Contrafacção de Medicamentos em farmácias online

Parlamento Europeu preocupado Contrafacção de Medicamentos em farmácias online

O Parlamento Europeu apoiou novas medidas contra a venda ilegal de medicamentos através da Internet. Segundo a Agência Europeia de Medicamentos, as organizações criminosas lucraram com a pandemia da gripe A por venderem vacinas falsificadas e medicamentos antivirais. Neste contexto, a União Europeia (UE) pretende reprimir a venda de medicamentos falsificados online.

Segundo notícia avançada pelo portal de notícias especializado em assuntos europeus EurActiv, no dia 28 de Abril, foi aprovado, por uma esmagadora maioria, um relatório sobre contrafacção de medicamentos, na Comissão de Saúde do Parlamento Europeu.
O documento, elaborado pela eurodeputada do Bloco de Esquerda, Marisa Matias, destaca a necessidade de se distinguir entre farmácias legais e ilegais na Internet, sendo que as primeiras poderão ser certificadas pela União Europeia. “Sem estas alterações, a Internet pode operar como um ‘cavalo de Tróia’ para os medicamentos falsificados”, alertou a eurodeputada.
O texto final da directiva terá de ter a aprovação do conselho de ministros da Saúde da UE, em Julho deste ano.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 2:46 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)