Como acabar com os furinhos no rosto

Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018 - Publicado a 17 de novembro de 2014

A acne, além de ser um problema bastante inestético, tem ainda o inconveniente de deixar muitas vezes marcas, que tornam a pele do seu rosto mais feia e irregular.

Se está farta de ter a sua cara cheia de cicatrizes da acne e das espinhas, então neste artigo poderá conhecer como acabar com os furinhos no rosto.

Confira! 3 Remédios caseiros para eliminar marcas e cicatrizes de acne

furinhos no rosto

Como acabar com os furinhos no rosto

Um dos melhores tratamentos para acabar de vez com os furinhos do rosto é o peeling químico. À base de ácidos, este tratamento tem a capacidade de melhorar significativamente o aspeto da pele do seu rosto.

O peeling químico, realizado com recurso ao ácido retinóico ou ao ácido glicólico, é um excelente tratamento, especialmente para aquelas mulheres que possuem muitas cicatrizes da acne da adolescência, e que não tenham agora problemas com o aparecimento de espinhas ou cravos.

Os ácidos utilizados neste peeling são aplicados em baixas concentrações, podendo ser usados na pele do rosto, mas também, na pele dos ombros, do colo e das costas. Saiba mais sobre como é realizado o peeling para acabar com os furinhos no rosto.

Recomendado: Acne Nas Costas: 12 Tratamentos Caseiros Para Eliminar as Cicatrizes

Peeling químico para acabar com os furinhos no rosto

O peeling químico, sendo realizado com recurso a ácidos, deve ser feito por um profissional devidamente habilitado e experimentado, para prevenir possíveis efeitos indesejados.

Dessa forma, os ácidos apenas deverão ser aplicados por um médico dermatologista, ou então, por um fisioterapeuta qualificado para o efeito, com formação em fisioterapia Dermatofuncional e em Ácidos.

Quando bem realizado, este tratamento deixa a pele do rosto livre de furinhos e muito mais lisa e bonita. Conheça de seguida os vários passos que compõem o tratamento para as cicatrizes da acne no rosto com um peeling químico.

Passo 1 – O profissional começa por higienizar a área a ser tratada antes de aplicar os ácidos. De seguida, o ácido é colocado na área afetada. Os ácidos permanecem na pele por um período de tempo muito pequeno (entre 1 a 2 minutos).

Passo 2 – Após esse intervalo de tempo, o paciente deverá lavar imediatamente a pele onde foi aplicado o produto, para retirar quaisquer vestígios de ácido. Após a lavagem, é colocado outro produto, que irá ter um efeito calmante sobre a pele.

Sendo um peeling químico um tratamento que recorre a substâncias agressivas como ácidos, a pele ficará bastante sensível. Como tal, é essencial a utilização de um protetor solar de boa qualidade, e claro, evitar a exposição da pele tratada ao sol.

Passo 3 – Dependendo da severidade do problema e do tipo de pele de cada paciente, as sessões poderão ser semanais (uma por semana), ou quinzenais (uma a cada 15 dias). Durante este tempo, é natural que a pele fique avermelhada e descame entre cada sessão, sendo por isso fundamental o uso de um bom hidratante, recomendado pelo profissional.

» Descubra como o Óleo de rícino ajuda a tratar marcas e manchas de acne

A descamação, ao contrário do que possa pensar, é algo positivo, pois irá estimular o crescimento de uma nova camada de pele, mais jovem e lisa, deixando a sua pele com um aspeto mais homogéneo e uniforme.

Além disso, este tratamento ajuda ainda a aumentar a produção de colágeno e elastina, substâncias responsáveis pela firmeza e elasticidade da pele.

Os resultados do peeling químico para acabar com os furinhos no rosto começam a notar-se após a segunda sessão, sendo graduais e progressivos.

» Saiba mais sobre o Peeling Químico