Croácia

A Croácia é uma sublime parte da costa do Adriático, que até 1991 formava parte da Federação das Repúblicas da Jugoslávia, foi durante muito tempo considerada uma das zonas mais belas da Europa. O seu estilo romântico medieval, faz-se sentir em muitas das suas cidades, apesar do decorrente processo para a sua integração na UE do séc. XXI, adaptando-se assim aos novos tempos.

Um povo eslavo, com possíveis origens na antiga Pérsia, que superou as dominações e invasões, conquistando a sua própria identidade, e oferece a quem o visita tudo de belo que esta terra tem para oferecer: clima, costas, cultura, gastronomia, paisagens e as suas gentes.

ZAGREB – A CAPITAL DA CROÁCIA
Entre as montanhas Medvednica, ao qual ascende um funicular, e o rio Sava, podemos ler os seus 900 anos de história na Cidade Alta e kaptol, com a Praça Ban Josip Jelacic, coração da cidade; o Teatro Nacional Croata, a Igreja de S. Marcos, a Catedral, a Torre e Canhão de Lotrscak (que dispara diariamente às 12h00), e o Mercado de Dolac. A destacar o Museu Arqueológico e a sua colecção Egípcia (múmias e numismática); Museu das Ciências com restos do Homem de Neandertal; o Museu Técnico com máquinas desde 1830, que ainda funcionam; o Museu das Artes, Etnográfico Glyptotheca, de Pintura Naïf, a Galeria dos Velhos Mestres Europeus (séc. XIV ao XIX), … entre outros.

SIBENIK
As margens do Adriático, com um passado rico, unido á República de Veneza, assim como outras povoações costeiras croatas, mostra-nos a sua bela Catedral de S. Jacobo protegido pela UNESCO, completamente construída em pedra entre os séc. XV-XVI, em estilo gótico e renascentista. Salienta-se ainda o Palácio do Município, de 1533, completa e fielmente reconstruído após o bombardeamento de 1943, e, dominando a cidade, os restos da Fortaleza de S. Nicolas.

PARQUE NACIONAL DE PLIVITCE
Um dos mais importantes do país, com passeios através das suas águas cristalinas de cores surpreendentes e cardumes de peixes. 16 Lagos unidos entre si, com numerosas cascatas que com desníveis escalados desde os 637m aos 503m, num habitat composto pelo rio Korana e densos bosques de pinheiros, com uma abundante e variada fauna e flora, onde o urso pardo e o lobo são os senhores.

ZADAR
Cidade localizada na costa leste do Mar Adriático. Antiga colónia romana, com o mais antigo Foro no oriente do Adriático, fundado pelo primeiro imperador Augusto, além do seu aqueduto. De destacar a sua monumental igreja românica de S. Donato e as Catedrais de Sta. Anastasia e de Sta. Stosija. A Praça dos 5 Poços, o convento Beneditino com a exposição “O Ouro e a Prata de Zadar”, e a Cidadela (1409).

DUBROVNIK
Desde o séc. XIV até 1808, foi a cidade-estado livre, denominada “República de Ragusa”, que alcançou o seu auge entre os séculos XV e XVI, rivalizando com a República de Veneza. O mais interessante encontra-se na Velha Cidade ou Stari Grad; praças pavimentadas em mármore, casas, conventos, igrejas, palácios, fontes e museus. Ainda que Dubrovnik tenha sido danificada, em 1991 foi profundamente restaurada. Destaca-se as suas muralhas do séc. XIII ao séc. XVI ainda hoje intactas. Consideradas as melhores do mundo, têm um perímetro de 1940 m e 25 m de altura com 16 torres. No seu interior encontrámos a Catedral, o palácio de Znezev Dvor e a farmácia do mosteiro franciscano, a mais antiga do mundo ainda em serviço, com inventário de 1317. Não deixe de passear pela zona pedonal de Stradun e fazer uma excursão de barco ás ilhas Elaphiti (Lopud, Kolocep e Sipan), de águas cristalinas e costas escarpadas, grutas, rochas e praias.

OPATIJA
Próxima da cidade de Rijeka, sobre a costa do Golfo de Kverner, encontramos esta cidade entre bosques de Loureiro. Destaca-se a sua velha Abadia de S. Giacomo della Priluca, da qual deriva o nome (abadia = opatija). Seduz pela doçura do seu clima, o que a torna um local aprazível para visitar quer de Verão, quer de Inverno, as suas belas marinas e parques, as velhas vilas austríacas, os festivais, concertos e exibições.

TROGIR
De fundação grega com sabor medieval graças a construções como a Cidadela veneziana de Kamerlengo, numa ilhota; a Torre de S. Marcos, a Câmara e a sua Torre do relógio o palácio ducal e os palácios de Cipiko, ou a Catedral de S. Lorenzo, um conjunto urbanístico rodeado por muralhas, que nos recordam as cidades de Veneto, ás quais esteve ligada durante vários séculos.

Guia Prático:
Idioma: Croata
Moeda: Kuna
Superfície: 56.542 km2
População: 4.455.100
Capital: Zagreb
Principais cidades: Debrecen, MisKolv, Szeged, Pécs.
Regime Político: República
Religião: Católica
Clima: Na costa, de tipo mediterrânico, com temperaturas medias no Inverno de 4Cº e os 24Cº no Verão. No interior mais continental e extremo com alguma neve.

Gastronomia: Na costa de influência italiana: Peixe com salada de tomate e polenta (Brudet); Bacalhau seco cozinhado de diversas formas (Bakalar); arroz de peixe ou calamares (Rizot). No Interior, de influência austríaca: Peru assado (Purica smilincima); pasta de queijo frito (salada como entrada e doce como sobremesa) Strukli; strudel de bacon e cogumelos (Savijaca sa sampinjomina). Influência húngara: Peixe guisado em salsa paprika (Ribli Paprikas); salsichas com paprika, queijo, pepino e tomate (Kulen).

Compras: As melhores compras são do maravilhoso cristal de Samobor; jóias de ouro e prata de Dubrovnik; bordados, esculturas de madeira, artigos de pele, cerâmica, trajes típicos nacionais e coloridos tapetes.

O que Procura?

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *