Contraindicações da Endermoterapia

A endermoterapia é uma técnica não invasiva, com recurso a aparelhos específicos, que ajuda a combater a celulite e a gordura localizada.

vacuoterapia ou endermoterapia

Também conhecido como vacuoterapia, este procedimento consiste na realização de uma massagem profunda, que irá estimular o aumento da irrigação sanguínea dos tecidos, bem como a drenagem e eliminação de células adiposas (células de gordura), toxinas e nódulos de celulite.

Além disso, a ação do aparelho irá também promover o aumento da produção de colágeno, o que dará à sua pele maior elasticidade e firmeza.

Os benefícios desta técnica apenas serão visíveis caso cumpra um número mínimo de sessões, caso contrário, as melhorias não serão as desejadas. O número mínimo de sessões recomendado é 10, três vezes por semana, com uma duração aproximada de 40 minutos.

Contraindicações da endermoterapia

Como qualquer tratamento estético, também a endermoterapia possui algumas contraindicações. Confira de seguida as principais contraindicações da endermoterapia:

– reumatismo;
– câncer;
– obesidade;
– diabetes;
– problemas circulatórios graves (como por exemplo tromboses venosas profundas ou flebite);
– hipertensão;
– problemas de coração;
– lesões cutâneas (como por exemplo inflamação, descamação, bolhas ou feridas);
– gestantes.

Se tem alguma destas condições de saúde, há no entanto outras opções que o podem ajudar a combater a gordura localizada e a celulite. Tratamentos como a carboxiterapia ou a drenagem linfática são excelentes, e que em conjunto com uma dieta balanceada e a prática regular de atividade física, irão ajudá-lo a alcançar os seus objetivos.

Links úteis:

A Endermoterapia Funciona no combate da celulite e gordura localizada
Endermoterapia

O que Procura?

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *