Como funciona o ABS - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Como funciona o ABS

Atualizado em 13 Janeiro, 2018

Como funciona o ABS?

Imagine que vai a conduzir e acontece algo que o faz travar bruscamente. O carro terá tendência a derrapar. O que assegura a travagem é a tracção de todas as rodas, mas, ao derrapar, estamos a diminuir a tracção. Se pudermos contar com a ajuda do ABS, já é diferente. Saiba porquê !

Quando travamos é muito importante segurar firme no volante (como fez o condutor “azul” na imagem). Assim conseguimos travar mais depressa. O ideal era conseguirmos desviar-nos sem bater, mas como é muito difícil fazermos isso sem perdermos o controlo do carro e como precisamos de reagir muito rapidamente numa situação de perigo, o melhor é aguentar firme no volante. Virar repentinamente pode ser mais perigoso.

Quando viramos de repente o volante entra-se em derrapagem. E é sempre mais difícil travar, porque a força que existe entre as rodas e o piso é mais pequena, do que quando o carro anda em frente.

É neste ponto que o sistema ABS pode ser muito útil.

ABS é a sigla de “anti blocking system”, um sistema de anti bloqueio das rodas. Um condutor experiente tenderá a fazer uma espécie de ABS, aliviando o travão e voltando a pressioná-lo. Mas em situações de grande stresse é muito mais seguro poder contar com o ABS automático para garantir que a travagem é efectiva. Quando travamos, o ABS lê a velocidade de cada uma das rodas e está sempre a compará-la. Se em qualquer momento detecta alguma diferença, percebe que uma delas bloqueou e está portanto a derrapar. Imediatamente anula o efeito de travagem naquela roda, durante milissegundos e, logo de seguida, volta a comparar as velocidades: se continuarem desiguais e o condutor continuar a travar, volta a repetir. E fá-lo cerca de 100 vezes por segundo. E isso permite que se consiga imobilizar o carro em muito menos espaço…

É muito fácil distinguir uma travagem de um carro equipado com ABS, de outro com travões convencionais. Quando é usado o ABS e se faz uma travagem repentina, fica um tracejado marcado no chão, em vez das marcas contínuas dos pneus.

E não há que ter receio, porque, mesmo que haja uma falha electrónica no sistema que controla o ABS, os travões funcionam na mesma pelos meios mecânicos convencionais.

Atualizado em 13 Janeiro 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *