá estar presente um acompanhante. Uma enfermeira parteira ou o médico poderão fazer visitar regulares para verificarem o andamento do processo e decidir sobre o momento indicado para a passagem à sala de partos propriamente dita.

Na sala de partos
Vamos começar pelo óbvios, e pela situação ideal. A grávida convém que esteja presente, bem como um acompanhante escolhido por ela (não deve ser imposta a presença de um acompanhante se não for esse o desejo da grávida), estará também um médico obstetra, uma enfermeira parteira, um pediatra e um médico anestesista no caso de se estar a utilizar uma epidural.

Na prática, e se estiver num hospital público, terá uma enfermeira parteira durante o parto, e um médico no pós-parto. Um pediatra é chamado depois do nascimento. Em muitos casos a epidural não é uma opção. Também em muitos casos é interdita a entrada de um acompanhante, na maior parte das vezes por razões obscuras, algumas vezes por falta de condições.

Ter um acompanhante é um direito que lhe assiste, a não ser que haja visível falta de condições para que haja mais uma pessoa na sala de partos (caso estejam a decorrer vários partos ao mesmo tempo. Seja firme, numa altura em que vai estar mais fragilizada, exposta, carente, todo o apoio que possa ter na altura será bem vindo, acredite-me.

Claro que o acompanhante (marido, companheiro, mãe, pai, irmã, amigo ou amiga) terá de estar preparado para ser uma ajuda e não um empecilho, pelo que é recomendável que assistam juntos às aulas de preparação para o parto, e não convém que o seu acompanhante seja do tipo impressionável, a última coisa que lhe vai apetecer presenciar é uma crise de histeria ou que o seu acompanhante caia para o lado ao mínimo vestígio de sangue. A escolha terá de ser criteriosa e ponderada.

Artigos Relacionados:

O Dia do Parto

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 3:07 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)