Creatina: Descubra Para que Serve o Suplemento, o Quando Deve ser Usada?

Hoje, especificamente em relação a performance física, a creatina é um suplemento bastante polêmico e as pessoas costumam muito perguntar se deve ou não deve ser usada.

Creatina

Não existe nenhum outro suplemento no mercado até agora, tão estudado quanto a creatina, sendo ela do tipo endógena e exógena.

A endógena é sintetizada naturalmente pelo organismo, a partir de 3 aminoácidos: arginina, glicina e metionina.

Já a exógena (que vem de fora) é a adquirida através de suplementação, seja ela alimentar, que pode ser obtida através dos alimentos como carnes, frango ou peixe, o que faz com que vegetarianos radicais precisem suplementar essa substância, ou por suplementos fabricados.

Mas, o que é a creatina? Para que serve?

A creatina é uma substância que age diretamente no músculo esquelético e trabalha na ressíntese do ATP.

ATP é a molécula de energia, a nossa moeda energética, então tudo que fazemos no dia a dia, precisamos de ATP e a creatina nos ajuda a produzir mais energia e vai, diretamente, para o músculo esquelético, tendo assim, uma grande função na massa muscular.

Dessa forma, a creatina aumenta a resistência, a capacidade anaeróbica e aumenta também a massa magra.

Aumentando a massa magra ela ajuda a diminuir a massa gorda, ou seja, a creatina emagrece.

Atrelando o seu uso aos treinos físicos, o corpo tende a ficar muito mais forte, pois, como ela mexe com a produção de ATP e aumenta a resistência, quem a usa se cansa menos e, consequentemente, aguenta pegar mais peso.

E quando a creatina deve ser usada?

A substância deve ser tomada todos os dias e não apenas em dias de treino físico, em quantidade média de 3 a 6 gramas.

Pode ser usada antes ou depois do treino e não é recomendado o seu uso em jejum.

Outra coisa importante é que não seja consumida juntamente com produtos com cafeína, pois a cafeína destrói o efeito da creatina contida nos músculos.

Outra coisa importante de se saber a respeito da creatina é que as células musculares ficam mais hidratadas. Uma célula hidratada é mais poderosa, no entanto, é uma célula que retém líquido.

Diante disso, vem a pergunta:

A creatina faz aumentar de peso?

Sim, mas não através de gordura e sim, de líquidos. Então, se você não quer reter líquido, não use creatina!

Com essa retenção de líquidos, pode prejudicar os rins? Não existe nenhum trabalho cientificamente convincente, que tenha dados específicos mostrando que a creatina compromete os rins.

No entanto, é recomendável que a creatina seja utilizada sob orientação médica.

IMPORTANTE!

Antes de fazer uso da creatina, procure um médico ortomolecular, endocrinologista, nutrólogo, nutricionista ou médico do esporte e veja se você pode usá-la.

Em caso afirmativo, outro ponto importante, é usá-la sem exageros.

Recomenda-se o seu uso, apenas durante alguns meses do ano, pois, não é uma substância de uso contínuo. Vale ressaltar que nada em exagero, funciona.

Por fim, temos hoje uma medicina que prioriza as doenças, ao invés das prevenções.

No que se refere ao uso da creatina, a boa notícia é que ela pode ser tanto preventiva como curativa, uma vez que o seu uso pode ser favorável em deficiências musculares, atrofia muscular e até em doenças do músculo cardíaco, como a insuficiência cardíaca congestiva.

Claro que, tudo isso, com acompanhamento médico, de preferência, um médico diferenciado, que priorize a saúde e não a doença.

Descubra Os 8 Melhores Suplementos de Bodybuilding para Ficar mais Forte, Ganhar Músculo e Secar

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 16/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 16/01/2018 às 4:37 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)