China

A China tem uma longa história. A China é o mais antigo país civilizado do mundo. De acordo com achados arqueológicos, os homens primitivos começaram a viver na vastidão da China tão cedo como à 1 700 000 de anos atrás. A sociedade primitiva é dividida em duas fases, respectivamente as fases dos grupos tribais e o das comunas tribais. No fim da sociedade tribal primitiva, havia muitas tribos distribuídas pela bacia do Rio Amarelo.

Entre elas a tribo Huangdi era a mais forte. Os Huangdi são considerados os primeiros antepassados e fundadores da “Zhong Hua Min Zu”, que significa “Nação Central Flor”, isto é hoje o povo chinês. Por volta do século XXI a. C. emergiu a Dinastia Xia, foi o primeiro sistema servil na história chinesa. A sociedade de sistema servil durou 2 500 anos ou mais na China. O sistema feudal chinês começou nos Reinos Guerreiros, no período de 475 d. C. e durou mais 1 300 anos, até à véspera da Guerra do Ópio. Em 211 d. C. o Imperador Qin Shihuangdi unificou o país inteiro e estabeleceu a primeira nação multinacional unida na história chinesa. A sociedade feudal chinesa ultrapassou mais 20 dinastias_ a Dinastia Qin, a Han, a dos Três Reinos,… a Dinastia Sui, a Dinastia Tang,… a Dinastia Ming, etc.

Uma cultura brilhante

A China é rica em relíquias culturais antigas e tem uma história de caracteres gravados de mais de 4 000 anos. Os primeiros caracteres, chamados escrituras de ossos de oráculo, apareceram na Dinastia Shang (1 600 A. C.). A técnica da China de fazer papel, de imprimir, a pólvora e a bússola (as quatro grandes invenções) foram introduzidas no Ocidente pelos Árabes, contribuindo assim para a civilização moderna da Europa. A bússola desempenhou um papel importante no desenvolvimento da oceanografia e foi condição essencial na abertura de novas rotas marítimas.

A engenharia e a arquitectura da China tem uma história gloriosa. A Grande Muralha é uma maravilha da arte mundial. Uma outra maravilha é o Grande Canal cavado entre o norte e do sul, totalizando 2000Km, pelo povo trabalhador da China.

Em 132 d. C., Chang Hang inventou o sismógrafo, foi o primeiro invento do mundo para registar os movimentos dos tremores de terra.

A ponte em arco de pedra única no mundo é a Ponte Zhaozhou, construída por Li Chun na Dinastia Sui (à 1.300 anos atrás). A primeira nota de banco no mundo, foi imprimida na Dinastia Song (há 900 anos atrás). A primeira técnica de fundição da China pode ser datada antes do período de Primavera-Outono (722-484 a. C.) e teve uma posição cimeira no mundo daquele tempo.

Reduzida num país semi-colonial

Durante 80 anos, desde 1840 a 1919, muitos países imperialistas infligiram agressões contra a China. Primeiro na Guerra do Ópio, empreendida pela Grã-Bretanha, em 1848 a Dinastia Quing foi derrotada e foi obrigada a assinar o “Tratado Manjing Sino-Britânico”. O tratado estipulou as remessas chinesas dos territórios, indemnizações, e a abertura de portos para comércio. A partir daí a soberania chinesa e a sua integridade territorial foram violada e a China reduzida gradualmente a um país semi-colonial. Consecutivamente em 1856, a Grã-Bretanha e a França empreenderam conjuntamente a 2ª Guerra do Ópio, o Japão, a Guerra Sino-Japonesa em 1894 e os 8 poderes, Rússia, Grã-Bretanha, Estados Unidos, Alemanha, Itália, Áustria juntaram forças na Guerra da agressão contra a China em 1900. Todas estas guerras contribuíram para a derrota da Dinastia Quing. Como resultado esta dinastia foi obrigada a assinar inúmeros tratados. Assim a China tem-se transformado numa semi-colónia e num sistema semi-feudal.

O começo de uma nova era

Sun Yat-Sem é o predecessor da revolução chinesa. Ele conduziu a revolução em 1911 para derrotar a Dinastia Quing. Tornou-se provisoriamente o presidente da República da China. A vitória da revolução em 1911 pôs fim a mais de 2000 anos de regime feudal na China. Em 4 de Maio de 1919 o “Movimento 4 de Maio” irrompeu na China, foi um movimento patriótico inteiramente anti-feudal e anti-imperialista.

Entre 1924-1927 a Primeira Guerra Civil travou-se com o objectivo de derrotar os do norte que tentaram usurpar os frutos vitoriosos da Revolução de 1911. Entre 1927-1937 a 2ª Guerra Civil travou-se entre o Kuomintang (Partido Nacionalista Chinês) e o Partido Comunista Chinês. A guerra durou 10 anos e é também chamada “A Guerra dos 10 anos”. Em 1927 o Partido Comunista Chinês representou o Nanchang Uprising e fundou as forças armadas revolucionárias. Também em 1927 Mao Tse Tung fundou a base agrária nas montanhas Jinggala para aí levar os guerrilheiros. Em 1937 o Japão empreendeu a Guerra da apreensão contra a China. O Kuomintang e o Partido Comunista Chinês aliaram-se e lutaram contra o Japão. Depois de 8 anos de resistência os chineses finalmente venceram.

Durante 1946-1949 uma nova guerra civil rompeu entre o Kuomintang e o Partido Comunista Chinês, a chamada Terceira Guerra Civil. Em Outubro de 1949 a República Popular da China foi fundada e pôs fim à história da China semi-colonial e semi-feudal abrindo uma nova era para a China.

Rios

Os rios correm de leste para o Oceano Pacífico. O Chang Jiang (Rio Yangtze) tem 5 800km, é o maior rio da China. O rio Tarim He é o mais longo a correr no interior do país, tem 1 794km. No passado, os ancestrais chineses escavaram o Grande Canal que ligou os 5 sistemas de água no norte e a sul da China.

Outros rios importantes são os seguintes: Huang He (Rio Amarelo), Heilong Jiang, Songhua Jiang, Yarlung Zanto Jiang e Zhu Jiang. O maior lago é o Poyang Hu e o maior lago de água salgada é o Qinghai Hu.

Clima

A maior parte da China está situada na zona temperada norte e na zona subtropical. O seu clima é do tipo de monção. O seu vasto território, a sua variada forma de terreno e as grandes diferenças entre as variadas regiões em distância do mar contribuem para um complicado e diversificado clima. Geralmente é quente e chuvoso no verão em toda a parte do país. No Inverno é afectada por frentes frias. Regista uma grande diferença no clima do norte e do sul.

Heilongijang (província) não vê o Verão durante todo o ano e a ilha Hainan não vê o Inverno. Todo o ano regista primavera na planície Yun Gui Gaoyuan, enquanto a oeste da planíncie Qing Zang Gaoyuan está “presa pelo gelo” todo o ano. No noroeste interior está quente no Verão e frio no Inverno e o comprimento das noites e dos dias regista uma grande diferença.

As chuvadas anuais reduzem de 1500mm no sudeste para 50mm no noroeste.

Cidades Importantes: Beijing (capital), Shangai, Tientsin e Guangzhou.

Geografia

Localização:

A China está localizada no hemisfério Este e no hemisfério norte. A China é um país no este da Ásia e situa-se na costa oeste do Oceano Pacífico. A China cobre uma área de 96.000km2 que a situa a seguir à Rússia e ao Canadá. A China tem uma área quase tão grande como toda a Europa.

O extremo norte – no meio do rio Heilong Jiang, norte Mohe, a província Heilongjiang (mais de 53º de norte).

O extremo sul – a Zengmu Ansha (ilha) , Nansha Qundao (arquipélago), o Mar d sul da China (cerca de 4º sul).

O extremo este – no ponto de intercepção no meio de Heilon Jiang e o Wusuli Jiang (rio) (135º este).

O extremo oeste – o Pamirs (planalto), Xinjang Uygur Zighiqu (região autónoma), (cerca de 73º este).

População

A China tem uma população de 1 120 000 000 habitantes, a maior do mundo. A nacionalidade Han constitui 94% de toda a população. A Mongol, Hu, Zang, Uygur, Miao, Yi, Zhuang, Bouyei, Chaoxian, Man e Gaoshan e mais nacionalidades constituem 6%. O chinês é a língua comum falada em u Madarin e escrito em caracteres chineses. Para além do Mandarin existem inúmeras outras línguas (como o Cantonense) e dialectos nas diversas nacionalidades. De uma forma geral a escrita é a dos caracteres chineses mas a língua falada é a das diversas nacionalidades.

Topografia

A forma do território é complicada e variada. Regiões de penhascos, terras montanhosas e planícies altas constituem 2/3 da totalidade da área da nação. A terra é alta no oeste e baixa no este mostrando uma descida em 3 níveis. O sudoeste é conhecido por “Telhado do Mundo”: O Qing Zang Gaoyuan é o nível mais elevado.

Desde o Pamirs (no final noroeste da Qing Zang Gaoyuan), estende-se um número de altas montanhas alinhadas, Altai Shan, Tian Shan, Kunlun Shan, Himalaias. A maior montanha do mundo ;Jolmo Lungma, 8 882 metros acima do nível do mar, situa-se no lado sul da Qing Zang Gaoyuan, sobre a fronteira entre a China e o Nepal. A 2000 e a 1000 metros acima do nível do mar, estão Yun Gui Gaoyuan, Huang Tu Gaoyuan, Nei Mongol Gaoyuan (planaltos) e Sichuan Pendi, Tarim Pendi e Junagar Pendi (bacias). É o segundo nível. A bacia Turpan Pendi em Xinjian Zizhiqu (região autónoma) é a extensão mais baixa da China, 154 metros abaixo do nível do mar.

No este da frente oriental dos alinhamentos montanhosos Da Hingan Ling, Taihang Shang, Wu Shang e Yun Gui Gaoyuan a extensão descendente é montanhosa, abaixo dos 1000 metros acima do nível do mar e planícies com 200 metros abaixo do nível do mar. (É a terceira camada).

Arquitectura Chinesa

A China tem uma profunda cultura aliada a uma longa história de 5000 anos. A partir da Dinastia Qing houve eruditos que se dedicaram à pesquisa da história da arquitectura chinesa fazendo assim uma instrução especial desta. Antes a arquitectura era meramente uma condição de artista. A representação teocrática da história da arquitectura chinesa aplica-se principalmente à divisão cronológica, da arquitectura que foi diferente da Ocidental.

A história da arquitectura chinesa, quando olhada superficialmente, parece idêntica em toda uma nação ou região, ou mesmo uma cultura. Para fazer uma inspecção culturalmente compreensiva, não se podem aplicar as regras e as ideias da cultura Ocidental.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça uma Pergunta ou Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 3:10 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)