Coceira na virilha, o que pode ser e como Tratar

Revisado por Equipe Editorial a 23 outubro 2018 - Publicado a 14 de dezembro de 2009

A coceira na virilha ou prurido é uma infecção da virilha causada por um fungo ou alergia que pode afetar homens e mulheres.

Saiba mais sobre o tratamento, possíveis complicações, sintomas, testes e exames de diagnóstico necessários.

Foto de coceira na virilha e impinge nas partes intimas

Quais são as Causas

O corpo normalmente hospeda uma variedade de microorganismos, incluindo bactérias e fungos, alguns dos quais são úteis ao organismo, enquanto outros podem se multiplicar rapidamente e avançarem com algumas infecções.

A coceira na virilha ocorre quando um determinado tipo de fungo cresce e se multiplica nesta região.

Esta comichão é uma doença de pele que ocorre principalmente em homens adultos e às vezes pode acompanhar o Pé de atleta e a dermatofitose, também conhecida como impingem.

O fungo, vírus ou bactéria que causa este tipo de coceira prospera em zonas com ambientes quentes, mornos, e áreas do corpo húmidas, causando assaduras que também originam o problema.

A coceira na virilha pode ser também provocada pelo atrito das roupas e pela umidade prolongada da pele na região da virilha (como a da transpiração).

Esta complicação pode ser contagiosa, transmissível e espalhar-se de uma pessoa para outra através do contato direto da pele ou pelo contato com objetos como roupas por exemplo.

A micose na virilha é geralmente limitada na zona da dobra da coxa e normalmente não se alastra para os testículos, pênis ou ânus.

A micose que causa a coceira na virilha tem o nome de tinea cruris na medicina, e é uma das infecções mais comuns da pele.

E embora seja uma micose menos problemática que outras infecções provocadas por outros fungos, esta pode durar muito mais tempo devido à sua localização, a virilha, e espalhar-se para as dobras das pernas perto da vagina, nádegas e ânus, causando coceira intensa e desconforto anal.

Outras causas possíveis de coceira na virilha incluem:

  • neurodermatite circunscrita (líquen simples crônico), consequência do ato de coçar ou esfregar a pele intensamente e repetitivamente,
  • eczema
  • piolhos púbicos , conhecidos por o Piolho-da púbis
  • irritação química

Os nomes alternativos para esta patologia são: Infecção da virilha, infecção fúngica na virilha, coceira jock, Micose na virilha, Tinea barbae (coceira do barbeiro), Tinea cruris (tinha da virilha, prurido de jóquei) e Pitiríase versicolor.

Quais são os sintomas?

Os Sintomas óbvios são irritação, manchas e Coceira na virilha, acompanhada por vezes também na região anal, e nas coxas.

Poderam detetar-se algumas Manchas avermelhadas, salientes, e manchas escamosas que poderam mais tarde transformar-se em bolhas.

Estas manchas por vezes têm visualmente, bordas agudamente definidas e são mais vermelhas do lado de fora com o tom de pele normal na região centro.

Recomendamos para você:

Testes e Exames de Diagnóstico

O médico diagnostica a coceira com base da aparência da pele, e geralmente não são necessários testes.

Se ocasionalmente forem necessários exames para confirmar o diagnóstico, normalmente faz-se uma Biopsia de Pele com lesão (por exemplo, uma raspagem da pele) que pode mostrar qual o fungo que provoca a coceira intensa.

Tratamento

Normalmente esta responde bem ao tratamento dentro de umas a duas semanas. Saiba então quais os cuidados e regras básicas que deverá seguir:

  • Mantenha a pele da virilha limpa e seca
  • Não use roupa que irrite a área afetada, como a lã por exemplo
  • Aplique pomadas antifúngicas, aquelas que contêm miconazol, clotrimazol, ou tolnaftato

Se a Infecção for mais grave, mais frequente ou durar mais de duas semanas poderá requerer tratamento adicional realizado pelo médico.

O dermatologista poderá necessitar receitar medicamentos mais fortes, como os que contêm cetoconazol, terbinafina, antifúngicos orais e provável antibióticos para tratar as infecções bacterianas que ocorrem em paralelo com o mesmo fungo.

Possíveis complicações

  • Descoloração da área
  • Bactérias Cutâneas secundárias
  • Tenha atenção aos possíveis efeitos secundários dos medicamentos e pomadas

Não se acomode, informe o seu médico imediatamente se o tratamento receitado pelo dermatologista não responder ao tratamento da coceira na virilha depois de duas semanas ou se você notar outros sintomas estranhos.

Continuação » Remédio caseiro para coceira na virilha